Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Ateus possuem algumas propostas para tornar um mundo melhor sem a religião?

ATENÇÃO!: Este tópico teve uma excelente aceitação, mas atingiu o limite de 680 respostas, que julgamos acima do razoável, para efeito de consultas e novas respostas. Assim, conquanto não fechemos o debate, solicitamos aos colegas que, doravante, adotem o seguinte procedimento: 1) Leiam abaixo a descrição da discussão, mas evitem dar as respostas aqui; 2) naveguem para a discussão "POR QUE AS PESSOAS SÃO LEVADAS AO ATEÍSMO E À IRRELIGIOSIDADE?" (clique aqui!) e deixem lá suas respostas, já que o novo tema é uma continuidade deste e resume os principais conceitos que se destacaram nas respostas, acrescentando outros.

NA:  O Irreligiosos, como é do conhecimento de todos, é um site de orientação antiteísta e antirreligiosa, filosofia esta, que procura deixar bastante clara, para que todos os postulantes a membros de nossa comunidade não aleguem depois que se filiaram ao site errado, comprando "gato por lebre". Mesmo assim, embora mais de 90% de nossa comunidade compartilhem com esta filosofia, permitimos a filiação de alguns religiosos que aqui vêm em busca de conhecimento ou para participar de debates que possam esclarecer suas dúvidas e, quem sabe, ajudá-los a definir um outro rumo para suas vidas. Mas, para tanto, precisamos permitir que eles opinem e que coloquem os seus questionamentos para os demais membros responderem e/ou debaterem, por mais estranhos e absurdos que possam parecer.

Tal é o caso da discussão abaixo (que deveria ser um único tópico, mas que o autor, crente evangélico, equivocadamente, transformou em uma "lista de perguntas"). Para facilitar, numerei as perguntas para que os membros possam escolher quais delas desejam responder. Pelo visto, o autor da discussão andou frequentando vários sites ateus e não se sentiu satisfeito com as respostas. Acho que no nosso não será diferente, por razões óbvias. Segue a "discussão" (???):

Já participei e ainda participo de alguns dos sites ateus abaixo:

http://realidade.org/forum/index.php

http://ateus.net/forum/

http://clubecetico.org/forum/index.php

http://ateusdobrasil.com.br/

http://irreligiosos.ning.com/

http://religiaoeveneno.org/categories/inicio

1 - Gostaria de saber mesmo se ateus têm alguma boa proposta para tornar um mundo melhor?

2 - Por que ateus são contra a religiosidade se ela traz alguns benefícios a sociedade?

3 - Por que alguns ateus querem acabar com a religião?

4 - Por que alguns ateus odeiam os protestantes mais que qualquer outra religião?

5 - Por que ateus costumam ironizar os crentes nos debates em fóruns ateus?

6 - A religião atrapalha os planos ateístas?

7 - Qual o propósito dos ateus de tornar um mundo melhor sem a religião?

8 - Ateus pensam numa sociedade melhor ou apenas querem demonstrar suas revoltas?

9 - Ateus estão numa missão de paz ou são apenas um grupo para favorecer interesse de alguns políticos?

10 - O que é o ateísmo?

11 - Para que serve?

12 - Qual o exemplo que ateus possuem de bom para favorecer uma sociedade?

13 - O que realmente ateus querem?

14 - Ateus querem apenas mostrar sua revolta contra Deus, contra uma sociedade corrupta ou querem tomar conta de algum cargo político para mudar o país como fizeram alguns grupos radicais islâmicos?

15 - Algum ateu pode passar estas informações?

Vamos ao debate.

 

Exibições: 9445

Responder esta

Respostas a este tópico

Refutar teorias sem provas?

Meu caro, tudo o que coloquei não requer provas, apenas um pouco de bom senso. Mas, pelo visto, como já supunha vc não entendeu nada. Vamos tentar diferente, se é que vc quer debater. Vou fazer as mesmas perguntas uma a uma para não lhe confundir.

- Vc acha que os doutores da lei judaica eram burros? A ponto de não saberem interpretar as profecias do Tanach?

Sim ou não?

Erijosé Oliveira disse:

Refutar teorias sem provas?
Sim

Ok. Já imaginava que vc responderia "sim". Neste caso, precisamos analisar algumas profecias para concluirmos se a sua resposta está correta, ou os doutores da lei estavam com a razão. Certo?

Em Mt 2:23, lemos: E chegou, e habitou numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno.

Agora cabe a vc provar que essa profecia existe. Então, por favor: em qual ou quais profetas encontramos tal profecia. Com a mesma objetividade que vc respondeu anteriormente, cite apenas o livro e o versículo. Caso não a encontre, somos obrigados a concluir que se trata de uma profecia inventada. Certo?

Erijosé Oliveira disse:

Sim

"Todas as crenças do Evangelho, foram sonhos hebraicos, antes de serem dogmas cristãos. Mais certa e
precisa é ainda a proposição inversa, isto é, que não foi o Antigo Testamento que preparou o Novo, mas sim este que se adaptou  àquele. Está explicado como puderam existir profetas e um Messias vaticinado.

Se Cristo foi adaptado ao Antigo Testamento, nada fez nem disse que não estivesse já escrito na lei; se a sua própria vinda e a sua morte tiveram lugar em tudo, segundo as profecias; se os evangelhos faltaram a este plano preconcebido, tanto antes do seu nascimento como antes da sua morte, excluindo toda a possibilidade de autossugestão em Cristo; se enfim, Cristo nada fez que não fosse sobrenatural ou predeterminado, mística e teologicamente, quem se atreverá a sustentar ainda que ele foi pessoa real e histórica, um homem, um ser limitado e terrestre?

Não, Cristo não foi um homem. Foi um Deus.

Cristo não existiu, não viveu vida própria. Foi apenas uma criação teológica, dogmática e mitológica.

Tal é o testemunho da Bíblia, única fonte que nos fala de Cristo, e que, em lugar de nos subministrar as provas da sua existência, apenas é uma demonstração constante da sua inexistência."(Emilio Bossi- Livro Jesus Cristo Nunca Existiu)

Olá, Erijosé... Pelo visto vc ainda não teve tempo suficiente para encontrar a profecia citada em Mt 2:23. (rs)

Bem... Vou te dar uma outra profecia citada no mesmo evangelho, esta acredito será mais fácil para vc encontrá-la:

Em Mt 27:9, lemos: Então se realizou o que vaticinara o profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, que certos filhos de Israel avaliaram.

Veja que essa está 'moleza' (rs), basta citar o capítulo e o versículo do livro do profeta Jeremias. E pronto! A questão estará respondida. Ok?

Olá, meu caro Oiced... Prazer em conversar com vc, e parabenizá-lo pelo seu esforço em produzir uma obra bastante extensa, aos poucos irei lendo-a, e sempre que houver oportunidade colocarei a vc minhas observações. Ok?

Bem... Colega, esse texto que vc trouxe é de outro autor. Certo? É sobre esse que irei comentar.

Claro que o colega, pelo conhecimento que possui, já sabe a respeito do que irei tratar mas, certamente sabe tbm que ao postarmos qualquer coisa por aqui não o estamos fazendo apenas de um para o outro, e sim a toda e qualquer pessoa que acesse esta página. E é em razão disso que precisamos ter um cuidado especial nas nossas colocações para não passarmos a ideia de desconhecedores do assunto. Isso tbm não significa dizer que me julgue um expert no tema.

Comecemos, então, esclarecendo que as palavras "cristo" - [Do grego: Χριστός (Khristós)] e "messias" - [Do hebraico: משיח (Mashíach)], ambas têm o significado de "ungido"; portanto, não é um nome próprio. Dessa forma, a despeito de em nossa cultura essa palavra ter uma conotação direta a Jesus (de Nazaré), ainda assim, ao nos referirmos ao homem Jesus é preciso que o indiquemos exatamente, já que segundo a tradição judaica, teriam existidos muitos "cristos", ou seja, "ungidos".

Diante desse panorama, agora me reporto à frase citada no texto do autor que vc trouxe à discussão.

Cristo não existiu, não viveu vida própria. Foi apenas uma criação teológica, dogmática e mitológica.

Embora na frase acima exista uma clara intenção do autor em referir-se a Jesus, já que a referida obra trata desse personagem, mesmo assim a exata identificação se faz necessária. Do contrário, um observador mais atento poderia questionar o autor se ele teria como provar que nenhum "cristo" - de conformidade com a tradição judaica - teve existência histórica. Ou, se haveria provas de que nenhum homem judeu teria sido "ungido", segundo os costumes daquele povo. Certamente o autor teria sérios problemas para sustentar sua tese, por tudo o que aqui já foi colocado. (Passemos agora a uma outra citação do texto).

Não, Cristo não foi um homem. Foi um Deus.

Essa frase, isoladamente, é ainda mais problemática; especialmente quando consideramos que o autor é ateu.

Perceba, amigo, que se trata de uma afirmação! Logo, indiferentemente a quem o autor esteja se referindo, é uma frase incoerente com aquilo que o ateísmo entende, ou seja, "não há um deus". Porque nem mesmo por criação dogmática, teológica ou qualquer outro meio, pode-se afirmar que alguém tenha sido um "deus".

Nesse sentido, a própria tradição judaica não sustenta tal afirmação. Primeiro porque, não lemos em qualquer página dos evangelhos que Jesus tenha sido "ungido" conforme os costumes; e no VT não se tem notícia de alguém ter sido "ungido" diretamente por YHWH, o ato era realizado por algum outro homem que, supostamente, era ordenado a fazê-lo. Além do que mesmo que tenha existido um homem com esse nome (Jesus, Yeshua ou qualquer outro), o ato da "unção" não tornava o "ungido" em um "deus", e sim num homem escolhido para alguma missão especial, segundo a vontade de YHWH.

Enfim, meu caro Oiced, teria ainda mais algumas observações a fazer sobre o texto. Todavia, para por aqui porque considero que as questões mais importantes já foram abordadas. Mas, reitero, existem outros equívocos menores no mesmo texto.

Abraço.

Oiced Mocam disse:

"Todas as crenças do Evangelho, foram sonhos hebraicos, antes de serem dogmas cristãos. Mais certa e
precisa é ainda a proposição inversa, isto é, que não foi o Antigo Testamento que preparou o Novo, mas sim este que se adaptou  àquele. Está explicado como puderam existir profetas e um Messias vaticinado.

Se Cristo foi adaptado ao Antigo Testamento, nada fez nem disse que não estivesse já escrito na lei; se a sua própria vinda e a sua morte tiveram lugar em tudo, segundo as profecias; se os evangelhos faltaram a este plano preconcebido, tanto antes do seu nascimento como antes da sua morte, excluindo toda a possibilidade de autossugestão em Cristo; se enfim, Cristo nada fez que não fosse sobrenatural ou predeterminado, mística e teologicamente, quem se atreverá a sustentar ainda que ele foi pessoa real e histórica, um homem, um ser limitado e terrestre?

Não, Cristo não foi um homem. Foi um Deus.

Cristo não existiu, não viveu vida própria. Foi apenas uma criação teológica, dogmática e mitológica.

Tal é o testemunho da Bíblia, única fonte que nos fala de Cristo, e que, em lugar de nos subministrar as provas da sua existência, apenas é uma demonstração constante da sua inexistência."(Emilio Bossi- Livro Jesus Cristo Nunca Existiu)

Comentário de capa do livro ((O Cristo dos Pagãos) :

“Muito tempo antes do advento de Jesus Cristo, os egípcios e outros povos acreditavam na vinda de um messias, ..., na concepção por uma virgem, e na encarnação do Espírito na carne. A Igreja cristã primitiva adotou essas verdades antigas como dogmas próprios da religião cristã, mas repudiou as origens [dos dogmas]”.

 http://irreligiosos.ning.com/forum/topics/o-cristo-dos-pag-os

Já começa pela frase "temente à Deus", ou seja, que tem medo de Deus. Os religiosos de hoje dizem que isso é coisa do passado ou ainda de interpretação.

Que eu saiba a palavra de Deus não se altera e serve para qq época.

Fora que pensem comigo: se Deus, o todo poderoso, o máximo dos máximos e ser supremo e absoluto deixa essa "palavra" toda cheia de interpretações, escrita por terceiros (seja Maomé, Jesus, etc), como acreditar que ele seja no mínimo "justo"?

Ser honesto e justo é dar iguais condições para todos, vir pessoalmente e com frequência difundir sua palavra corretamente. Dessa forma só haveria uma única e correta religião, certo?

Um assunto de tamanha importância sendo tratado dessa forma desleixada faz qq mente que tenha um mínimo de questionamento e consiga processar de forma consciente (não fantasiosa) duvidar de qq Deus que seja.


SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

A religião é, apenas, uma concepção mental, uma prisão, onde as grades são o medo.

Eu sei muito bem por que as pessoas viram ateus. Eu poderia ser um ótimo exemplo também, mas eu caí na realidade que nós não somos donos de um projeto. Tudo é questão de soberania, sabedoria  conforme a vontade do criador. A mulher poderia ser criado primeiro que o homem, mas por vontade soberana diz que o homem foi formado primeiro. O mundo é assim e deste jeito é por causa da vontade divina, pronto e acabou.

Amigo, você como um descrente como qualquer outro tenta agora arrumar um meio de condenar a palavra de Deus para tua própria cova. Muitos textos e passagens na bíblia usa uma palavra em sentido figurativo para expressar uma determinada questão. A palavra nazareno tem sentido de desprezo e não porque algum profeta tenha profetizado de forma clara que ele seria chamado de nazareno. Numa outra passagem alguém pergunta: "Pode de Nazaré sair alguma coisa boa?

Rapaz, vai estudar a palavra de Deus e peça que o Espírito Santo de Deus te de sabedoria para crer conforme tem o sentido correto. A mim você não convencerá de forma nenhuma me tornar um ateu por que eu tenho convicção absoluta que ele existe. E outra: Qualquer interpretação que vocês céticos façam existe uma resposta no sentido correto.
 
Carlos Dosivan disse:

Olá, Erijosé... Pelo visto vc ainda não teve tempo suficiente para encontrar a profecia citada em Mt 2:23. (rs)

Bem... Vou te dar uma outra profecia citada no mesmo evangelho, esta acredito será mais fácil para vc encontrá-la:

Em Mt 27:9, lemos: Então se realizou o que vaticinara o profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, que certos filhos de Israel avaliaram.

Veja que essa está 'moleza' (rs), basta citar o capítulo e o versículo do livro do profeta Jeremias. E pronto! A questão estará respondida. Ok?

Pelos comentários postados aqui neste últimos instantes eu observo que só existem intepretações pessoais sem provas. Eu sinceramente cansei de postar explicando que ceticismo histórico não prova nada. Seria o mesmo que eu chegar aqui e dissesse que o Buda nunca existiu. A história da religião diz que ele existiu e se eu digo que não existiu terei que provar. Jesus Cristo existiu e existe livros religiosos históricos que dizem que sim. Agora se ele não existiu é preciso trazer provas e não teorias que possam evidenciar que ele não existiu.

Enquanto não trouxerem provas documentadas, seja na arqueologia, na ciência, seja l´[a o que for não adianta insistir nestas teorias que não provam nada.

Aliás se vocês não sabem, muitos céticos historiadores acreditam que o Jesus homem existiu e se o que inventaram sobre ele é mentira isto já é uma outra questão. Que existiu está mais que provado em 99,9%. Estes 1% eu deixaria para os céticos completarem por causa das suas dúvidas.

Rafael, se o mundo tivesse apenas uma direção seria uma coisa chata. Deus nos criou em sociedade, livres de pensamento e é dentro desta soberania predestinada que as pessoas se desenvolvem e evoluem. Até Paulo entrou numa tremenda discursão com Pedro.

O problema todo é que os céticos acham que a coisa poderia ser diferente e bem melhor daquele que convivemos hoje. Somos muitos bonzinhos não acha?

Cara, Deus sabe a natureza que temos.

Rafael disse:

Já começa pela frase "temente à Deus", ou seja, que tem medo de Deus. Os religiosos de hoje dizem que isso é coisa do passado ou ainda de interpretação.

Que eu saiba a palavra de Deus não se altera e serve para qq época.

Fora que pensem comigo: se Deus, o todo poderoso, o máximo dos máximos e ser supremo e absoluto deixa essa "palavra" toda cheia de interpretações, escrita por terceiros (seja Maomé, Jesus, etc), como acreditar que ele seja no mínimo "justo"?

Ser honesto e justo é dar iguais condições para todos, vir pessoalmente e com frequência difundir sua palavra corretamente. Dessa forma só haveria uma única e correta religião, certo?

Um assunto de tamanha importância sendo tratado dessa forma desleixada faz qq mente que tenha um mínimo de questionamento e consiga processar de forma consciente (não fantasiosa) duvidar de qq Deus que seja.


SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

A religião é, apenas, uma concepção mental, uma prisão, onde as grades são o medo.

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço