Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Essa é uma grande verdade, o que religião faz é criar falsos bons, porque bons mesmo nascem bons e morrem bons, não precisam de interferência de terceiros para lhes indicar o caminho da bondade.

 Paulo Luiz Mendonça.

Exibições: 330

Responder esta

Respostas a este tópico

Paulo muito legal esta mensagem.

Na minha opinião os seres humanos nascem nem bons nem maus, ou seja sem nenhum conceito sobre o que é bom ou mal, até porque ambos são relativos. Inclusive nenhum ser humano nasce religioso, isso é aprendico, é ensinado. A natureza humana é a princípio  animal instintiva e lutará pela sobrevivência da melhor maneira que puder ,e até aqui em nada somos diferentes ou superiores aos animias. O que nos difere mais tarde deles é a nossa cultura(formação) a nossa capacidade cognitiva de fazer associações, é a nossa rede neural linkando informações e criando seus padrões, grande banco de memórias, que irão compor valores que vão nortear o código de conduta, ou o carácter. São essas capacidades cognitivas que nos diferem dos animais. A religião tenta ocupar este espaço vazio a princípio no ser humano e modelar segundo os seus interesses. O cristianismo por exemplo trabalhou(plagiou os valores que a própira experiência humana em sociedade foi criando e cultivando ou decidindo eliminar segundo as avaliações dos eventos ou dos mesmos) bastante esta questão na formação da cultura ocidental,por exemplo. Mas pessoas que tiveram a sorte de serem educadas sem a interferência da religião foram pouquíssimas, tão pouquíssemas que até os maiores ateus do mundo ou as pessoas que mais se destacaram como norteadores do pensamento livre ao menos na infância receberam educação com influência religiosa(no ocidentepor exemplo: do sistema judaico-cristão). De qualquer forma,  toda a nossa sociedade vai criando em conjunto os seus valores Mas pelo que aprendi tanto na vida como na educação(nos estudos) é que o homem(ser humano) é um produto do meio ou seja ele é modelado pela cultura pela educação que recebe e vai formando ao longo dos tempos os seus própios conceitos ou julgamentos e vai criando um conjunto de valores com os quais ele se identifica tendo sempre como refência o que lhe foi ensinado.

Pra resumir: se um adulto é bom ele aprendeu a ser assim. Se um adulto é mau idem. Se um adulto é religioso é porque isso lhe foi ensinado, ou ele decidiu aprender e cultivar isso , e se é irreligioso é também porque aprendeu isso(neste caso em especial muitos  são irreligiosos por terem recebido influência de pais não religiosos,mas isso não necessariamente garante que esta pessoa será um ateu convicto por exemplo, mas que apenas replica a ausência da vida religiosa em seu cotidiano. Mas existem outras categorias de descrentes, em especial os ateus que na infância sofreram influência religiosoa e mais tarde descobriram por si as mentiras, os enganos das religiões......e  por elevarem ao máximo suas capacidades cognitivas, seu raciocínio lógico e conseguir romper antigos padrões de modelagem ...isso é superar ou fazer uso  máximo(o religioso é aquele que não aprendeu isso e o fanático  é aquele que decidiu recusar isso: a capacidade do pensamento crítico racional abangente, da autoconciência ou consiência de si e também da consciência do  outro, isso exige esforço e responsabilidade) daquilo que nos difere dos animais e por conseqüência elevar ao máximo a sua humanidade.E somos nós que devemos decidirmos isso( autonomia cognitiva) se vamos ou não rumar para isso,e formar em conjunto a predominãncia desta ação em sociedade. Mas o que tem acontecido até agora, é que os religiosos(são mairoia) é que têm se organizado para modelar nossa sociedade. E até o momento infelizmente Richard D. tem razão: " Juntar ateus é como tentar juntar gatos".

Acho que a maioria dos ateus ainda não tem consciência e responsabilidade política e por isso não gosta e nem acha que deve sair de sua zona de conforto. 

 

 abraços floridos

Márcia amiga, grato por responder minha mensagem. Sobre a critica que faz sobre nós ateus ficarem na zona de conforto, Eu não penso assim, estou sempre escrevendo e enviando pelo face book ou qualquer outro site minhas mensagens de repúdio a exploração religiosa. Quanto a todas as pessoas sofrerem influencia religiosa no inicia da vida, isso é verdade. Nasci em um lar Católico, mas desde criança nunca me convenci sobre a veracidade dos fatos apresentados tanto pela Bíblia como pela história de Cristo. Minha inteligencia não permitia a aceitação de tais absurdos religiosos, os quais levavam as pessoas de meu convívio até ao delírio. 

Estou já com 76 anos, me resta pouco tempo de vida, enquanto eu viver estarei sempre combatendo esta picaretagem chamada religião, seja ela qual for. Um abraço.

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço