Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

                               Oferta de livro - grátis - O Garoto Que Queria Ser Deus

 

       Quais, dentre os membros do grupo Irreligiosos, gosta de ler romances? No caso, trata-se de um livro que além de desenvolver uma história, é rico em seus diálogos, oferecendo ao leitor um embate de ideias, não só entre crentes e não crentes, como abrange também outros aspectos ideológicos, questões existenciais, etc.

       A sinopse e os comentários sobre o livro podem ser vistos na Internet  (www.ogaroto.com.br). Após a leitura da sinopse, aqueles que quiserem receber o livro poderão solicitá-lo enviando-me suas mensagens (lee.assis@uol.com.br).

       Devo dizer que só gostaria de enviá-lo àqueles que efetivamente apreciem a leitura, pois não há razões para se remeter um livro a alguém que não tenha gosto por eles, sobretudo porque seu custo nas livrarias é de R$35,00 (trinta e cinco reais).

       Estou excepcionalmente fazendo essa oferta gratuita aos membros do Irreligiosos por achar que o livro contempla assuntos pertinentes às abordagens aqui tratadas.

       Um grande abraço, Assis Utsch

Exibições: 232

Responder esta

Respostas a este tópico

Caro Assis:

Literatura também é um dos meus interesses e, por isso, quero ser um dos primeiros a habilitar-me. Mas, apesar da sua louvável atitude, não acho justo deixar para você os custos do envio do seu livro. Mande-me os dados do depósito e instrua-me como proceder. Fico no aguardo.

Saudações Irreligiosas!

Ivo,

Não se procupe com os custos. Apesar de gostar muito de dinheiro, estou oferecendo o livro como uma doação aos membros do grupo. Então, basta você indicar um endereço completo para onde eu possa enviar o livro. Neste caso, o contato pode ser feito através de meu  correio particular ( lee.assis@uol.com.br

Ivo S. G. Reis disse:

Caro Assis:

Literatura também é um dos meus interesses e, por isso, quero ser um dos primeiros a habilitar-me. Mas, apesar da sua louvável atitude, não acho justo deixar para você os custos do envio do seu livro. Mande-me os dados do depósito e instrua-me como proceder. Fico no aguardo.

Saudações Irreligiosas!

Grato pela gentileza! Atendi suas instruções através de dois emails que lhe enviei hoje. Consulte a sua caixa de entrada! Embora válida, acho que essa não é a melhor forma de comunicar sua intenção aos associados, pois muitos poderão não ler. Tente a sugestão que lhe passei.

Abraços!

Estou lendo o livro "36 Argumentos Para a Existência de Deus", de Rebecca N. Goldstein. Ao contrário de ser argumentos de Deus, o livro no final desconstrói todas as alegadas provas de Deus. Numa certo momento (p.177) a autora diz que "a evolução de nosso senso de nós mesmos" nos levou ao conceito de "almas imateriais distintas de nossos corpos"; ela diz mais : que o alegado puritanismo das religiões ensejou a concepção do espírito como uma forma de "remover de nosso eu todo e qualquer aspecto nojento do mundo". E isto se casa muito bem com o maniquieísmo que se estabeleceu entre espiritual e material. Todos costumam condenar o material e reverenciar o imaterial, ou o espiritual. O que é um grande equívoco, já que o espiritual, como algo transcendente, é apenas uma superstição, enquanto espiritual no sentido de consciência ou mente só existe dentro de um cérebro. Não se deve também confundir o espiritual com os entes abstratos, resultantes de nossas próprias criações.

Assis:

É com um certo receio que vou passar algumas impressões sobre este livro (quem sou eu para criticar?) que me deixou com um certo sentimento de frustração após a sua leitura, conquanto tenha achado a sua proposta interessante. Sua autora é filósofa de formação, muito conceituada e premiadíssima escritora. Seu melhor livro não é este, mas o Incompletude, que analisa a teoria da incompletude do matemático Kurt Göedel. Talvez este seja o livro que a tornou mais conhecida porque foi onde ela demonstrou a sua capacidade de analisar filosoficamente os argumentos da lógica matemática sob um ângulo novo.

Não por ser uma argumentação exposta em forma de romance, que é uma proposta válida e uma leitura mais palatável, eu fiquei meio desconfiado com esse formato do livro que estamos discutindo e mais adiante tento explicar os porquês. Você que é escritor sabe o quanto é difícil publicar um livro e, mais ainda fazê-lo decolar, se não tiver uma forte mídia por detrás. Atrevo-me a dizer que os melhores autores estão soterrados entre os autores obscuros, cujos livros só são conhecidos pelos pesquisadores denodados e pelo restrito círculo de amizades do autor. E por quê? Porque na maioria dos casos esses livros foram produzidos sem censuras, sem comprometimento, sem marketing editorial, sem ajustes e adaptação de formatos a linhas editoriais e, portanto, com o pensamento puro e livre do autor, que consegue retratar a sua verdadeira posição sobre determinado assunto. E (verifique!) este não é o caso de Rebecca Goldstein.

A despeito de sua inegável cultura filosófica, ela está mais para romancista do que para filósofa, tendo se afastado de sua área para poder tornar-se escritora de renome, atendendo às regras de mercado. Isto quem diz, não sou eu, é parte da crítica americana, principalmente entre os secularistas. Por que disse que fiquei frustrado? Porque comprei o livro movido pela curiosidade da nova proposta, de ver como alguém, que se declara ateia (há quem duvide), conseguiria abordar tão delicado tema, agradando a ambos os lados: ateus e teístas.

Apesar de alguns argumentos interessantes, muitos foram tratados de forma superficial, como aquele da causa primeira e da criação do universo, para não falar dos outros. Dizem (os da crítica americana) que Rebecca Goldstein é uma grande "marketeira" e que seus livros são feitos mesmo com o objetivo de conquistar públicos diversos. Não sei. Não digo nem que sim nem que não, mas o fato é que achei o livro muito superficial, não encontrando nele tudo o que esperava. Apesar de tudo, gostei. Mas não ofereceu o que buscava. Dos seus vários livros publicados, a maioria são o que americanos chamam de novelas e nós aqui de romance e dois são de biografias. Tirando o que fala de Spinoza e o Incompletude, onde estão os livros de cunho essencialmente filosófico?

Termine de ler o livro (vale a pena sim, com as ressalvas) e depois discuta conosco suas opiniões. Acho até que poderia abrir um interessante debate aqui.

Assis, uma solução para que você diminua as despesas com o envio do livro, seria o envio dele em PDF, ebook.

Gilberto Vieira,

Muito obrigado pela sua preocupação em diminuir minhas despesas. Mas o livro está editado, disponível em algumas livrarias. Estes que estou oferecendo são meus próprios exemplares. De qualquer maneira você não disse que quer receber o livro. Recomendo que antes do pedido seja lida a Sinopse ( www.ogaroto.com.br ). Aqueles que desejarem receber deverão indicar o endereço  para que eu faça a remessa. (O endereço pode ser enviado através de lee.assis@uol.com.br )

Gilberto Vieira disse:

Assis, uma solução para que você diminua as despesas com o envio do livro, seria o envio dele em PDF, ebook.

Assis, eu já li a sinopse e também li alguns comentário.

Enviei a você por e-mail o meu endereço.

Também deixo o convite para divulgação de seu livro em meu blog, www.gibanet.com

Assis, publiquei em meu blog a sinopse de seu livro.

Confira e se houver a necessidade de alguma modificação, basta me avisar.

http://gibanet.com/2011/08/21/o-garoto-que-qeria-ser-deus/

Giba:

Você  também já é, posso dizer, um dos meus velhos conhecidos, pois nossa amizade virtual já tem mais de um ano e meio, talvez indo para os dois. E parece que tenho um sexto sentido para aqueles que realmente elejo como amigos porque não me decepcionam (os virtuais, porque os físicos...)

Tudo isso é para lhe dizer que admiro o seu exemplo, parabenizando-o, ao divulgar o livro do nosso colega Assis Utsch. É exatamente isso que esperava que todos os colegas que possuem sites fizessem: divulgar os livros e sites dos companheiros da nossa comunidade. E você captou isso muito bem, sem que ninguém lhe pedisse. Parabéns! Agradeço em meu próprio nome e em nome do Assis e peço que outros colegas imitem o exemplo. Parabéns também pelo novo visual do seu site. Ficou muito bom. Nem sei dizer qual o melhor: este ou aquele último de fundo preto, que também era excelente.

Giba, eu contei entre os nossos membros 12 escritores, com livros publicados, e lhes disse que usassem nosso espaço para divulgação dos seus livros, na esperança de que os nossos colegas entendessem e replicassem a divulgação. Mas dos 12, só 3 fizeram uma divulgação maior e os outros nove o fizeram timidamente, em suas páginas pessoais. Tenho culpa se não estão sabendo usar o espaço que lhes é oferecido? Fica a ideia e, com ela, o belo exemplo que você deu.

Ivo, o espaço para divulgação de livros, palestras e outros eventos, está disponível, basta que a passoa manifeste interesse.


O qua ainda não consigo fazer é ir pesquisar quem tem ou não interesse, ficando mais fácil a manifestação do interessado.


Estendo o convite para você, para o Alfredo e para os demais que tiverem suas publicações para serem divulgadas, incluindo aí as demais obras do Assis.

 

Ivo S. G. Reis disse:

Giba:

Você  também já é, posso dizer, um dos meus velhos conhecidos, pois nossa amizade virtual já tem mais de um ano e meio, talvez indo para os dois. E parece que tenho um sexto sentido para aqueles que realmente elejo como amigos porque não me decepcionam (os virtuais, porque os físicos...)

Tudo isso é para lhe dizer que admiro o seu exemplo, parabenizando-o, ao divulgar o livro do nosso colega Assis Utsch. É exatamente isso que esperava que todos os colegas que possuem sites fizessem: divulgar os livros e sites dos companheiros da nossa comunidade. E você captou isso muito bem, sem que ninguém lhe pedisse. Parabéns! Agradeço em meu próprio nome e em nome do Assis e peço que outros colegas imitem o exemplo. Parabéns também pelo novo visual do seu site. Ficou muito bom. Nem sei dizer qual o melhor: este ou aquele último de fundo preto, que também era excelente.

Giba, eu contei entre os nossos membros 12 escritores, com livros publicados, e lhes disse que usassem nosso espaço para divulgação dos seus livros, na esperança de que os nossos colegas entendessem e replicassem a divulgação. Mas dos 12, só 3 fizeram uma divulgação maior e os outros nove o fizeram timidamente, em suas páginas pessoais. Tenho culpa se não estão sabendo usar o espaço que lhes é oferecido? Fica a ideia e, com ela, o belo exemplo que você deu.

Caros amigos irreligiosos e Caro amigo Assis,

Acabei de receber o livro "O Garoto Que Queria Ser Deus", via correios.

Assis, muito obrigado por este valioso presente.

Após sua leitura, deixarei aqui e em www.ogaroto.com.br os devidos comentários.

Mais uma vez, muito obrigado.

Um grande abraço

Giba

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço