Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Criação de uma entidade representativa para irreligiosos, agnósticos, céticos, secularistas e ateus?

Temos recebido várias sugestões de membros do Irreligiosos, no sentido de que nos organizemos e nos unamos para criar uma entidade própria para abrigar irrreligiosos, ateus, agnósticos, céticos e secularistas, com o objetivo de divulgar nossas idéias, desmistificar a imagem que fazem de nós e, enfim, mostrar para o mundo que a visão que as pessoas têm a nosso respeito é totalmente equivocada.

Um outro objetivo seria o de ter um espaço próprio, não apenas virtual, mas com uma sede física, com nome, endereço, CNPJ, registro de utilidade pública (dariam?) etc., onde os membros poderiam trocar idéias, promover discussões, debates e seminários, ter assistência jurídica, proteger-se contra discriminações, ter uma editora própria para publicação de literatura antirreligiosa, funcionando, neste aspecto, como forma de cooperativa, em um espaço específico para escritores ateus e irreligiosos, não crentes em deuses e religiões.

Iniciativas nesse sentido e com tal amplitude, no Brasil, se existem, desconheço. Existem, sim, muitos sites ateus e algumas sociedades, como a ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), a maior do Brasil, mas que não cobrem todos os anseios da nossa comunidade que, talvez, seja muito mais numerosa do que pensamos, porque muitos não têm coragem de externar suas convicções irreligiosas.

Quando comecei a sugerir essa idéia, notei um certo entusiasmo (todos desejariam que existisse a entidade) mas, ao mesmo tempo, receios e pessimismo quanto à possibilidade de dar certo. Alegaram que não teríamos apoio, que seríamos discriminados, que sofreríamos ataques, perseguições, sabotagens e toda sorte de entraves e contratempos que não tornariam a idéia viável.

Foi citado, como exemplo a ATEA, a maior e mais organizada associação do gênero  no Brasil, jurídicamente constituída, com sede apenas virtual, mas que, no entanto, focada primordialmente em ateus e agnósticos, tem somente pouco mais de 1.000 (mil) membros (*). Seremos tão poucos assim? Sim, "ateus" e "agnósticos" representam talvez mais de 70% dessa comunidade que não crê em deuses e religiões. Mas onde se situa a parcela de  irreligiosos que não se declaram convictamente "ateus" nem "agnósticos"? Pessoas racionais, libertas, sem religião, céticas quanto a deuses e religiões, mas que ainda não têm condição de assumir-se claramente "ateus ou agnósticos", onde se reúnem? Todas essas pessoas têm pelo menos duas coisas em comum: são irreligiosas e céticas, por convicção. E daí surgem as correntes ou facções que, para mim, estão num mesmo barco: são "irreligiosos". Permanecem nesta condição tanto os que ainda não se convenceram totalmente da inexistência de Deus, mas são contrários e/ou colocam em dúvida a utilidade das religiões, como os que já têm opinião formada, como os ateus. Todo ateu é irreligioso, mas nem todo irreligioso é ateu, aproximando-se muito mais dos agnósticos.

O fato é que devido a essas divergências e falta de consenso e ainda por receio ou descrença, toda essa comunidade dispersa achou melhor deixar as coisas como estão: pequenos grupos, com pequenas dissidências, reunidos virtualmente aqui ou ali, com vozes sem eco e sem representatividade. Não temos sede física, não existimos como pessoa jurídica, não somos respeitados e o que dizemos não tem credibilidade porque somos julgados pessoas perdidas e sem "deus" (minúsculo), cujas palavras não merecem fé, nem dentro dos nossos próprios lares e mais ainda, entre amigos e familiares.

Queremos discutir este assunto e amadurecer a idéia e, para isso, contamos com a participação de todos os membros e demais pessoas que crêem ou  possam apoiar de alguma forma esta iniciativa, caso seja julgada viável. Recomendo a leitura do excelente artigo recentemente aqui publicado "O Direito de Ser Ateu", de Fabrício Oliveira, transcrito do blog "Debata, Desvende e Divulgue!", onde foi postado sob autorização do autor, em correspondência que me enviou. Aliás, naquele próprio site, o autor também se manifesta em comentários, que já somam 43. Seria interessante ler o artigo e ver o que as pessoas pensam sobre o tema.

O fórum e o tópico estão colocados. Comentem, divulguem, enviem críticas e sugestões!

Abraços a todos!

Ivo S. G. Reis,  Administrador

(*) Atualização: Hoje, 14/04/2013, a ATEA já possui cerca de 8.500 membros.

Exibições: 2739

Responder esta

Respostas a este tópico

Creio que sua pergunta foi colocada em uma discussão de outro assunto, mas mesmo assim coloco abaixo a informação solicitada, só que está em inglês, sinto muito mas não encontrei em português um bom texto. Espero que ajude!  É um povo primitivo e antigo, mas todas as religiões têm o mesmo merecimento, mesmo que umas sejam mais complexas e elaboradas, como as da Europa, nenhuma é superior a outra, em minha opinião de ateu.


Bushmen religion

The most important southern Bushmen spiritual being was /Kaggen, the trickster-deity. He created many things, and appears in numerous myths where he can be foolish or wise, tiresome or helpful.

The word '/Kaggen' can be translated as 'mantis', this lead to the belief that the Bushmen worshipped the praying mantis. However, /Kaggen neither is nor is not a praying mantis: the mantis is only one of his manifestations. He can also turn into an eland, a hare, a snake or a vulture; he can assume many forms.
When he is not in one of his animal forms, /Kaggen lives his life of an ordinary Bushman, hunting, fighting and getting into scraps.

The Bushmen's beliefs go beyond that. The eland is their most spiritual animal and appears in four rituals: boys' first kill, girls' puberty, marriage and trance dance.

  • A ritual is held where the boy is told how to track an eland and how the eland will fall once shot with an arrow.
    He becomes an adult when he kills his first large antelope, preferably an eland. The eland is skinned and the fat from the elands' throat and collar bone is made into a broth. This broth has great potency.
  • In the girls' puberty rituals, a young girl is isolated in her hut at her first menstruation. The women of the tribe perform the Eland Bull Dance where they imitate the mating behaviour of the eland cows. A man will play the part of the eland bull, usually with horns on his head.
    This ritual will keep the girl beautiful, free from hunger and thirst and peaceful.
  • As part of the marriage ritual, the man gives the fat from the elands' heart to the girls' parents. At a later stage the girl is anointed with eland fat.
  • In the trance dance, the eland is considered the most potent of all animals, and the shamans aspire to possess eland potency.

The Bushmen believed that the eland was /Kaggen's favourite animal.

The modern Bushmen of the Kalahari believe in two gods: one who lives in the east and one from the west. Like the southern Bushmen they believe in spirits of the dead, but not as part of ancestor worship. The spirits are only vaguely identified and are thought to bring sickness and death.

'Medicine People' or shamans protect everyone from these spirits and sickness.
A shaman is someone who enters a trance in order to heal people, protect them from evil spirits and sickness, foretell the future, control the weather, ensure good hunting and generally try to look after the well being of their group. See Shamans and medicine people.

An understanding of their religion and trance dances is vitally important to understand why they painted on rocks and later on canvas.

(obtido na internet)

Meu amigo Lazárus, desculpe ,pois sou novo por aqui e não sabia onde fazer tal pergunta, e sou imensamente grato pela sua atençao. 

Estou atualizando os meus e-livros ateístas no Recanto das Letras, e eles podem ser lidos grátis através do endereço, http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=31436
Como Mitra Enoz, eu participei da STR Sociedade Terra Redonda des do começo em 1999, porem sempre tive problemas com o Daniel S. Maior.
Quando eu deixei a STR passei usar diversos nomes como:
Caçador de Erros bíblicos, Mente Coletiva, Lisandro Hubris, e outras 20 nomes...
Quando em 2008 o Daniel me convidou para participar da ATEA, voltamos a brigar, e hoje eu sou foliado a ATEA mas quase não tenho participado da ATEA.
Entretanto, desejo tudo de bom para o Daniel...

Concordo com a criação de tal entidade, desde que nunca, jamais queira ser representante absoluta de todos os ateus do planeta e, desde que se possam criar, livremente, tantas ditas "associações ateístas" quantas quiserem criar.

É fácil.  Vamos escrever os estatutos, aprová-los em assembléia e pronto!   Está criada! . . .

Se algum dia eu puder me enganjar mais, pretendo criar uma Associação Humanista, simples e sem grandes pretenções, para que, algumas pessoas que fossem capazes de superar coisas como: religiosidade ou anti-religiosidade, ateismo, etc, possam estar juntas e fazerem algo juntas, pelo simples fato de se verem como simples seres humanos, sem qualquer outra pré-condição.

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço