Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Apelo objetivo aos Srs. judeus, sionistas, cristãos e muçulmanos

Se todo dinheiro "investido" em religião para, tão somente enriquecê-la, tivesse sido investido em pesquisas científicas, "deus" já estaria "curando" muito mais doenças do que "cura" hoje e teríamos muito mais oportunidades de melhorar de vida e a distribuição de renda.
.
Portanto, fica um apelo aos Srs. judeus, sionistas, cristãos e muçulmanos: invistam mais tempo e dinheiro em ciência e menos, apenas, no enriquecimento ilícito, na improdutividade, na indolência, na vadiagem, na exploração e no oportunismo de seus líderes religiosos.

Exibições: 190

Responder esta

Respostas a este tópico

E a associação da igreja com o Poder, deixaria de existir? Não fosse essa associação, a História seria bem diferente!!!

O grande problema é que os crentes se julgam muito espertos. Julgam que doando um dinheirinho para os espertalhões vão ganhar muito mais. Aliás, esse é um raciocínio lógico! Se não pensassem assim não investiriam!!!



Luísa L. disse:


Jorge,

Sem dúvida que é um raciocínio lógico se partirmos dos princípios cristãos e dessa tal teoria da prosperidade, ou coisa que o valha. As pessoas têm direito a sonhar com uma vida melhor e a forma fácil e convincente com que as religiões prometem alívio na dor e alcance de prosperidade, faz com que elas contribuam de livre vontade. O que as pessoas têm de perceber é que, os únicos que ganham com essa teoria são os líderes.

Eu vejo poucos pobres tornarem-se abastados, ou pelo menos menos pobres, só por pagarem às igrejas; um dia elas também vão ver.


Jorge Oliveira de Almeida disse:

O grande problema é que os crentes se julgam muito espertos. Julgam que doando um dinheirinho para os espertalhões vão ganhar muito mais. Aliás, esse é um raciocínio lógico! Se não pensassem assim não investiriam!!!



Luísa L. disse:

Minha doce Luísa, 

o que você comenta é uma realidade. Só que as pessoas que são lesadas na Igreja não se dão conta disso, e os espertalhões, que você chama de líderes continuam enchendo as burras com o dinheiro suado dos incautos. Parece-me que as pessoas que dão dinheiro aos tais espertalhões, se conscientes do que estão fazendo, agem como um estelionatário que está planejando um golpe, no caso contra o pastor ou missionário. Acham que vão ganhar alguma coisa com isso. Como, é que não entendo. Se não são conscientes, não procuram ajudar o tal pastor ou missionário, mas a Igreja. No fundo dá no mesmo. Lembro-me de um caso que foi para a Justiça, de um crente do primeiro caso, que vendeu uma casa e naturalmente deu o dinheiro para o pastor, porque este lhe convencera que assim fazendo ele iria mudar de vida e enriquecer. Como nada aconteceu, ele foi à Justiça, que lhe deu ganho de causa, obrigando a Igreja a devolver-lhe o dinheiro. 

As pessoas que são lesadas pelas Igrejas não são só inocentes, mas desprovidas de qualquer dose de bom-senso. São, como dizem os nossos amigos do Norte, "not very clever". 

Se os brasileiros tivessem um pouco mais de instrução, se tivéssemos sido colonizados por um povo culto,se..., se...

Mas não, a realidade é dura!! É a lei da vida... Vencem os mais espertos. É por isso que a cada dia aparecem mais igrejas por aí!!

Um abraço, menina!!


Olá Jorge, bom dia!

“As pessoas que são lesadas pelas Igrejas não são só inocentes, mas desprovidas de qualquer dose de bom-senso. São, como dizem os nossos amigos do Norte, "not very clever".” 

Exacto. O bom senso é a nossa capacidade de analisar os dados friamente, desprovidos de crendices, sentimentalismos e julgamentos. Então os crentes - tal como não crentes, em outras análises -, são desprovidos de bom senso logo ao acreditarem numa entidade da qual nunca tiveram notícia. E claro, não devem nada à razão quando dão dinheiro a outros seres humanos, para que algo que nunca viram nem puderam analisar, os façam mais felizes e prósperos. Mas olha, os teus amigos americanos falam, falam, mas é de lá que surgem as mais doidas religiões. rsrs

. . .

“Se os brasileiros tivessem um pouco mais de instrução, se tivéssemos sido colonizados por um povo culto,se..., se..”.

Rsrsrs… eu não percebo alguns brasileiros. Ora o Brasil foi independente do reino de Portugal em 1822. Isto significa que os colonos deixaram de ser portugueses, italianos, alemães, holandeses, etc., e passando ser um povo autodeterminado, com um território e identidade próprios.

Os EUA tornaram-se independentes da Inglaterra apenas 46 anos antes. E inicialmente o povo daquele território, pouco mais era do que um bando de degredados que o reino de Inglaterra queria ver longe das suas verdejantes terras.

Será que são esses 46 anos que fazem a actual diferença sociocultural entre os EUA e o Brasil?

O Brasil, tal como os Estados Unidos, são países onde existe uma enorme diversidade étnica e cultural. O que fez com que um se desenvolvesse económica e socialmente mais do que o outro? Será que foram 46 anos de diferença entre independências? Terá sido o facto de o Brasil ter sido colonizado por um punhado de incultos portugueses, e uma quantidade maior de cultos italianos, alemães e holandeses e espanhóis? Ou será que foi a inércia desse povo (conjunto de europeus, povo local e africanos) em rebelar-se contras as injustiças sociais, ter iniciativa e vontade de construir, ao longo dos tempos? Ficam as perguntas.

Grande abraço.


Jorge Oliveira de Almeida disse:

Minha doce Luísa, 

o que você comenta é uma realidade. Só que as pessoas que são lesadas na Igreja não se dão conta disso, e os espertalhões, que você chama de líderes continuam enchendo as burras com o dinheiro suado dos incautos. Parece-me que as pessoas que dão dinheiro aos tais espertalhões, se conscientes do que estão fazendo, agem como um estelionatário que está planejando um golpe, no caso contra o pastor ou missionário. Acham que vão ganhar alguma coisa com isso. Como, é que não entendo. Se não são conscientes, não procuram ajudar o tal pastor ou missionário, mas a Igreja. No fundo dá no mesmo. Lembro-me de um caso que foi para a Justiça, de um crente do primeiro caso, que vendeu uma casa e naturalmente deu o dinheiro para o pastor, porque este lhe convencera que assim fazendo ele iria mudar de vida e enriquecer. Como nada aconteceu, ele foi à Justiça, que lhe deu ganho de causa, obrigando a Igreja a devolver-lhe o dinheiro. 

As pessoas que são lesadas pelas Igrejas não são só inocentes, mas desprovidas de qualquer dose de bom-senso. São, como dizem os nossos amigos do Norte, "not very clever". 

Se os brasileiros tivessem um pouco mais de instrução, se tivéssemos sido colonizados por um povo culto,se..., se...

Mas não, a realidade é dura!! É a lei da vida... Vencem os mais espertos. É por isso que a cada dia aparecem mais igrejas por aí!!

Um abraço, menina!!

Ora, pois, pois! Os amigos lá do Norte nunca foram meus amigos, falei de uma forma pejorativa, como deles se dizia antigamente, por ironia. Quanto à cultura que nos ficou, realmente é difícil discernir até onde são culpados os portugueses. Observo entretanto que nas regiões do Brasil onde outros povos mais cultos deixaram os seus costumes, ficaram os resultados bastante benéficos de uma cultura superior. Os portugueses nos deixaram principalmente o "jeitinho brasileiro", que é uma forma desonesta de resolver os nossos problemas. Os resultados da corrupção em nosso país onde tiveram sua origem? Quanto ao adiantamento dos EEUU em relação a nós, isto se deve em grande parte a aspetos históricos, que não caberia aqui levantar, por falta de espaço e mesmo por não constituir este o espaço adequado, mas principalmente devido aos ensinamentos religiosos que levam os crentes a trabalhar para honra e glória de seu deus. Enquanto eles procuram obter a glória do "Senhor", nós ficamos aqui procurando "levar vantagem em tudo". O Brasil é a terra dos espertinhos!!! É profundamente lamentável, mas é a verdade!!

Luísa L. disse:


Olá Jorge, bom dia!

“As pessoas que são lesadas pelas Igrejas não são só inocentes, mas desprovidas de qualquer dose de bom-senso. São, como dizem os nossos amigos do Norte, "not very clever".” 

Exacto. O bom senso é a nossa capacidade de analisar os dados friamente, desprovidos de crendices, sentimentalismos e julgamentos. Então os crentes - tal como não crentes, em outras análises -, são desprovidos de bom senso logo ao acreditarem numa entidade da qual nunca tiveram notícia. E claro, não devem nada à razão quando dão dinheiro a outros seres humanos, para que algo que nunca viram nem puderam analisar, os façam mais felizes e prósperos. Mas olha, os teus amigos americanos falam, falam, mas é de lá que surgem as mais doidas religiões. rsrs

. . .

“Se os brasileiros tivessem um pouco mais de instrução, se tivéssemos sido colonizados por um povo culto,se..., se..”.

Rsrsrs… eu não percebo alguns brasileiros. Ora o Brasil foi independente do reino de Portugal em 1822. Isto significa que os colonos deixaram de ser portugueses, italianos, alemães, holandeses, etc., e passando ser um povo autodeterminado, com um território e identidade próprios.

Os EUA tornaram-se independentes da Inglaterra apenas 46 anos antes. E inicialmente o povo daquele território, pouco mais era do que um bando de degredados que o reino de Inglaterra queria ver longe das suas verdejantes terras.

Será que são esses 46 anos que fazem a actual diferença sociocultural entre os EUA e o Brasil?

O Brasil, tal como os Estados Unidos, são países onde existe uma enorme diversidade étnica e cultural. O que fez com que um se desenvolvesse económica e socialmente mais do que o outro? Será que foram 46 anos de diferença entre independências? Terá sido o facto de o Brasil ter sido colonizado por um punhado de incultos portugueses, e uma quantidade maior de cultos italianos, alemães e holandeses e espanhóis? Ou será que foi a inércia desse povo (conjunto de europeus, povo local e africanos) em rebelar-se contras as injustiças sociais, ter iniciativa e vontade de construir, ao longo dos tempos? Ficam as perguntas.

Grande abraço.


Jorge Oliveira de Almeida disse:

Minha doce Luísa, 

o que você comenta é uma realidade. Só que as pessoas que são lesadas na Igreja não se dão conta disso, e os espertalhões, que você chama de líderes continuam enchendo as burras com o dinheiro suado dos incautos. Parece-me que as pessoas que dão dinheiro aos tais espertalhões, se conscientes do que estão fazendo, agem como um estelionatário que está planejando um golpe, no caso contra o pastor ou missionário. Acham que vão ganhar alguma coisa com isso. Como, é que não entendo. Se não são conscientes, não procuram ajudar o tal pastor ou missionário, mas a Igreja. No fundo dá no mesmo. Lembro-me de um caso que foi para a Justiça, de um crente do primeiro caso, que vendeu uma casa e naturalmente deu o dinheiro para o pastor, porque este lhe convencera que assim fazendo ele iria mudar de vida e enriquecer. Como nada aconteceu, ele foi à Justiça, que lhe deu ganho de causa, obrigando a Igreja a devolver-lhe o dinheiro. 

As pessoas que são lesadas pelas Igrejas não são só inocentes, mas desprovidas de qualquer dose de bom-senso. São, como dizem os nossos amigos do Norte, "not very clever". 

Se os brasileiros tivessem um pouco mais de instrução, se tivéssemos sido colonizados por um povo culto,se..., se...

Mas não, a realidade é dura!! É a lei da vida... Vencem os mais espertos. É por isso que a cada dia aparecem mais igrejas por aí!!

Um abraço, menina!!

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço