Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

EU SOU O CAMINHO,

A VERDADE E A VIDA”

Quando nós, “Os Salvos em Cristo”,

Aquele mesmo que disse:

Eu sou O Caminho, A Verdade e A Vida”

formos para o céu,

lembrar-nos-emos, lá, de nossos amigos,

Gente tranqüila, Pais de Família, que,

por alguma razão idiota,

não “aceitaram a Jesus como Salvador”

e foram queimar nas chamas do inferno?...

Ou irá, Jesus, “deletá-los” de nossa memória?

Só para podermos adorar o seu Santo nome

em Espírito e em (“Verdade”?)?

.

Será, então, a ignorância,

a maior benção da “Matrix” Celestial?

Será que, após Ocultá-los de nossa memória,

algum dia, Ele ainda nos dirá a verdade

de que temos grandes amigos e irmãos

que nos foram tão prezados e queridos

mas que, agora, estão ardendo

nas chamas do Lago de fogo e enxofre?

Se "Deus" tem plena convicção

da absoluta justiça

de todos os atos que pratica,

deveria, pois, praticá-los, assumidamente,

de peito aberto, à luz do dia,

aos olhos e ao conhecimento de todos...

Por que precisaria fazer “algo”, assim...

tão “Escondidinho” de nós?...

Mas... e se nos revelar esta verdade?...

Conseguiremos nós, dali para frente,

adorá-lo, e, em “Espírito” e em “Verdade”?!!!

Do jeitinho que Ele quer!!!...

Sem estarmos chocados, Sem saudades,

Sem medo, sem qualquer ressentimento?!...

Ou... Enquanto essa farsa durar,

o reino dos céus;

será, por um lado,

o reino da alienação e da mentira

ou, por outro lado,

o reino do medo e da hipocrisia?...

.

Será que, Sua Santíssima sede

de ser adorado, aclamado, é tanta

que, sem o menor escrúpulo,

e apenas, para manter nossos louvores leais,

Sinceros”, “Verdadeiros” e “Alienados”;

Aquele que um dia nos disse:

Eu sou o caminho, a verdade e a vida”

não se importará em ser,

por toda a eternidade,

O ÚNICO MENTIROSO,

NO REINO DE DEUS?!...

Que Ironia do destino!

Vocês não acham?...

.

O que já é considerado mentira

aqui nesta presente dimensão,

ainda "imperfeita",

será, na próxima (e "perfeita") dimensão,

considerado a maior virtude!...

E você, meu amigo:

que sabe perfeitamente que,

segundo as “Santas Escrituras”

este é o destino eterno que, irrevogavelmente,

nos estará reservado a todos:

Aos “Salvos”, a alienação total;

Aos “Perdidos”, o sofrimento,

a falta de respeito e o esquecimento.

Conseguirá, você, doravante,

adorar a Deus em “Espírito” e em “Verdade”?...

Em que “Espírito”?... E sob que “Verdade”?...

Ou será que essa estória toda

não seria uma flagrante fantasia...

repleta de lacunas, lapsos e gafes técnicas...

que o “escritor inspirado”

esqueceu-se de checar,

ou, amarrar as "pontas soltas"

antes de a publicar?!!?...

E pensar em quanta gente preferiu morrer

queimada, torturada, devorada por feras

ou na ponta de uma espada

a ter de negar uma dessas

pseudo-verdades”!...

num total desrespeito e descaso

ao sentimento e à boa-fé do ser humano

por parte dos “chefes da religião”.

Acho que esses mártires mereceriam, no mínimo,

uma menção honrosa...

Sou Sérgio M. Rangel, autor de

"O PARTEIRO DOS DEUSES".

3ª Edição, 380 págs.

Ou...

"SOU ATEU, PORQUE LI A BÍBLIA!”

Fui Evangélico por 40 anos, apaixonado pela Bíblia,

(li 80 vezes), quando algumas perguntas “que não

queriam calar”, colocaram-me diante de 2 opções:

Opção “A”: “Fazer de conta” que nada vi, e continuar

sendo um “bom cristão”...

Mas, e se alguém me fizer essas mesmas perguntas que faço agora?... O

que fazer?... 

Exibições: 1342

Responder esta

Respostas a este tópico

Ivan, meu caro, eu não achei que você estivesse defendendo o poder da oração, foi isso que quis dizer quando escrevi que "Sei que você nunca está nem defendendo nem acusando deus", a minha pergunta se refere à interpretação da bíblia mesmo, que é a sua especialidade. Eu perguntei (ou quis perguntar): SE deus nunca promete o atendimento das orações para HOJE, é para quando será então? Qual a interpretação que se poderia dar a essa falta da precisão temporal? E eu perguntei se a interpretação, no caso do meu exemplo, não poderia ser que deus está de sacanagem. E para deixar claro que entendo que deus não diz que atende a TODAS as orações, ainda coloquei no meu exemplo alguém que, de acordo com o que sempre ouvi e que você acaba de confirmar, merece que sua oração seja atendida, está dentro das especificações, ou, como coloquei: "um fiel, daqueles que oram com toda a fé, direitinho do jeito que deus gosta", ou seja, aquele que deus prometeu que atenderia (ou não prometeu?), esse "direitinho" está aí para especificar toda e qualquer exigência, ou seja, o cara é um fiel perfeito: acredita, é bom, vive de acordo com as leis de deus (sejam elas quais forem) e pede algo que não é por orgulho, vaidade, ganância ou qualquer outro sentimento menor, pede a vida do filho por amor ao filho, simples assim. O filho morre, mas se deus atende a todas as orações desse tipo e nesse "clima" (mesmo não sendo HOJE), qual será a explicação? De acordo com a interpretação do texto bíblico! Não estou pedindo, e sei que não é isso que você faz, a defesa nem de deus nem da veracidade do "poder da oração", estou me referindo à interpretação mesmo. Apenas.

Amigo Sérgio M. Rangel posso imprimir umas cópias desse seu poema da verdade e distribuir para uns amigos?

Com certeza.

Tentar compreender o poder da oração e o Plano de Deus

Se Jesus é Deus, e se Deus é perfeito, porque não são todos os versos de Jesus sobre a oração verdadeiros?  Foi o personagem Jesus exagerado pelos teólogos? Será que ele estava mentindo? Se Jesus mito é perfeito, por que ele não fala a verdade? 

A razão pela qual Deus todo-poderoso fala de modo pouco claro, é por que Deus não "fala" a verdade na Bíblia. A razão pela qual você não pode ler a Bíblia sozinho, e a razão pela qual apenas "teólogos treinados" podem "interpretar" um livro escrito ou psicografado por Deus (que precisa de intermediários), e a razão por que a Bíblia é, na verdade, concretamente incorreta em tantos lugares (apesar de qualquer interpretação) é porque DEUS NÃO EXISTE.

Se Deus fosse real, e se Deus realmente tivesse escrito um livro, o livro seria brilhante e inspirador. O livro diria coisas que são realmente a verdade.

Oração funcionaria como ele é realmente descrito na Bíblia. E a razão pela qual precisamos de teólogos e doutrinadores, é porque Deus precisa ser constantemente ser lembrado pelos crentes dos problemas de sua criação, em orações

Por que não uma oração para curar o câncer, em todo o mundo amanhã? O fato é que os crentes que oram morrem desta doença, exatamente no mesmo ritmo que as pessoas que não o fazem. Além disso, por que é um Deus que deve permanecer oculto assim, encarnar e escrever ou inspirar a Bíblia?

E mais, sobre orações:

Jesus subiu ao céu e responde nossas orações, mas, previsivelmente, quando rezamos para ele nada acontece.

Eles vão dizer coisas como essas: "Não é a sua vontade. Ele não tem tempo. Eu não rezo o caminho certo Eu não sou digno. Eu não tenho fé suficiente. Eu não posso testar o Senhor assim! "

"Você precisa entender o que Jesus estava dizendo, no contexto da primeira civilização do século em que ele estava falando ..."
ou:
"Quando Jesus falou sobre 'mover uma montanha", ele estava falando metaforicamente. Quando alguém diz: "está chovendo gatos e cachorros", ninguém o considera literalmente. Jesus estava usando uma figura de linguagem em vez de falar, literalmente ... "
ou:
"Ele tem uma vontade.  Ele tem desejos.  Ele é amigo e se relaciona com as pessoas.  Ele tem traços de personalidade. A oração é uma palavra chique para falar com Deus.  Deus, que sabe tudo, mesmo antes de dizer isso, sabe a diferença entre os nossos pensamentos e desejos, e quando os estamos realmente dirigindo a ele. Ele ouve nossas orações e responde. Suas respostas são baseadas em suas decisões pessoais. Não podemos prever como ele vai responder às nossas orações ..."
O principal problema com essas racionalizações é que eles perdem a validade.  O fato é que Deus nunca responde nenhuma oração, nem aqui e agora e nem no futuro, como discutido aqui.

Indo um passo adiante, o problema é que todas essas racionalizações perdem outros dois pontos importantes:

  1.  Deus é suposto ser um todo-poderoso, onisciente, ser perfeito.
  2.  A declaração: "Nada será impossível para você", juntamente com os outros versículos da Bíblia citados  anteriormente, são falsos. O fato é que muitas coisas são impossíveis para um crente.

Se um ser perfeito vai fazer declarações sobre como a oração funciona na Bíblia, em seguida, três coisas são certas:

1) Ele falava claramente,
2) ele diria o que ele quer dizer, e
3) que ele iria falar a verdade.
Isso é o que "ser perfeito" tem tudo a ver. Um, que tudo sabe, onisciente  Deus perfeito saberia que as pessoas estariam lendo a Bíblia 2.000 anos depois, e, portanto, ele não iria usar expressões idiomáticas do primeiro século (ele diria o que ele quer dizer).
Ele saberia que as pessoas normais estarão lendo a Bíblia e interpretá-la de maneiras normais, para que ele pudesse falar de tal forma a evitar erros de interpretação (ele falaria claramente).
Ele saberia que, quando você diz: "Nada será impossível para você", que o que ele quer dizer é: "Nada será impossível para você" e ele iria se certificar de que a afirmação "Nada será impossível para você" é preciso ( ele iria falar a verdade).
Se Deus diz, deve ser verdade - caso contrário, ele não é perfeito.

Infelizmente, o fato é que milhares de coisas são impossíveis para você, não importa o quanto você  vai rezar, e ninguém (incluindo Jesus) jamais moveu uma montanha.

Para ver a verdade bíblica, você precisa aceitar o fato de que todos os versos citados estão errados. O fato é que Deus não responde orações. Orações tem efeito zero.
Jesus não tem efeito sobre o nosso planeta, não importa o quanto oramos. A crença na oração é uma superstição. A razão pela qual Deus não responde suas orações é simples: É uma ilusão criada pelo ser humano. Deuses são  imaginários, não existem, seja Deus, Zeus, Shiva, Vihsnu, Allah.... 

Os crentes têm muitas maneiras diferentes para explicar por que todos estes versículos da Bíblia não funcionam, mesmo se você está orando sinceramente, desinteressadamente e não-materialista, e mesmo se a resposta à sua oração poderiam ajudar milhões de pessoas e glorificar a Deus no processo .

PLANO DE DEUS

"Plano de Deus" é o caminhos que os cristãos tradicionalmente usam para explicar coisas como doenças graves, câncer, furacões e acidentes de carro.

Por exemplo, se um cristão morre uma morte dolorosa e trágica por causa do câncer, ela morre, como parte do plano de Deus. Sua morte tem um propósito. Deus chamou a sua casa por um motivo. Mesmo se algo de ruim acontece com um cristão, é realmente bom, porque faz parte do plano de Deus. 

Se Deus tem um "plano divino" para cada um de nós, então Ele tinha um plano para Hitler também. Hitler era simplesmente um ator forçado a desempenhar o seu papel no plano de Deus. Deus planejou para milhões de pessoas a morrer na guerra e no Holocausto - ele planejou suas mortes em detalhes exatos

Hitler tinha que matar essas pessoas.Hitler era fantoche de Deus em fazer que esses milhões de mortes acontecessem no horário certo.

Da mesma forma, em seguida, cada assassino é inocente. Uma vez que Deus planejou cada uma de nossas mortes em detalhes exatos, os assassinos são, na verdade essencial ao plano de Deus.  Por que puni-los?  Devemos ser recompensando-os para fazer o seu dever planejado por Deus.  E se você se estuprada amanhã e engravidar? Deus fez isso porque ele planejou a hora exata do nascimento e da morte dessa criança.  Deus realmente pré-planejou seu estupro, e o estuprador era fantoche de Deus... Em vez de odiar o estuprador, devemos celebrar o plano de Deus.

Você acredita que assassinos e estupradores deveriam ser recompensados? Você acredita que Hitler foi enviado por Deus para matar milhões de pessoas no Holocausto? Você acredita que Deus é a causa direta de cada aborto neste planeta? Você acredita que Vc não tem escolha em seu cônjuge ou o número de filhos que você tem?

Provavelmente não. Mas isso é o que você está dizendo quando você crente afirma que Hitler ou o câncer ou qualquer outra coisa que faz parte do "plano de Deus".

Se você pensar sobre isso como uma pessoa inteligente, você vai perceber que a afirmação "É parte do plano de Deus" é um desses paliativos sem sentido. Quando você se sentar e pensar sobre isso usando o bom senso, a declaração não faz sentido.  Essa falta de sentido nos mostra como Deus é imaginário e a crença é superstição.  

Divina, sua interpretação e conclusão, sobre falsas promessas, está racional e correta. Esse é o ponto!

Saudações a todos

Oiced

Ok, amiga, então vamos lá...

Para compreendermos essa questão da oração, primeiro precisamos entender o que seja a Bíblia.
O VT é um conjunto de livros escritos por judeus para judeus!

O NT é um conjunto de livros escritos por judeus, e que viria confirmar às profecias do VT em relação ao Messias esperado por aquele povo. Porém, a maioria dos judeus não aceitam, nem o NT nem o Messias.

TODOS os "sinais" tanto do VT como do NT foram dados para que o povo cresse, e tiveram um tempo de duração, qual seja, até à morte do último apóstolo, quando então cessaram os dons de curas e milagres.


Portanto, TUDO o que Jesus teria prometido como resposta a ORAÇÕES em forma de pedido, Ele o fez a seus amigos CONTEMPORÂNEOS. NÃO foi uma promessa ao mundo todo! Isso não significa que algumas pessoas não possam experimentar algo inexplicável, a que chamam de "milagre". No entanto, se isso vier a ocorrer, certamente NÃO é em resposta a qualquer oração, e nem por intercessão de homem algum (pastor, padre etc).

A oração em nossos dias, deve ser entendida como uma forma de introspecção cuja finalidade é liberar a alma daqueles que creem para se comunicar com o sobrenatural, e com isso, fortalecer sua amizade com o Invisível. Nada além disso!

As respostas aos nossos desejos, quando e por quê ocorrem, não tem qualquer relação com o viés religioso da pessoa, já que tais respostas podem vir até mesmo para quem não crê em Deus algum, tal fenômeno há muito já foi estudado e explicado por especialistas no conhecimento da mente humana.

De forma objetiva, é isso que tinha a dizer a respeito do assunto, amiga.

Abs.



Divina de Jesus Scarpim disse:

Ivan, meu caro, eu não achei que você estivesse defendendo o poder da oração, foi isso que quis dizer quando escrevi que "Sei que você nunca está nem defendendo nem acusando deus", a minha pergunta se refere à interpretação da bíblia mesmo, que é a sua especialidade. Eu perguntei (ou quis perguntar): SE deus nunca promete o atendimento das orações para HOJE, é para quando será então? Qual a interpretação que se poderia dar a essa falta da precisão temporal? E eu perguntei se a interpretação, no caso do meu exemplo, não poderia ser que deus está de sacanagem. E para deixar claro que entendo que deus não diz que atende a TODAS as orações, ainda coloquei no meu exemplo alguém que, de acordo com o que sempre ouvi e que você acaba de confirmar, merece que sua oração seja atendida, está dentro das especificações, ou, como coloquei: "um fiel, daqueles que oram com toda a fé, direitinho do jeito que deus gosta", ou seja, aquele que deus prometeu que atenderia (ou não prometeu?), esse "direitinho" está aí para especificar toda e qualquer exigência, ou seja, o cara é um fiel perfeito: acredita, é bom, vive de acordo com as leis de deus (sejam elas quais forem) e pede algo que não é por orgulho, vaidade, ganância ou qualquer outro sentimento menor, pede a vida do filho por amor ao filho, simples assim. O filho morre, mas se deus atende a todas as orações desse tipo e nesse "clima" (mesmo não sendo HOJE), qual será a explicação? De acordo com a interpretação do texto bíblico! Não estou pedindo, e sei que não é isso que você faz, a defesa nem de deus nem da veracidade do "poder da oração", estou me referindo à interpretação mesmo. Apenas.

Resumindo, com oração ou sem oração, o que tiver de ser, será. Então, tanto faz rezar para um pedra, achando que é sagrada e que o espírito de Deus está nela, ou rezar para o Deus imaginário dentro de nossas mentes, ou para aquele imortalizado nas pinturas renascentistas ou não rezar, isto não fará diferença. 

A lógica é essa: se o resultado for alcançado, a oração foi atendida; se não foi, ou foi porque a pessoa não era merecedora ou porque ainda não chegou a hora. Facim, facim. É assim que os fanáticos religiosos pensam.


Ivan C. Santos disse:

Ok, amiga, então vamos lá...

Para compreendermos essa questão da oração, primeiro precisamos entender o que seja a Bíblia.
O VT é um conjunto de livros escritos por judeus para judeus!

O NT é um conjunto de livros escritos por judeus, e que viria confirmar às profecias do VT em relação ao Messias esperado por aquele povo. Porém, a maioria dos judeus não aceitam, nem o NT nem o Messias.

TODOS os "sinais" tanto do VT como do NT foram dados para que o povo cresse, e tiveram um tempo de duração, qual seja, até à morte do último apóstolo, quando então cessaram os dons de curas e milagres.


Portanto, TUDO o que Jesus teria prometido como resposta a ORAÇÕES em forma de pedido, Ele o fez a seus amigos CONTEMPORÂNEOS. NÃO foi uma promessa ao mundo todo! Isso não significa que algumas pessoas não possam experimentar algo inexplicável, a que chamam de "milagre". No entanto, se isso vier a ocorrer, certamente NÃO é em resposta a qualquer oração, e nem por intercessão de homem algum (pastor, padre etc).

A oração em nossos dias, deve ser entendida como uma forma de introspecção cuja finalidade é liberar a alma daqueles que creem para se comunicar com o sobrenatural, e com isso, fortalecer sua amizade com o Invisível. Nada além disso!

As respostas aos nossos desejos, quando e por quê ocorrem, não tem qualquer relação com o viés religioso da pessoa, já que tais respostas podem vir até mesmo para quem não crê em Deus algum, tal fenômeno há muito já foi estudado e explicado por especialistas no conhecimento da mente humana.

De forma objetiva, é isso que tinha a dizer a respeito do assunto, amiga.

Abs.



Divina de Jesus Scarpim disse:

Ivan, meu caro, eu não achei que você estivesse defendendo o poder da oração, foi isso que quis dizer quando escrevi que "Sei que você nunca está nem defendendo nem acusando deus", a minha pergunta se refere à interpretação da bíblia mesmo, que é a sua especialidade. Eu perguntei (ou quis perguntar): SE deus nunca promete o atendimento das orações para HOJE, é para quando será então? Qual a interpretação que se poderia dar a essa falta da precisão temporal? E eu perguntei se a interpretação, no caso do meu exemplo, não poderia ser que deus está de sacanagem. E para deixar claro que entendo que deus não diz que atende a TODAS as orações, ainda coloquei no meu exemplo alguém que, de acordo com o que sempre ouvi e que você acaba de confirmar, merece que sua oração seja atendida, está dentro das especificações, ou, como coloquei: "um fiel, daqueles que oram com toda a fé, direitinho do jeito que deus gosta", ou seja, aquele que deus prometeu que atenderia (ou não prometeu?), esse "direitinho" está aí para especificar toda e qualquer exigência, ou seja, o cara é um fiel perfeito: acredita, é bom, vive de acordo com as leis de deus (sejam elas quais forem) e pede algo que não é por orgulho, vaidade, ganância ou qualquer outro sentimento menor, pede a vida do filho por amor ao filho, simples assim. O filho morre, mas se deus atende a todas as orações desse tipo e nesse "clima" (mesmo não sendo HOJE), qual será a explicação? De acordo com a interpretação do texto bíblico! Não estou pedindo, e sei que não é isso que você faz, a defesa nem de deus nem da veracidade do "poder da oração", estou me referindo à interpretação mesmo. Apenas.

Exatamente, meu caro Ivo, a sua conclusão foi bem objetiva e pertinente.

Se algum crente ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto, basta buscar a resposta na Bíblia que deveria ser sua "regra de fé":

"E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; e eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6:7-8; 25-34)

A única oração que Jesus ensina aos seus discípulos é aquela que ficou conhecida como "Pai nosso". TODO o resto dirigido em forma de PEDIDOS é, segundo a Bíblia, pura perda de tempo, e falta de fé na providência divina.

Abs.

Ivo S. G. Reis disse:

Resumindo, com oração ou sem oração, o que tiver de ser, será. Então, tanto faz rezar para um pedra, achando que é sagrada e que o espírito de Deus está nela, ou rezar para o Deus imaginário dentro de nossas mentes, ou para aquele imortalizado nas pinturas renascentistas ou não rezar, isto não fará diferença. 

A lógica é essa: se o resultado for alcançado, a oração foi atendida; se não foi, ou foi porque a pessoa não era merecedora ou porque ainda não chegou a hora. Facim, facim. É assim que os fanáticos religiosos pensam.


Ivan C. Santos disse:

Ok, amiga, então vamos lá...

Para compreendermos essa questão da oração, primeiro precisamos entender o que seja a Bíblia.
O VT é um conjunto de livros escritos por judeus para judeus!

O NT é um conjunto de livros escritos por judeus, e que viria confirmar às profecias do VT em relação ao Messias esperado por aquele povo. Porém, a maioria dos judeus não aceitam, nem o NT nem o Messias.

TODOS os "sinais" tanto do VT como do NT foram dados para que o povo cresse, e tiveram um tempo de duração, qual seja, até à morte do último apóstolo, quando então cessaram os dons de curas e milagres.


Portanto, TUDO o que Jesus teria prometido como resposta a ORAÇÕES em forma de pedido, Ele o fez a seus amigos CONTEMPORÂNEOS. NÃO foi uma promessa ao mundo todo! Isso não significa que algumas pessoas não possam experimentar algo inexplicável, a que chamam de "milagre". No entanto, se isso vier a ocorrer, certamente NÃO é em resposta a qualquer oração, e nem por intercessão de homem algum (pastor, padre etc).

A oração em nossos dias, deve ser entendida como uma forma de introspecção cuja finalidade é liberar a alma daqueles que creem para se comunicar com o sobrenatural, e com isso, fortalecer sua amizade com o Invisível. Nada além disso!

As respostas aos nossos desejos, quando e por quê ocorrem, não tem qualquer relação com o viés religioso da pessoa, já que tais respostas podem vir até mesmo para quem não crê em Deus algum, tal fenômeno há muito já foi estudado e explicado por especialistas no conhecimento da mente humana.

De forma objetiva, é isso que tinha a dizer a respeito do assunto, amiga.

Abs.



Divina de Jesus Scarpim disse:

Ivan, meu caro, eu não achei que você estivesse defendendo o poder da oração, foi isso que quis dizer quando escrevi que "Sei que você nunca está nem defendendo nem acusando deus", a minha pergunta se refere à interpretação da bíblia mesmo, que é a sua especialidade. Eu perguntei (ou quis perguntar): SE deus nunca promete o atendimento das orações para HOJE, é para quando será então? Qual a interpretação que se poderia dar a essa falta da precisão temporal? E eu perguntei se a interpretação, no caso do meu exemplo, não poderia ser que deus está de sacanagem. E para deixar claro que entendo que deus não diz que atende a TODAS as orações, ainda coloquei no meu exemplo alguém que, de acordo com o que sempre ouvi e que você acaba de confirmar, merece que sua oração seja atendida, está dentro das especificações, ou, como coloquei: "um fiel, daqueles que oram com toda a fé, direitinho do jeito que deus gosta", ou seja, aquele que deus prometeu que atenderia (ou não prometeu?), esse "direitinho" está aí para especificar toda e qualquer exigência, ou seja, o cara é um fiel perfeito: acredita, é bom, vive de acordo com as leis de deus (sejam elas quais forem) e pede algo que não é por orgulho, vaidade, ganância ou qualquer outro sentimento menor, pede a vida do filho por amor ao filho, simples assim. O filho morre, mas se deus atende a todas as orações desse tipo e nesse "clima" (mesmo não sendo HOJE), qual será a explicação? De acordo com a interpretação do texto bíblico! Não estou pedindo, e sei que não é isso que você faz, a defesa nem de deus nem da veracidade do "poder da oração", estou me referindo à interpretação mesmo. Apenas.

Boa tarde e bom fim de semana a todos! :)

Esta vossa discussão sobre a oração levou-me a pesquisar sobre o assunto, pois, confesso, nunca tinha pensado na oração como assunto. Depois de ler algumas opiniões e definições, e, sem entrar na discussão se ela é voz ativa na bíblia ou não, cheguei à conclusão que a oração tem um efeito de relaxamento, calma, confiança e muitas vezes autossugestão para qualquer foco.

Cantar canções de embalar ou recitar ritmicamente lengas-lengas às crianças dá-lhes confiança e convida-as ao sono, tal como ler em voz baixa e monótona.

No que respeita ao indivíduo, recitar qualquer poema ou dizer palavras em tom rítmico tem o mesmo efeito das orações. Se alguém aqui se lembra de alguma tente, calmamente e sem preconceitos reparar no ritmo dela. Os mantras têm a mesma função da oração que é “esvaziar” os pulmões de todo o ar (experimentem dizer OM duma só vez alongando o M) e diminuir o número de respirações por minuto – isto faz com que o cérebro seja menos irrigado de oxigénio, logo tende a perder atividade consciente - e assim é “expulso”, o mais possível, o linguarejar dos nossos pensamentos; deste modo ficamos com mais “espaço” para racionalmente enfrentarmos o nosso “problema”.

No que respeita à oração coletiva, ela tem quase sempre a função de “chegar ao objetivo mais depressa e mais eficazmente” ou de “pacto”, seja para o bem, seja para o mal. Por exemplo uma oração coletiva pelas melhoras de alguém que está doente deixa os crentes com a grata sensação de “certeza” na cura da pessoa por quem se ora, porque um coro de vozes chega mais rapidamente a Deus, na verdade a oração serviu apenas para acalmar e dar confiança aos crentes, é como se esse mal já não lhes pudesse tocar, ou tivesse sido expurgado dos que a rezaram. Outro exemplo é uma oração coletiva feita por soldados, antes de entrarem no campo de batalha. Esta tende a exaltar o espírito de “justiça” e a certeza da aprovação divina.

Na minha opinião a oração é uma prática muito bem explorada pelas conveniências das religiões, pois ela, despida de todos os enfeites é apenas um exercício respiratório de relaxamento para facilitar um foco qualquer. Isto pode ser muito positivo ou muito perigoso.

Abs.

Luisa L.

Bom fim de semana para você, também !

Brilhante essa sua análise. Oração nada mais é do que um paliativo,produzido pelo imaginário do ser humano, o que nada tem a haver, com deuses ou com o diabo.

A única coisa a se estranhar é tal análise vir de uma cidadã, oriunda de uma cidade onde  a maioria das  localidades, levam, em profusão, o nome de um santo. Não é assim ? Um abraço e,

saudações irreligiosas.

ehehehehhe

Paulo Rosas, tem razão, o povo português é 60 ou 70% católico e na verdade centenas de aldeias e vilas têm nomes de santos, mas eu estou em crer que isso se deve ao facto do povoamento do território que foi feito principalmente por ordens religiosas, a partir de 1200/1300 EC. Mas acredite, os santos nunca me impediram de raciocinar! 

Abraços.


Paulo Rosas Moreira disse:

Luisa L.

Bom fim de semana para você, também !

Brilhante essa sua análise. Oração nada mais é do que um paliativo,produzido pelo imaginário do ser humano, o que nada tem a haver, com deuses ou com o diabo.

A única coisa a se estranhar é tal análise vir de uma cidadã, oriunda de uma cidade onde  a maioria das  localidades, levam, em profusão, o nome de um santo. Não é assim ? Um abraço e,

saudações irreligiosas.

Muito bom, Luísa, muito bom. É uma maneira diferente de enxergar o significado e os efeitos das orações que, como você deixou subententendido, nada mais são do que "técnicas de autossugestão". Os supostos efeitos benéficos dela devem recair sobre a pessoa que faz a oração. E o objeto da adoração - o gerador do benefício - pode ser um Deus qualquer ou até mesmo um talismã. O importante é crer, confiar que o pedido será atendido. Isto é o que produz a sensação de conforto, resignação, esperança e paz.

Luísa L. disse:

Boa tarde e bom fim de semana a todos! :)

Esta vossa discussão sobre a oração levou-me a pesquisar sobre o assunto, pois, confesso, nunca tinha pensado na oração como assunto. Depois de ler algumas opiniões e definições, e, sem entrar na discussão se ela é voz ativa na bíblia ou não, cheguei à conclusão que a oração tem um efeito de relaxamento, calma, confiança e muitas vezes autossugestão para qualquer foco.

Cantar canções de embalar ou recitar ritmicamente lengas-lengas às crianças dá-lhes confiança e convida-as ao sono, tal como ler em voz baixa e monótona.

No que respeita ao indivíduo, recitar qualquer poema ou dizer palavras em tom rítmico tem o mesmo efeito das orações. Se alguém aqui se lembra de alguma tente, calmamente e sem preconceitos reparar no ritmo dela. Os mantras têm a mesma função da oração que é “esvaziar” os pulmões de todo o ar (experimentem dizer OM duma só vez alongando o M) e diminuir o número de respirações por minuto – isto faz com que o cérebro seja menos irrigado de oxigénio, logo tende a perder atividade consciente - e assim é “expulso”, o mais possível, o linguarejar dos nossos pensamentos; deste modo ficamos com mais “espaço” para racionalmente enfrentarmos o nosso “problema”.

No que respeita à oração coletiva, ela tem quase sempre a função de “chegar ao objetivo mais depressa e mais eficazmente” ou de “pacto”, seja para o bem, seja para o mal. Por exemplo uma oração coletiva pelas melhoras de alguém que está doente deixa os crentes com a grata sensação de “certeza” na cura da pessoa por quem se ora, porque um coro de vozes chega mais rapidamente a Deus, na verdade a oração serviu apenas para acalmar e dar confiança aos crentes, é como se esse mal já não lhes pudesse tocar, ou tivesse sido expurgado dos que a rezaram. Outro exemplo é uma oração coletiva feita por soldados, antes de entrarem no campo de batalha. Esta tende a exaltar o espírito de “justiça” e a certeza da aprovação divina.

Na minha opinião a oração é uma prática muito bem explorada pelas conveniências das religiões, pois ela, despida de todos os enfeites é apenas um exercício respiratório de relaxamento para facilitar um foco qualquer. Isto pode ser muito positivo ou muito perigoso.

Abs.

Luísa algum religioso já te deu uma colocação sobre a questão. Qual foi?

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2018   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço