Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Jesus existiu? Demolindo o Mito de Jesus

Não, nós, os irreligiosos, não somos insanos e nem estamos sozinhos. Além de vários cientistas, pensadores, historiadores, filósofos e escritores como Nietzsche, Einstein, Strauss, Emílio Bossi, Ernest Renan, José Saramago, Bertrand Russell, Richard Dawkins..., vários outros também não criam no "Deus" dos Cristãos, nem em Jesus Cristo e muito menos na Bíblia e nos Evangelhos, como "livros sagrados".
Nada é original no Cristianismo. Jesus só passou a ser visto com “Filho de Deus” no Concílio de Nicéia, depois que esse título foi proposto e aprovado por votação. O imperador romano Constantino transformou Jesus em uma divindade que existia além do alcance do mundo humano, uma entidade cujo poder era incontestável, para expandir o seu próprio poder. Constantino mandou fazer uma Bíblia novinha em folha, que omitia os evangelhos que falavam do aspecto humano de Cristo como um homem mero profeta mortal e enfatizava aqueles que o tratavam como divino. Os evangelhos anteriores foram considerados heréticos, reunidos e quase todos queimados. Alguns evangelhos foram encontrados e oVaticano, mantendo sua tradição de enganar os fiéis, tentou que estes do Mar Morto fossem divulgados. Dizem que são um falso testemunho. É compreensível.

E quanto à historicidade de Cristo, muitos foram os que se pronunciaram contrários, escreveram livros, ensaios e até sofreram perseguições em suas vidas, por terem a coragem de assumir publicamente suas posturas. Dentre alguns dos mais notórios que se manifestaram contra a historicidade de Cristo, segue, abaixo, uma relação cronológica, extraida do site:
Jesus Never Existed
(http://www.jesusneverexisted.com/scholars-portuguese.html),
na qual e segundo minhas fontes, poderia eu ainda, se quisesse, fazer inúmeras outras inserções, como, por exemplo e para citar só um nome, Bart D. Ehrman, uma lamentável ausência na lista, com 3 excelentes livros sobre o assunto
("Evangelhos Perdidos: As Batalhas pela Escritura e os Cristianismos que não Chegamos a Conhecer (2003)";
" O Que Jesus Disse e o que Jesus Não Disse:
Quem mudou a Bíblia e por quê?" (2006);
"Pedro, Paulo e Maria Madalena:
A verdade e a lenda sobre os seguidores de Jesus (2006)",
"O problema com Deus". Só não o fiz por respeitar a autoria e manter os créditos ao artigo original, aqui reproduzido, na íntegra, e apenas reformatado nos grifos.
Veja a matéria e a lista:

Demolindo o Mito de Jesus – Uma História

Por mais de duzentos anos, uma minoria de corajosos pesquisadores têm ousado questionar a historicidade de Jesus. Apesar dos riscos de ataque físico, ruína profissional e ostracismo, eles duvidaram seriamente da veracidade da saga dos evangelhos, descascaram as camadas de fraude e engano e finalmente desafiaram a própria existência do homem-deus.
Textos completos em:
http://livrodeusexiste.blogspot.com/2010/12/jesus-o-incomodo-silenc...

http://livrodeusexiste.blogspot.com/2010/12/capitulo-74-jesus-exist...

Exibições: 2830

Responder esta

Respostas a este tópico

Ha, ha, ha!.... É isso aíííí!... Jesus Cristo nunca existiu e fim de papo!

 

Alfredo

 

Hoje está chovendo, estou sem vontade de ler, os fóruns dos quais participo estão meio parados, daí me lembrei das bobagens que você disse e resolvi distrair-me um pouco. Agora vou lhe falar da ingenuidade cósmica. Tem a burrice cósmica, a estupidez cósmica, a escrotidão cósmica, a ignorância cósmica, a beleza cósmica, a percepção cósmica etc. Tudo o que existe pertence ao Cosmos, portanto é cósmico. Você não sabe o que representa a inteligência cósmica para mim.  Nem eu sei. Ela me é uma imensa interrogação e não me incomoda por ser assim. Eu não tenho problemas com a minha ignorância. Que bom que ela existe.

 

Você atribuiu a mim a interpretação do que inteligência cósmica significou para você, nos seus cinqüenta anos de crente. Isso significa mais da metade da sua vida, cara. E fica aí botando marra de “verdadeiro ateu”. Fosse aqui um partido político de ateus eu não faria parte de tamanha imbecilidade. Eu nunca fui crente, nem por cinqüenta minutos. Portanto, comparado a você sou pós-ateu. A sua ingenuidade cósmica faz de você, além de tudo, um falacioso primário. Nada tem o que dizer para rebater o que eu disse até agora por desconhecer o assunto. Apóia-se na argumentação dos outros (Jorge de Oliveira) como quem se apóia nos ombros de quem está a sua frente para destacar-se na multidão. Compilou informações sem que com isso trouxesse algo de novo ao assunto – Jesus Cristo nunca existiu. Seu esforço tem lá o seu mérito, mas não o que você imagina. Você é um crente que mudou de poleiro na mesma gaiola e pensa ter culminado a racionalidade. A sua ingenuidade não lhe permite noção das bobagens que diz ao fingir-se de sábio. Quer os holofotes da atenção no Irreligiosos sempre voltados para si, o que agrava mais a sua exposição na ribalta.

 

Eu também não sou hipócrita, como há muito você ciumentamente insinua. Para mim você precisa da ajuda de um coração mais compassivo do que o meu.

 

 

Alfredo Bernacchi_2 disse:

Ivani, nem tudo o que escrevo, foi você quem disse. São opiniões que estou emitindo para ilustrar a conversa. Se não foi você quem falou, não estou citando você, certo? 

Claro, a frase: “Ivani, já acabou o tempo de colocarmos nas costas de deuses tudo aquilo que ignoramos.”  referi-me a você certamente, e mencionei mesmo o seu nome e acho mesmo que esse negócio de inteligência cósmica é exatamente o que citei. É a minha opinião e tenho direito de usá-la.

Quer dizer que o coração de um passarinho bate por causa da inteligência cósmica! Haaa!!! té logo!... Você está flutuando no espaço cósmico! Viajando na literatura! Você está sim, jogando nas costas do divino, aquilo que não sabe como funciona. Que nem índios de antigamente, que achavam que o Sol era um deus! E não adianta espernear. Não estou criticando a nomenclatura Inteligência Cósmica, mas o que ela está definindo ou representando para você. Você coloca Inteligência cósmica no mesmo patamar de um deus e quer negar isso. Um algo sobrenatural que comanda a natureza racionalmente. Não concordo, não concordo e fim de papo!

Não sou hipócrita. Se eu pensar uma coisa eu digo, mas se eu não disse, é porque não pensei. Então, leia bem o texto, sempre que eu escrever. Não falo nas entrelinhas, falo em cima das linhas. Inteligência cósmica, pra mim é uma dissimulação da palavra DEUS. Você não conhece o suficiente de biologia para encontrar uma explicação do por que um coração bate, então diz que é por causa da inteligência cósmica, ou outro nome que você quiser inventar. É nada disso. Aprenda sobre biologia. Saiba que somos feitos de átomos. Átomos geram eletricidade e movimentos. Tudo a partir deles. Acho que você sabe disso, mas quer complicar ou personalizar uma explicação. Átomos! Natureza! A natureza não é inteligente. É casual e evolui conforme o ambiente em que existe. Inteligência faz parte do cérebro. Em todas as escalas, desde um passarinho ao homem. Não sou ninguém para decifrar os mistérios do cérebro, mas NÃO INVENTO!

Pode continuar os seus estudos. Acho isso legal, mas aceite a crítica. É assim que se evolui.

abç

JESUS CRISTO NUNCA EXISTIU!
Prepare-se para ser iluminado.
A "história" das origens do cristianismo é cheia de furos. Com, seitas, clãs, tribos, falsos profetas, rabinos e doutrinadores. A efervescência no seio do judaísmo daquela época, era cheia de diferentes influências grega, ora romana, incompletudes, mentiras, incógnitas, intrigas políticas e pessoais, intolerância e muito derramamento de sangue. Mitra ídolo de e em Roma era adorado pelos soldados.
Judeus helenizados no princípio, continuando o processo com romanos e europeus da idade média. Fariseus, ebionitas,  saduceus, essênios, zelotes e gnósticos... Quem fundou estas seitas até hoje não se sabe. Foi nessa mistura de religiões, paganismo e mitologias que surgem as ideias do cristianismo
 
A controvérsia já começa na tentativa da demonstração da existência do suposto  'Jesus-homem'.
Uma determinada forma de cristianismo...saiu vitoriosa dos conflitos do século II e |III.
Por volta de 200 d.C., o cristianismo se tornou uma instituição dirigida por bispos, sacerdotes e diáconos, que se considerava guardiã da única "fé verdadeira". A maioria das igrejas,  entre as quais a de Roma, assumiu o monopólio da fé e rejeitou a todos os demais pontos de vista como heréticos.
Deplorando a diversidade do movimento primitivo, o bispo Irineu, e seus seguidores sustentavam que só podia existir uma igreja, fora da qual, ele declarou, "não há salvação" Somente  os membros dessa Igreja são cristãos ortodoxos (literalmente "os que pensam direitoisto é universal. Quem quer que contestasse essa concepção, defendendo outras  formas de pensamento de ensinamento cristão, era declarado herético, portador de falsas ideias, excluído, expulso e destruído.
Quando no século IV, algum tempo depois que o Imperador Constantino adotou o cristianismo (um Deus, uma religião, um império, um imperador)  e deu o primeiro dízimo para a religião oficial. Recrutou e financiou uma equipe para manipular os textos existentes com o fim de divinizar um suposto  Cristo humano. Eusébio foi empregado pelo imperador, os ortodoxos obtiveram apoio militar, a repressão às heresias se intensificou.
 "Jesus-deus" é uma criação e que foi refinada com o alçamento dos cristãos ao poder político antes do final do século IV.
A primeira Bíblia é escrita no ano de 300 d.C e muitas passagens nem constam em nenhum pergaminho, foi plágio,  mentiras, pura invenção desses monges copistas, numa época que a fraude literária era algo comum...Aliás, a imagem do deus do AT já chegou a me chocar quando eu ainda era cristão. Um deus mesquinho, egoísta, sádico, cruel, doentio. Aquele deus certamente precisava de terapia e tratamento psiquiátrico.
É necessário que haja apenas a crença no mito, para que com o tempo e a divulgação oral boca-a-boca, este ganhe todo um boato e relato "histórico". Mesmo "histórias populares" e feitos atribuídos a outros supostos messias da época poderiam ter se amalgamado em um único personagem, tal  qual um Luís Fernando Veríssimo da Palestina antiga. Existiam muitos messias. E porque ele JC teria 'sumido do mapa' dos 12 aos 33 anos?
Do ponto de vista cientifico em geral, a existência é questionada por falta de quaisquer evidências. O que abre espaço para, falsos milagres, fraudes, como o do santo sudário, da vera-cruz, da lança do destino...etc.  Pra você entender se ele é plágio ou não você tem que ver toda a historicidade dos mitos e não de Jesus. Curandeiros ( leia sobre Apolônio de Tiana, Asclepius...) estavam em quase todos os lugares. A "ressurreição" também não foi uma exclusividade desse imaginário Jesus. Tudo isso já existia há muito tempo em outros mitos. 
Os evangelhos, tanto os canônicos quanto os apócrifos, por si só não são uma evidência histórica da existência de Jesus. A existência do Jesus dos evangelhos é artigo de fé.
Nenhum historiador sério pode afirmar nada sobre ele e seus milagres. Já a existência de um homem cujos discípulos deram origem ao cristianismo / paulinismo é bem possível, mas, novamente, tudo o que temos são boatos, comentários de segunda ou terceira mão de gente que nasceu depois, alguns deles falsificações evidentes.Tanto quanto são evidências de que deus fez o mundo em 7 dias...e é tudo resultado da reunião de crenças anteriores.Triste um livro de História relatando que a Bíblia é uma fonte segura. O ministério de Jesus foi um festival de mágicas.
Bíblia não é fonte histórica por si só por motivos simples:
* Não foi escrita na época onde os fatos aconteceram.
* Não foi escrita por pessoas presentes quando os fatos aconteceram.
* Muito do texto dela sofreu alterações/revisões até chegar a versão "final".
a maioria dos livros foi escrito por quem não teve contato (nem poderiam) direto com esse Jesus.
Evangelho de Mateus: não se sabe quem é o autor, só nos anos 100-140 é que se definiu como sendo Mateus. Escrito por volta do ano 80.
Evangelho de Marcos: Não se sabe quem é o autor, só nos anos 100-140 é que se definiu como sendo Marcos. Não foi escrito antes do ano 70.
Evangelho de Lucas: Não se sabe o nome do autor. Sendo otimista e usando historiadores cristãos, o livro foi escrito por volta do ano 60... outros dizem que foi mais pro fim do 1o século.
Evangelho de João: O texto não dá o nome do autor. Aparentemente foi escrito perto do fim do 1o século.
Atos dos Apóstolos: Escrito por volta dos anos 60. Narrativa bíblica escrita décadas depois por pessoas que não estavam presentes no evento. Isso não é registro da época ou da região.

Pelo que sabemos as epístolas foram escritas e atribuídas a Paulo, que também não conheceu Jesus pessoalmente.

Me diga, você estuda a Bíblia pelo que ela é ou você estuda ela pelo que você quer que ela seja?

Então, qual livro foi escrito por testemunha ocular desse amigo imaginário Jesus?
Uma coisa, não é porque o livro diz "Evangelho de fulano" que isso significa que fulano escreveu.
Sério, pesquisa. É bom. Não estou inventando nada disso, por ser cético.

Nascido de uma virgem, filho do "espírito santo"? bíblica de época que Jesus tenha existido quanto mais ressuscitado. Jesus nascido de uma mãe virgem do Espiríto Santo, por obra e graça. Eles estão errados. Não sabem o que dizem.
Então uma sepultura vazia prova que existiu um messias?
Não se sabe nem se a sepultura existiu quanto mais se estava vazia ou cheia. É só inventar um messias e o problema é resolvido! A sepultura vai estar vazia porque nunca houve ninguém dentro dela! 
Se levantou. Se ergueu do túmulo "no terceiro dia". " E ele morreu e subiu aos céus".  Loucura da pedra.
Uma pessoa diz que experimentou aparições de Jesus e eu devo acreditar? Porque?
É mais "bonito", não há como desprovar e de quebra ainda vira um ponto central na crença, ajudando a converter mais pessoas.
Alguém lhe diz que uma pessoa ressuscitou, você vai acreditar nessa pessoa, assim, do nada?
Vamos lá, me diga um discipulo que estava vivo em Roma no anos 60-70, baseado é claro em evidências históricas, não em achismos e crendices populares.
Se alguém diz que foi abduzida por ETs, devo acreditar também? Você acreditaria?
Ou acreditamos em mágica ou não!
Você realmente cristão, acha que tudo começou com um milagreiro judeu, passeando primeiro século Palestina? 
O cristianismo foi o produto final de sincretismo religioso no mundo antigo. Seu surgimento não deve nada a um carpinteiro santo. Havia muitos dúzias de Jesuses mas a fábula era uma construção cultural. A natividade de fios é uma concatenação de um disparate .
As genealogias de Jesus, tanto de Mateus versão e Lucas , são ficção piedosa Nazaré não existia no século 1 dC - a área era um cemitério de tumbas cortadas na rocha. Paulo de Tarso que teria sido o grande evangelizador de Roma jamais conheceu Jesus, ele foi inclusive autor de boa parte dos livros que tratam da vida de Jesus, ou seja, não é fonte de 1ª mão.
Com vários autores por trás da história evangelho original (que não temos) não é nenhuma surpresa que a figura de "Jesus" é uma confusão de contradições. No entanto, a história é tão mal elaborado que ser um " bom cristão "pode ​​significar quase nada.
Os 12 discípulos são tão fictícios como seu mestre, inventada para legitimar as reivindicações de igrejas primitivas. O original Maria não era virgem, essa idéia foi emprestado de deusas pagãs.  O mundo pagão sabia tudo sobre virgens engravidarem: O mítico "Virgem Mãe" .
Estudiosos têm conhecido tudo isso por mais de 200 anos, mas sacerdócio é um negócio altamente rentável e financia uma indústria da mentira para manter o show na mídia e nos templos. Jesus melhor documentado do que qualquer outra figura antiga? Não acredito em uma palavra dele e sobre ele.  Ao contrário do mítico Jesus, uma figura histórica real como Júlio César tem uma grande massa de provas.
Então quase todas as religiões são verdadeiras porque na grande maioria delas os seguidores morrem pela fé.
"Ih, o cara fez um ataque-bomba suicida... o deus dele deve existir então!" Crença é crença. As vezes pessoas se matam por sua crença. Isso não prova que tal crença seja real, apenas que teve bons marqueteiros.  Então, um crente não vai convencer ninguém com esse papo de que pessoas se mataram em nome de uma fé, logo a fé é verdadeira ou que não há nenhuma prova da existência da época... simplesmente porque é uma idéia ridícula.
Pessoas são influenciáveis, se alguém vende uma idéia bem então as pessoas vão adotá-la. Elementos sobrenaturais são floreios para vender a história. É muito melhor dizer que seu suposto líder morreu, ressuscitou e subiu aos céus do que simplesmente dizer que ele morreu. O cristianismo sempre vendeu a idéia sobrenatural de paraíso no além-vida e isso vende bem entre a camada pobre da população,  numa Roma em decadência como mercado religioso em especial através de tele-evangelistas no Brasil.
É simples: é só criar um livro religioso que exalta a ignorância, a fé cega e pune quem pensa por si só. Simples assim. Por essa razão, existem milhares de religiões e divindades, todas elas com suas "revelações e verdades" que se contradizem em si e entre si.

Existe milhares de divindades sobrenaturais cultuadas ao longo da história humana... isso é um bom exemplo do quão criativo o ser humano é.
Jesus imaginário um mito alegórico (como Adão e Eva),
vai ser percebido em algumas décadas, vai ter que tomar o seu lugar com a série de outros semi-deuses inventados e aumentadas cujas vidas e obras imaginária compõem a mitologia do mundo.
Com um pouquinho de esperança,
Oiced Mocam

Sócrates existiu? até o século XXVII acreditavam que não. 

A existência física de uma pessoa que alguém deu no mome de Jesus Cristo, é inconteste a sua existência. 

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço