Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Pesquisas de Opinião - Enquetes

Esta é mais uma funcionalidade que oferecemos aos nossos membros. Responda e ajude-nos a saber como o nosso site é avaliado e também a conhecer o pensamento geral dos membros sobre assuntos de nosso interesse. Isso poderá nos fornecer subsídios para introduzir novas melhorias e adequar o site às expectativas dos filiados.

Algumas enquetes possuem o que convencionamos chamar de "post de apoio". Quando for o caso, o leitor poderá consultar o "post de apoio", antes de votar, para melhor inteirar-se do assunto. Até o momento, as enquetes nºs 4, 5 e 6 possuem posts de apoio. Consulte-os!

Dependendo da enquete, você poderá votar em até duas respostas (máximo), se elas não forem contraditórias e exclusivas. Há situações em que o voto único não traduz as intenções completas do votante.

Nos comentários, os membros poderão também, se desejarem, justificar seus votos, rebater comentários de colegas e/ou sugerir novas enquetes. Ao comentar, cite antes o nº da enquete à qual se refere o(s) comentário(s).

Post de apoio à enquete nº 6: Clique aqui!

 
ENQUETES DO IRRELIGIOSOS
1 - Avaliação do Site 2 - O que é ser Irreligioso?

 

3 - Invasão de programas religiosos nas emissoras de TV convencional e a cabo

Hoje as emissoras de TV estão infestadas de programas religiosos, em qualquer horário. Com isso, os não religiosos se vêem privados de várias horas de programação em diversos canais, mesmo nos pagos. Será que isto está certo? Não deveria haver leis regulamentando essa participação?

 

4 - Marketing religioso, pedidos de contribuições, dízimos e até trízimos

O marketing religioso invasivo, agressivo e enganoso, nas TVs e na mídia; os pedidos de contribuições e dízimos e a falta de um órgão fiscalizador que audite a aplicação dos recursos arrecadados pelas igrejas... Como você vê tudo isso e que solução propõe? Intervenção governamental ou não?

5 - Sua opinião sobre Jesus Cristo e sua historicidade

Sobre este assunto, jamais houve consenso e são muitas as hipóteses possíveis. Jesus Cristo é um fato ou um mito? Foi um ser divino ou apenas um mortal comum? Terá mesmo existido? Opine!

6 - Discussões acadêmicas e sem conclusão

Alguns membros colocam em dúvida se vale ou não a pena alimentar tal tipo de discussão e isto tem dividido nossas opiniões, principalmente devido à presença de alguns religiosos em nossa comunidade. Somente o voto pode decidir. Vote!

 

7 - Sua opinião sobre textos cristãos e ateofóbicos

A intenção desta enquete é ouvir a opinião dos membros, para um processo democrático de tomada de decisões pela Administração. Vote!

8 - Sobre o personagem Paulo de Tarso, considerado como "o verdadeiro pai do cristianismo"...

Aí está mais um personagem enigmático, este do NT. Como diz o nosso colega Alfredo Bernacchi "...É mais fácil provar a inexistência de Cristo do que a de Paulo de Tarso". Dê a sua opinião!

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 2 março 2013 às 8:06

Luis Sabino!

Não achas que já é hora de sair de cima do muro?

Estamos aguardando sua decisão. Sua postura e manifestação está nos agradando, mas decida-se.

Saudações.

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 2 março 2013 às 8:01

Erijosé !

Seu texto: "Quando não se tem provas o que sobram são as evidências. E quando um determinado tema existe evidências tanto a favor como contra? " ..........

-Quando não se tem provas, não pode haver evidencia alguma. Evidente: -(que  não oferece            dúvidas, claro, manifesto: verdade evidente)

-Entre a origem da vida e a " estória" de Jesus Cristo, existe uma distância de bilhões de anos e  qualquer coisa que se argmente a respeito, é incerto e duvidoso.

Na verdade, o que existe e ao que parece, é um poder constituído, real, com base em mentiras multimilenares , que tenta se manter, a ferro e a fogo, através da opulência e influência imposta aos seus adeptos servis.

Saudações.

Comentário de Erijosé Oliveira em 1 março 2013 às 21:15

Quando não se tem as provas o que sobram são as evidencias. E quando um determinado tema existe evidencias tanto a favor como contra?

Assim é a origem da vida e o personagem Jesus Cristo.

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 26 janeiro 2013 às 7:27

 

Oiced Mocam

Já deixei clara a minha posição pessoal quanto a este tipo de interrogação. Admiro quem pode fazê-la e desenvolver bem a própria apreciação. Como não é o meu caso, fico por aqui pelo planeta mesmo, estudando fatos mais próximos da minha compreensão. No entanto, de uma coisa eu tenho certeza: todo esse papo cristão pseudocientífico só tem como objetivo preservar a bíblia e as bobagens que ela impõe. Separei uma pequena parte do texto que você sugeriu que fala exatamente disto.

[...] A ideia foi desenvolvida por um grupo de criacionistas americanos que reformularam o argumento em face à controvérsia da criação versus evolução para contornar a legislação americana proibindo o ensino de criacionismo como ciência.[4][5][6] Seus principais defensores, todos eles associados ao Discovery Institute, sediado nos Estados Unidos,[7][8] acreditam que o criador é o Deus do cristianismo. [...]

Agora, que é irritante ver quem se deixa enrolar por coisas tão acessíveis e primáriamente terrenas, querer bancar o professor da origem do universo, ah... isso é. rsrs

Comentário de Oiced Mocam em 26 janeiro 2013 às 6:47

Na verdade, após o Erijosé, iniciar o debate sobre o Jesus de Nazaré histórico, o que me chamou a atenção é que o verdadeiro sentido da entrada do mesmo no na Comunidade, era discutir, sob novo angulo criacionista. O design desinteligente. Respondi algumas perguntas e questões do mesmo. Mas é um assunto longo que tambem nem me interessa aprofundar mais, pois o que sei é suficiente. Em todo caso segue mais um link, com explicações de pessoas mais inteligentes do que esse pigmeu (eu), e debatido exaustivamente em outros sites.

Criando e ensinando a controvérsia

Uma estratégia chave do movimento do design inteligente é o de convencer o público em geral de que existe um debate entre cientistas sobre se a vida evoluiu, para assim convencer o público, políticos e líderes culturais de que as escolas deveriam "ensinar a controvérsia"   O Discovery Institute, instituição que divulga informações sobre o Design Inteligente, publica uma lista de cientistas que concordam com a seguinte declaração:

"Somos céticos quanto às alegações de que a mutação aleatória e a seleção natural são capazes de responder pela complexidade da vida. O exame cuidadoso da evidência a favor da teoria darwinista deveria ser encorajado."

Leia mais, aprofunde conhecimentos, em:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Design_inteligente

 

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 19:20

Lilian

Utilizei “stand by” para o Sabino como uma forma de mostrar a minha (ou nossa) torcida por ele. Já não posso dizer o mesmo pelos três que você citou. O tal Pedro eu nem conheci. O Sabino tem um apreço merecido pelo Alfredo e volta e meia cita o nome dele como uma referência que lhe é grata. Sempre ouvi dizer que não há esforço e dedicação sem resultados. Parece que é isso mesmo.

Comentário de Lilian Sokorowa em 25 janeiro 2013 às 18:07

Ô Ivani, você só viu um em "stand by"? Eu detectei 3, que antes eram ativos: Jefferson, Erijosé e Pedro. Depois que o Alfredo postou aquelas 100 perguntas para crentes eles sumiram, principalmente o Pedro, que fazia tanta questão das perguntas para (segundo ele) rebatê-las. Nem respondeu, nem rebateu e sumiu. Dos crentes, só o Luís Sabino permanece fiel e interessado. Este eu acho que vai progredir.

Será que os outros já se "explodiram"?(rs, rs, rs, rs)

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 15:20

Sabino

É fato. No entanto, esses caras são meros continuadores e não os responsáveis por isto.

Comentário de Luis A. Sabino em 25 janeiro 2013 às 15:16

Ivani O Ivo esta trocando figurinhas com a gente em outro post o assunto esta se encaminhando para este campo , o poder da palavra do convencimento que muitos pastores usam uma espécie de hipnotismo , tem coisas que são bem claras neste campo

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 13:48

Sabino

As reações serão sempre diferentes porque as pessoas não são iguais (obviedade de discurso). E isso é como você afirmou logo no início (por outro motivo) “nada tem a ver com o nível cultural”. Não tem mesmo. A esmagadora maioria dos que aqui estão como ateus etc. já foram crentes como você. Há no sentimento de cada um de nós o desejo de que você aceite o fato, o quanto antes, de que foi enganado por uma trama diabólica que faz uso inescrupulosamente dos bons sentimentos das pessoas.

Abraço.

Comentário de Luis A. Sabino em 25 janeiro 2013 às 13:34

Obrigado Ivani estou acompanhando ....e pelo jeito meus colegas de crença debandaram mesmo rsrsr

abraços

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 13:01

Caro Sabino

Em “stand by” significa em espera, significa expectativa, significa uma torcida por você. Pode acreditar.

Comentário de Luis A. Sabino em 25 janeiro 2013 às 12:56

o terceiro está em “stand by”. rsrsr boca fechada não entra mosquito

bem tenho vçs todos em alta estima e ja me sinto em casa rsrsr as vzs até esqueço onde estou e acabo falando o que não devo

abraços

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 12:49

Lilian

Fique tranquila porque você deixou tudo bem clarinho. Concordo contigo e pessoalmente tenho aqui três exemplos: com o primeiro quem explodiu fui eu; o segundo deu no pé; o terceiro está em “stand by”.

Abraço.

Comentário de Lilian Sokorowa em 25 janeiro 2013 às 12:01

Ivani, Assis e os demais:

Deixa eu explicar melhor o meu posicionamento, para não ser mal-compreendida pelos colegas: Quando digo que quero que os crentes teimosos, dogmáticos e fechados a novos aprendizados e que não querem aprender SE EXPLODAM é porque penso isto mesmo. Por que perder tempo com eles? Isto não quer dizer, entretanto, que davamos nos negar a debater com aqueles crentes que demonstram interesse em conhecer as verdades sobre as religiões e nos procuram como que a pedir socorro ou uma espécie de apoio para embsar uma possível decisão futura de mudar as suas convicções. Para estes eu abro uma exceção e acho que todos podemos e devemos ajudar.

Mas não acho prático nem recomendável, ficar tentando tirar leite de pedra, com crentes renitentes e "cabeças-feitas", que só querem discutir para tentar mostrar que nós estamos errados e eles certos. Esses são praticamente irrecuperáveis e são eles os que QUERO QUE SE EXPLODAM. V~em aqui só para tumultuar e achincalhar. Não merecem a nossa ajuda, nem a nossa atenção, nem o tempo que desperdiçamos com eles.

Certo? Acho que agora ficou melhor.

Comentário de Ivani de Araujo Medina em 25 janeiro 2013 às 6:53

Por mais enfadonha que venha ser a participação de crentes em nossos debates ela tem sua inegável importância. Guardando-se os limites da paciência e boa vontade, evidentemente. Penso que quando aqui chegam crentes, chegam pela ingenuidade burra de nos converterem e ganharem a infindável gratidão de Jesus e do Pai eterno, ou porque no inconsciente deles algo já está a incomodar e precisa só de um empurrãozinho. Por mais reticente que seja o sujeito, dá para perceber. Ao menos, trazem questões para animar enquanto os colegas estão em “pausa”.

Comentário de Lilian Sokorowa em 25 janeiro 2013 às 2:36

Penso que nós, ateus e antiteístas, não temos intenções proselitistas e nem interesse em debates abertos com religiosos, pois, como disse o Assis, eles são dogmáticos e pouco vai adiantar tentar convencê-los. Mas não podemos ficar calados quanto ao que já descobrimos, temos de falar, senão de que adiantaria todo o nosso esforço? Teria valido apenas para nós mesmos? Isto me parece um tanto egoísta.

Penso assim, bem simploriamente: não vamos tentar, como disse o Ivo, "desevangelizar" (???) ninguém. Mas vamos expor as nossas verdades (ou o que cremos ser verdade). Se alguém quiser aproveitar os ensinamentos, que aproveite; se quiserem discutir e contestar, que contestem; se quiserem omitir-se, que se omitam; se quiserem ficar com as suas crenças e fechar os olhos e ouvidos para o que lhes contrarie, QUE SE EXPLODAM! 

Da minha parte, simplifico a coisa assim; não sei vocês como agem. Seria interessante que cada um desse a sua posição.

Bjocas pra todos! 

Comentário de Luis A. Sabino em 24 janeiro 2013 às 20:28

tem algumas causas que vejo independem de religião ou não ter que poderia levar o mundo mais rápido  a se transformar em algo melhor para se viver , não sei alguém aqui vai concordar comigo, uma das grandes causas que acho é a falta de educação do povo , dos mais humildes em geral talves um investimento forte nisto , se as crianças ficassem em período integral com café almoço  muito estudo tempo para atividades físicas talves não houvesse tempo para se pensar em coisas ruins contra a sociedade, "acho" que tb um controle da natalidade talves esteja vendo de um  modo errado mas , me parece que a coreia do sul adotou isto como norma, espero não esteja falando bobagem se tiver podem puxar minha orelha rsrsr estamos aqui para aprender mesmo

abraços

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 24 janeiro 2013 às 17:23

Luis A.Sabino!

Na hipótese do mundo se tornar ateu, livre dos absurdos das crenças religiosas, não quer dizer que ele se tornará bom. Se o ser humano, tiver o instinto ruim, continuará a sê-lo, isto faz parte do nosso instinto, acontecerá, isto sim, uma modificação radical na maneira de todos, enfrentar a vida, lutarão por sua independência e de seus pares, sem desperdícios de tempo, de dinheiro, tornando sua vida muito mais objetiva, sem entraves ao seu raciocínio. Isto em outras palavras: liberdade !

Não nos enganemos, os maus, os bons, os tolos e os espertos, continuarão a existir, vida afora, mas, sob a égide das Leis humanas. Aquele desperdício de tempo lendo livros religiosos, contribuindo  financeiramente para a igreja, aquele bate papo com os "irmãos", desfiando conhecimento do livro "sagrado", não mais. Alguns desses espertalhões que hoje vive às custas de pessoas de boa fé, haverão de procurar o que fazer para sobreviver de outra forma, mais útil, para si e a sociedade.

Este trecho do  comentário, fez-me lembrar da história do Paraguai, no tempo dos anos 1700, onde Francia. tomou os templos aos religiosos e transformou-os em silos de alimentos, deportou os padres e seus "carrapatos", geralmente para a Argentina, tornou o Paraguai, um País avançado a ponto de possuir, anos após, uma indústria siderúrgica, que construía,entre outros utensílios,seus próprios navios, tempo em que os restantes países sul americanos, viviam da venda de matérias primas para alimentar a nascente indústria inglesa. Bem.....

Saudações, caro Luis, é sempre boa a troca de informações entre nós.

Comentário de Assis Utsch em 24 janeiro 2013 às 15:02

Ivo,

Há dois meses você disse : "Acho que podemos dizer que a nossa missão é revelar o lado oculto das religiões, denunciar seus erros e dar ferramentas para que as próprias pessoas, através do conhecimento, se desengevalizem (existe esta palavra?)".

É verdade que alguns ateus e agnósticos podem ter a sensação de que tenham uma missão dessa natureza. Só que a missão de convencer religiosos é quase impossível. Pois eles não são movidos por racionalidade, pois se orientam por dogmas, o que aliás não é exclusividade deles; os seguidores de algumas ideologias costumam também ser dogmáticos, aliás, alguns são dogmáticos independentemente de ter ou não ideologias.

Penso também que ateus  ou agnósticos não tem que ficar convencendo outras pessoas. A melhor forma de tratar com religiosos numa discussão dessa natureza é questioná-lo, mas sem se preocupar com seu convencimento.

Se todos nós já fomos religiosos ao longo da infância, adolescência e idade adulta, depois, a única coisa que nos afastou das religiões foram nossas próprias compreensões. Quando eu era religioso, se alguém tentasse me convencer ao ateísmo, eu diria para a pessoa que ela estava pregando sermão no deserto.

O que leva alguém ao ateísmo é, antes de tudo, sua abertura para novas posições filosóficas. A partir daí, se descobrirem bons livros, bons argumentos, bons textos na Internet que justifiquem o ateísmo, o indivíduo pode tornar-se ateu.

Por outro lado, convencer alguém pouco esclarecido ao ateísmo pode ser até um desserviço à causa ateísta. Um ateu pouco intelectualizado, ao invés de beneficiar, pode fazer  estragos ao ateísmo.

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço