Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Desculpem, amigos, os eventuais erros de gramática e ortografia.

Fiz, um tanto apressadamente, a melhor revisão que pude fazer.

.

Se deus existisse de verdade, e, SE fosse, realmente, pessoal, presente, multi-atencioso, multi-tarefa. . .

Se fosse, pelo menos, como o Papai-Noel, que, numa única noite, consegue entregar zilhões de brinquedos e presentes a todas as criancinhas que foram boazinhas naquele ano. . .

O máximo, agora, que eu poderia esperar desse deus, seria uma punição pública e exemplar a todas essas religiões embusteiras, falsificadoras, estelionatárias e destruidoras de sua divina imagem perante o público.

Essas religiões abjetas, infames, que, dizendo-se conhecer deus, na verdade, nada sabem dele, no máxmo, só conseguem mesmo, difamá-lo, cada vez mais.

Essas religiões egoístas, medonhamente indignas, de sequer, pronunciar o seu nome, mas que, bem ao contrário disso, desavergonhada e descaradamente, se dizem, até mesmo, “portadoras de sua verdade” e/ou “seu povo santo e escolhido” e que não se detém, nem sequer temem, em usar o seu nome para justificar as guerras, a segregação, a superioridade racial, a superioridade cultural, a superioridade religiosa, e, por mais incrível que possa parecer, a desfaçatez de apregoar, pública e descaradamente, a superioridade de seu próprio e particular deus. Isso é, simplesmente, vergonhoso.

Essas religiões cegas, abjetas, repugnantes, verdadeiras “párias cósmicas”, irresponsáveis, exploradoras, infestadas, contaminadas, que pregam a piedade, mas, única e exclusivamente, para, através dela, sugar, ávida, sofrega e impiedosamente o sangue, o tempo e o recurso de seus fiéis-escravos.

Se deus, de fato, existisse, o máximo que eu poderia esperar dele; agora, que já está tudo perdido mesmo, nesse oceano de sujeira e injustiça, seria uma punição exemplar a todos esses abutres-religiosos e a todos os que, conscientemente e fanaticamente, cooperaram com eles, na montagem e manutenção desse verdadeiro “Império-do-mal-disfarçado-de-bem”.

Se deus existisse, de verdade, jamais se deixaria enganar por essas raposas.

Jamais, MESMO, se deixaria, sequer, usar, por esses cães.

Mas . . . e agora, que o mal já está feito?! . . .

E agora que o mal já está institucionalizado, e ainda, sob a forma do mais puro bem?

Por que deus, no caso, deixou tudo isso acontecer? . . .

Por que deixou avançar esse câncer??

Para que eu, agora, lhe pedisse, vingança e ele a executasse com prazer igualmente insano e sangrento? . . .

AONDE É QUE VAMOS PARAR ASSIM?!!! . . .

Por que tenho, então, de ser mais indigno do que toda a indignidade que já estou vendo, só para obter, depois de toda essa devastação, depois de toda essa enganação, ainda, um último favor desse DEUS-DE-MERDA!!! Talvez, mais nojento do que todas as religiões juntas???

.

Digam-me, sinceramente, amigos: Se deus realmente existe, o que posso, realmente, esperar de bom, dele?

Estou, de fato, absolutamente ansioso, por uma resposta que não contradiga todo esse universo e todas essas galáxias fantásticas que estou vendo na minha frente!!!! . . .

DEUS,

ALGUÉM AÍ PODE CONSIDERAR O SENTIMENTO GENUÍNO SE UM SER HUMANO, SEM QUERER ENGANÁ-LO, SIMPLESMENTE, COM ESSAS USUAIS BABOSEIRAS RELIGIOSAS-INFAMES???!!!

ALGUÉM AÍ, NESSE IMENSO VAZIO, TEM REALMENTE CONDIÇÕES DE FAZÊ-LO???!!!

VAMOS!!! ESTOU ESPERANDO!!

POR QUE SE CALA, COVARDE???!!!

POR QUE SE CALA NUMA HORA DESSAS???

POR QUE NÃO DIZ ABSOLUTAMENTE NADA???!!!

POR QUE NOS DEIXA NA MÃO DESSES ABUTRES DA SANTA-MERDA-IGREJA E DE OUTRAS INSTITUIÇÕES IGUALMENTE PODRES, DEJETAS E NADA RECOMENDÁVEIS??? . . .

VOCÊ NÃO TEM NENHUM REPRESENTANTE AQUI!!

TENHO PROVAS BÍBLICAS O SUFICIENTE, PARA DEMONSTRA-LHE QUE, AO MENOS, PELO QUE ESTÁ ESCRITO NA SANTA-MERDA-BÍBLIA, SEU SUPOSTO FILHO, JESUS CRISTO, SE NÃO FOI, IGUALMENTE INVENTADO, POR ALGUM PILANTRA, NÃO PASSA, IGUALMENTE, REPITO, DE UM CRETINO, CÍNICO E IGUALMENTE SAFADO!!! . . .

.

Bem . . .

Voltando, então, à realidade objetiva, e enfrentando-a, como deve ser enfrentada . . .

.

Na minha humilde opinião, no momento, nós é que somos os verdadeiros deuses, ainda, capazes de “cair em si mesmos” e começar a agir, simplesmente, como seres humanos.

A solução é, simples:  Nós é que, ainda, teimosamente, insistimos em não aplicá-la.

Olharmos uns aos outros, A PARTIR DE AGORA, somente como seres humanos, nada mais, porque é tudo o que realmente somos.  Foi assim que o universo nos construiu.

E, NUNCA MAIS nos olharemos, como pertencentes a essa ou àquela religião, OU, adoradores desse ou daqueloutro deus.

.

NÓS É QUE SOMOS OS VERDADEIROS DEUSES

SERÁ QUE, AINDA, NÃO DEU PARA PERCEBER??? . . .

.

NÃO SOMOS NADA ONIPOTENTES, NÃO SOMOS NADA ONIPRESENTES, NÃO SOMOS NADA OMNICIENTES, AO CONTRÁRIO, SOMOS FRACOS, LIMITADOS E IGNORANTES. . .

MAS . . .

SE DERMOS UMA PEQUENA OLHADINHA À NOSSA VOLTA, VAMOS REPARAR QUE SOMOS, NO MOMENTO, E AQUI, OS ÚNICOS, MESMO, CAPAZES DE ASSUMIR A GRANDE RESPONSABILIDADE, QUE AINDA, INSISTIMOS EM QUERER ATRIBUIR A OUTREM.

NÓS É QUE SOMOS DONOS DE NOSSO PRÓPRIO DESTINO E TEMOS, MAIS DO QUE NUNCA, AGORA MESMO, DE ACORDAR DESSE PESADELO DE RELIGIÕES FASCISTAS, EGOÍSTAS, MUTUAMENTE EXCLUDENTES, E DE DEUSES MUTUAMENTE EXCLUDENTES.

VAMOS CRESCER, POR FAVOR!!! . .

RENUNCIEMOS A TODOS OS DEUSES DAS RELIGIÕES INSTITUCIONALIZADAS E SEUS LAMENTÁVEIS ENSINAMENTOS, ANTES QUE ACABEMOS NOS DESTRUINDO UNS AOS OUTROS, DE VEZ! . . .

Exibições: 5069

Responder esta

Respostas a este tópico

A fé também é uma questão de interpretação. Fora disto vocês não provam nenhuma teoria que diga que a bíblia é mentirosa no decorrer da sua história. A mente cética mistura fé com história. A história é história e é fácil de desmenti-la. O que nenhum pesquisador conseguiu fazer ou provar.

Paulo Rosas Moreira disse:

Erijosé Oliveira !

Os ateus não tem nada com isso.   É uma questão de interpretação de quem tem capacidade de raciocínio, ou como no seu caso, por estar repleto de fé, ao invés de si mesmo.

Saudações irreligiosas



 

Mitologia é uma questão identificada com os ateus. Para nós a mitologia da bíblia considerada pelos ateus é para nós verdadeira. Agora tragam as provas e não teorias céticas que não tem apoio científico que prove nada.

SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.

E que os religiosos facilmente "explicam", pois, para isso, só precisam de uma mitologia primitiva . . .



Erijosé Oliveira disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.



Sobre a fé: já falei isso antes, mas não custa reforçar o conceito do que significa

 (do Latim fides, fidelidade e do Grego πίστη pistia ) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta ideia ou fonte de transmissão.

A fé acompanha absoluta abstinência à dúvida pelo antagonismo inerente à natureza destes fenômenos psicológicos e lógica conceitual. Ou seja, é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo. A expressão se relaciona semanticamente com os verbos crer, acreditar, confiar e apostar, embora estes três últimos não necessariamente exprimam o sentimento de fé, posto que podem embutir dúvida parcial como reconhecimento de um possível engano. A relação da fé com os outros verbos, consiste em nutrir um sentimento de afeição, ou até mesmo amor, por uma hipótese a qual se acredita, ou confia, ou aposta ser verdade. Portanto se uma pessoa acredita, confia ou aposta em algo, não significa necessariamente que ela tenha fé. Diante dessas considerações, embora não se observe oposição entre crença e racionalidade, como muitos parecem pensar, deve-se atentar para o fato de que tal oposição é real no caso da fé, principalmente no que diz respeito às suas implicações no processo de aquisição de conhecimento, que pode ser resumidas à oposição direta à dúvida e ao importante papel que essa última desempenha na aprendizagem.

É possível nutrir um sentimento de fé em relação a um pessoa, um objeto inanimado, uma ideologia, um pensamento filosófico, um sistema qualquer, um conjunto de regras, um paradigma popular social e historicamente instituído, uma base de propostas ou dogmas de uma determinada religião. Tal sentimento não se sustenta em evidências, provas ou entendimento racional (ainda que este último critério seja amplamente discutido dentro da epistemologia e possa se refletir em sofismos ou falácias que o justifiquem de modo ilusório) e, portanto, alegações baseadas em fé não são reconhecidas pela comunidade científica como parâmetro legítimo de reconhecimento ou avaliação da verdade de um postulado. É geralmente associada a experiências pessoais e herança cultural podendo ser compartilhada com outros através de relatos, principalmente (mas não exclusivamente) no contexto religioso, e usada frequentemente como justificativa para a própria crença em que se tem fé, o que caracteriza raciocínio circular.

A fé se manifesta de várias maneiras e pode estar vinculada a questões emocionais (tais como reconforto em momentos de aflição desprovidos de sinais de futura melhora, relacionando-se com esperança) e a motivos considerados moralmente nobres ou estritamente pessoais e egoístas. Pode estar direcionada a alguma razão específica (que a justifique) ou mesmo existir sem razão definida. E, como mencionado anteriormente, também não carece absolutamente de qualquer tipo de argumento racional.

Fonte: Fé Wikipedia

Resumo: Fé é acreditar cegamente pq se acredita e ponto final, sem comprovar nada! 

É como eu costumo dizer, Fé é igual ao comercial da tal cerveja Skin onde o slogan (frase) é algo como:

"Pq Skin? pq sim!" ... pq a pessoa quer e pronto, sem explicação algum ou razão!

Por isso a palavra fé é muito ligada às religiões, mas ateu tb pode ter fé, qq um pode ter fé em alguma coisa ou alguém.

Portanto Fé não tem interpretação alguma a não ser pela própria pessoa, entendeu? É uma opinião da pessoa sem embasamento algum... é um sentimento individual, mas que podemos encontrar mais pessoas que tb compartilhem da sua fé.

Quanto à bíblia se vc realmente for ler e interpretar verás que não tem nada de divino, aliás é cheia de preconceitos e coisas absurdas... fala para matar e tudo.... percebe-se logo que é algo escrito pelo ser humano, aliás vários ao que parece, sem registro de quem a escreveu... ou seja informação de fonte não confiável/definida. Livro estilo "acredite se quiser", um livro de ficção que mistura fatos reais com outros um tanto duvidosos.

Cordialmente,

Rafael


Erijosé Oliveira disse:

A fé também é uma questão de interpretação. Fora disto vocês não provam nenhuma teoria que diga que a bíblia é mentirosa no decorrer da sua história. A mente cética mistura fé com história. A história é história e é fácil de desmenti-la. O que nenhum pesquisador conseguiu fazer ou provar.

Paulo Rosas Moreira disse:

Erijosé Oliveira !

Os ateus não tem nada com isso.   É uma questão de interpretação de quem tem capacidade de raciocínio, ou como no seu caso, por estar repleto de fé, ao invés de si mesmo.

Saudações irreligiosas



 

Erijosé.

O maior interessado na existência de alguém, sempre deve ser esse próprio alguém.

Parece que estamos mais interessados na existência de deus do que o próprio deus.

Assim como: parece que estamos mais interessados na existência do Batman, do que o próprio Batman.

Assim como: parece que estamos mais interessados na existência do Superman, do que o próprio Superman.

Vamos escrever zilhões de gibis sobre o Superman, e, parece mesmo que ele nunca vai dar o ar de sua graça.

Antes de eu saber que num planeta de mais de 8 bilhões de habitantes, existia um tal de Erijosé, eu jamais poderia imaginar qualquer coisa com relação à existência de um tal “Erijosé”.

Se você não se dispusesse a entrar aqui, no Irreligiosos, PARA INTERAGIR, ninguém jamais saberia ou cogitaria sobre sua existência.

Se você só ficasse em casa, não desse bom dia a ninguém, não atendesse o telefone, não atendesse à campainha, dificilmente, alguém poderia saber que você existia.

Portanto, se existe algum deus, o maior interessado em sua divina existência, deve ser ele, não eu.

Se ele não quer atender o telefone, ou, se ele não quer atender a campainha, nem responder seus e-mails, deixe ele quieto . . . De repente, no mínimo está aborrecido e não quer falar com ninguém . . .

Já reparou que a gente discute, discute, discute e, ele mesmo “não está nem aí”, para todo esse esforço e contra-esforço em detectar sua existência?

O cidadão, simplesmente, não aparece!! . . .

A gente vai ficar se degladiando, se degladiando, se degladiando a vida inteira, e nossos filhos, netos, bisnetos, idem, e o sujeito vai continuar absolutamente recluso em seu palácio, nos páramos da glória celestial e não vai dar a mínima para a nossa conversa.

Até o momento de realmente eu saber da sua existência, eu simplesmente, era um “ateu” de você . . . Consegue entender isso?

Mas você, interessado em administrar a sua existência, resolveu interagir, de alguma forma, entrou aqui, nessa comunidade virtual, eu, ao meu turno, idem, e, assim, AINDA QUE NÃO NOS CONHEÇAMOS PESSOALMENTE, ainda que eu jamais tenha visto você, eu não sou mais um “ateu” com relação à sua pessoa. . .

Tá vendo Erijosé! Eu não sou um sujeito tão difícil assim! Não sou tão “cético”, a ponto de negar a existência do Erijosé, mesmo sem nunca ter visto essa pessoa pessoalmente (o que, em termos de um ceticismo mais correto e metodológico seria, até mesmo, o mais recomendável. - Vai que Erijosé, é, apenas, um fake de algum MIB que esteja investigando a minha vida. . .)

Eu era um “ateu” de você, e, não tive qualquer problema em, agora, eu ser um “crente”, ainda que pela “fé”, em sua existência. . . Será que eu sou uma pessoa tão difícil assim???!!! . . .

Se algum dia, “Deus” resolver sair da “deprê” e, interessado em sua própria existência, resolver, de fato, “sair para a vida” e dar um “alô” pra galera, com toda a certeza, vou entender isso, numa boa e vou conversar com ele, sem ressentimentos, normalmente, como estou aqui, conversando com você. . .

É . . .

Depressão, aborrecimentos, stress, mau humor, problemas mil para resolver . . .

Entendo essas coisas . . .

Ninguém é obrigado a acordar bem e disposto a conversar com os outros, todos os dias.

Parece que “Deus” era mais “bem humorado” com o “pessoal das antigas”. . .

Quando ele podia “aliviar o stresss” aniquilando cidades inteiras. . .

Acho que, hoje em dia, ele deve estar mais “devagar”. . .

Desculpe, Erijosé . . .

Eu bem que tento . . .

Mas não consigo evitar . . .

Acho que sou “irrecuperável” mesmo. . .

Erijosé. . .

Não posso lhe "provar" nada, a menos que consiga inventar alguma droga que atue no seu "mundo de faz de conta". . .

Tudo depende, EM qual direção você queira voltar SEU PRÓPRIO CETICISMO . . .

Se você aplica SEU CETICISMO, AO PRÓPRIO CETICISMO . . .

Agora, finalmente, entendi o que é "fé"!! . . .

É CETICISMO REVERSO! . . .



Erijosé Oliveira disse:

Mitologia é uma questão identificada com os ateus. Para nós a mitologia da bíblia considerada pelos ateus é para nós verdadeira. Agora tragam as provas e não teorias céticas que não tem apoio científico que prove nada.

SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.

E que os religiosos facilmente "explicam", pois, para isso, só precisam de uma mitologia primitiva . . .



Erijosé Oliveira disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.



Vivendo e aprendendo. . .

O ser humano nunca vai conseguir ter uma "fé" pura.

A fé caminha, lado a lado, com a desconfiança.

Quando crê em algo, fatalmente vai aplicar ceticismo em algo, também.

Tudo vai depender de qual dos dois mundos lhe pareça ser o mais real.

Se o mundo imaginário. . .

Se o mundo objetivo . . .

Para considerar como reais, coisas do mundo imaginário,

Deve desconfiar de tudo o que consta no mundo objetivo,

E vice-versa.

Erijosé Oliveira !

Não adianta forçar a barra com falácias. Veja só ! Em que a fé se baseia para fazer interpretação de um livro, cujos contos só falam de coisas fantasiosas, como se fosse um livro de magia. Não somos mais crianças para acreditar em contos de fadas e fantasias, por mais que esse conto tenha boa intenção, percebe-se claramente o quanto é infantil. Ele é insano porque sua doutrina, leva a separação entre os que acreditam no seu deus particular, e outros que acreditam em outros deuses, igualmente infantis e aquele que não acreditam em nenhuma dessas estórias, como é nosso caso.

Erijosé, é simples raciocinar: você diz que é pau e eu vejo que é pedra e digo que é pedra, porque é pedra de fato, mas você insiste que é pau, aonde está o erro ? Como diz a fábula, é preciso tirar a trave de seu olho.

Por outro lado quero dizer-lhe  que história é um fato real e estória, esta sim, é fácil provar a sua inveracidade.

Saudações irreligiosas


Erijosé Oliveira disse:

A fé também é uma questão de interpretação. Fora disto vocês não provam nenhuma teoria que diga que a bíblia é mentirosa no decorrer da sua história. A mente cética mistura fé com história. A história é história e é fácil de desmenti-la. O que nenhum pesquisador conseguiu fazer ou provar.

Paulo Rosas Moreira disse:

Erijosé Oliveira !

Os ateus não tem nada com isso.   É uma questão de interpretação de quem tem capacidade de raciocínio, ou como no seu caso, por estar repleto de fé, ao invés de si mesmo.

Saudações irreligiosas



 

Rafael !

Será que Erijosé desta vez, irá aceitar seus belos esclarecimentos ? Ele não gosta muito de ler, interpretar então.....

Saudações irreligiosas.

Rafael disse:

Sobre a fé: já falei isso antes, mas não custa reforçar o conceito do que significa

 (do Latim fides, fidelidade e do Grego πίστη pistia ) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta ideia ou fonte de transmissão.

A fé acompanha absoluta abstinência à dúvida pelo antagonismo inerente à natureza destes fenômenos psicológicos e lógica conceitual. Ou seja, é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo. A expressão se relaciona semanticamente com os verbos crer, acreditar, confiar e apostar, embora estes três últimos não necessariamente exprimam o sentimento de fé, posto que podem embutir dúvida parcial como reconhecimento de um possível engano. A relação da fé com os outros verbos, consiste em nutrir um sentimento de afeição, ou até mesmo amor, por uma hipótese a qual se acredita, ou confia, ou aposta ser verdade. Portanto se uma pessoa acredita, confia ou aposta em algo, não significa necessariamente que ela tenha fé. Diante dessas considerações, embora não se observe oposição entre crença e racionalidade, como muitos parecem pensar, deve-se atentar para o fato de que tal oposição é real no caso da fé, principalmente no que diz respeito às suas implicações no processo de aquisição de conhecimento, que pode ser resumidas à oposição direta à dúvida e ao importante papel que essa última desempenha na aprendizagem.

É possível nutrir um sentimento de fé em relação a um pessoa, um objeto inanimado, uma ideologia, um pensamento filosófico, um sistema qualquer, um conjunto de regras, um paradigma popular social e historicamente instituído, uma base de propostas ou dogmas de uma determinada religião. Tal sentimento não se sustenta em evidências, provas ou entendimento racional (ainda que este último critério seja amplamente discutido dentro da epistemologia e possa se refletir em sofismos ou falácias que o justifiquem de modo ilusório) e, portanto, alegações baseadas em fé não são reconhecidas pela comunidade científica como parâmetro legítimo de reconhecimento ou avaliação da verdade de um postulado. É geralmente associada a experiências pessoais e herança cultural podendo ser compartilhada com outros através de relatos, principalmente (mas não exclusivamente) no contexto religioso, e usada frequentemente como justificativa para a própria crença em que se tem fé, o que caracteriza raciocínio circular.

A fé se manifesta de várias maneiras e pode estar vinculada a questões emocionais (tais como reconforto em momentos de aflição desprovidos de sinais de futura melhora, relacionando-se com esperança) e a motivos considerados moralmente nobres ou estritamente pessoais e egoístas. Pode estar direcionada a alguma razão específica (que a justifique) ou mesmo existir sem razão definida. E, como mencionado anteriormente, também não carece absolutamente de qualquer tipo de argumento racional.

Fonte: Fé Wikipedia

Resumo: Fé é acreditar cegamente pq se acredita e ponto final, sem comprovar nada! 

É como eu costumo dizer, Fé é igual ao comercial da tal cerveja Skin onde o slogan (frase) é algo como:

"Pq Skin? pq sim!" ... pq a pessoa quer e pronto, sem explicação algum ou razão!

Por isso a palavra fé é muito ligada às religiões, mas ateu tb pode ter fé, qq um pode ter fé em alguma coisa ou alguém.

Portanto Fé não tem interpretação alguma a não ser pela própria pessoa, entendeu? É uma opinião da pessoa sem embasamento algum... é um sentimento individual, mas que podemos encontrar mais pessoas que tb compartilhem da sua fé.

Quanto à bíblia se vc realmente for ler e interpretar verás que não tem nada de divino, aliás é cheia de preconceitos e coisas absurdas... fala para matar e tudo.... percebe-se logo que é algo escrito pelo ser humano, aliás vários ao que parece, sem registro de quem a escreveu... ou seja informação de fonte não confiável/definida. Livro estilo "acredite se quiser", um livro de ficção que mistura fatos reais com outros um tanto duvidosos.

Cordialmente,

Rafael


Erijosé Oliveira disse:

A fé também é uma questão de interpretação. Fora disto vocês não provam nenhuma teoria que diga que a bíblia é mentirosa no decorrer da sua história. A mente cética mistura fé com história. A história é história e é fácil de desmenti-la. O que nenhum pesquisador conseguiu fazer ou provar.

Paulo Rosas Moreira disse:

Erijosé Oliveira !

Os ateus não tem nada com isso.   É uma questão de interpretação de quem tem capacidade de raciocínio, ou como no seu caso, por estar repleto de fé, ao invés de si mesmo.

Saudações irreligiosas



 

Sergio Mesquita Rangel !

Obrigado pelo apoio, está perfeita a sua observação.

Saudações irreligiosas

SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.

E que os religiosos facilmente "explicam", pois, para isso, só precisam de uma mitologia primitiva . . .



Erijosé Oliveira disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.



Erijosé Oliveira !

Jamais, que eu saiba, alguém conseguiu desmentir uma história, na acepção da palavra, poder-se-a,  nega-la, mas se é um fato real,  é história e não há como negar.  Você concorda com isso? Já coisas relacionadas a fábulas, como as de Esopo por exemplo, que podem facilmente serem demonstradas como fruto da imaginação humana.

Saudações irreligiosas



Erijosé Oliveira disse:

A fé também é uma questão de interpretação. Fora disto vocês não provam nenhuma teoria que diga que a bíblia é mentirosa no decorrer da sua história. A mente cética mistura fé com história. A história é história e é fácil de desmenti-la. O que nenhum pesquisador conseguiu fazer ou provar.

Paulo Rosas Moreira disse:

Erijosé Oliveira !

Os ateus não tem nada com isso.   É uma questão de interpretação de quem tem capacidade de raciocínio, ou como no seu caso, por estar repleto de fé, ao invés de si mesmo.

Saudações irreligiosas



 

Ok.

Obrigado pela atenção e sensibilidade.

Os religiosos, de uma certa forma,  também são "céticos".

Eu diria "céticos da porta dos fundos".

Entraram, por engano, no mundo da fantasia. . .

Agora querem "provas" pra poder sair dele . . .

Vai entender . . .

Também sabem exigir "provas cabais" quando se trata de desmentir suas crendices...



Paulo Rosas Moreira disse:

Sergio Mesquita Rangel !

Obrigado pelo apoio, está perfeita a sua observação.

Saudações irreligiosas

SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.

E que os religiosos facilmente "explicam", pois, para isso, só precisam de uma mitologia primitiva . . .



Erijosé Oliveira disse:

Muito bem disseste: Controvérsias a serem esclarecidas que ateus não sabem explicar.



Está vendo Paulo?

Ninguém pode provar absolutamente nada.

Você apenas usa seu recurso de falta de fé para responder em suas defesas.

Nenhum criacionista científico está brincando de acreditar em fantasmas. A ciência já se descobriu que as complexidades contidas no cosmo quanto a origem da vida podem ter se originado de um design inteligente ou projetista. Não é a toa que uma ramificação da ciência procura vida inteligente em outros lugares do universo. Enquanto esta ciência procura por ET's nós acreditamos que este design é o Deus dos judeus.


SERGIO MESQUITA RANGEL disse:

Erijosé. . .

Não posso lhe "provar" nada, 

 

Responder à discussão

RSS

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço