Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Lord Learsi de Veneta
  • Masculino
  • São Paulo
  • Brasil
Compartilhar

Amigos de Lord Learsi de Veneta

  • Orenil Machado
  • Atena Vieira
  • Luísa L.

Grupos de Lord Learsi de Veneta

Discussões de Lord Learsi de Veneta

Provocações aos teístas...
3 respostas 

PROVOCAÇÕESOs crentes e a falta de chuvas em São Paulo.Os crentes já se reuniram para orar?Os crentes já se reuniram para fazer cultos?Os crentes já organizaram alguma vigília?Os crentes já se…Continuar

Iniciou esta discussão. Última resposta de Lord Learsi de Veneta 25 Fev, 2015.

Luz em meio as trevas...
60 respostas 

NA: O colega que nos enviou o texto para apreciação conclui que "o ateísmo jamais teria uma influência capaz de fazer alguém arrepender-se da prática de um crime intencional, posteriormente forjado…Continuar

Tags: crise de consciência, comportamento humano, religiosos

Iniciou esta discussão. Última resposta de SERGIO MESQUITA RANGEL 2 Maio, 2015.

Nietzsche - O Anticristo
44 respostas 

NA: 1 - A matéria ora proposta para discussão é uma avaliação de um de nossos membros sobre a obra de Friedrich Nietzsche, "O Anticristo", e reflete tão somente a sua visão pessoal, não refletindo a…Continuar

Tags: O Anticristo, Nietzsche, filósofos ateus, filósofos

Iniciou esta discussão. Última resposta de Ivo S. G. Reis 18 Dez, 2014.

Ponto para a Igreja Católica:
12 respostas 

Papa Francisco declara que teorias da Evolução e do Big Bang são reais. Segue a matéria:-----------------------------------------------------------------"Papa Francisco declara que teorias da…Continuar

Tags: da, evolução, , criacionismo, teoria, , "

Iniciou esta discussão. Última resposta de Paulo Rosas Moreira 9 Nov, 2014.

Presentes recebidos

Presente

Lord Learsi de Veneta ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Lord Learsi de Veneta

Últimas atividades

SERGIO MESQUITA RANGEL respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Cara Divina . . . " boa parte da minha moral vem desse raciocínio: “Conheço a dor; não quero doer nem fazer doer" Agora sim, você matou a charada da verdadeira origem da moral. É a dor. . . É…"
2 Maio, 2015
Divina de Jesus Scarpim respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Que bom que você gostou da minha resposta, Lord! Mas, agora, correndo o risco de fazer com que você mude de ideia, ou se aborreça de ler comentário tão grande, vou "responder sua resposta": Respondendo…"
8 Mar, 2015
Ivo S. G. Reis respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Lord: Finalmente, acho que a Divina, com a maior simplicidade e objetividade, matou toda a charada sobre moral nesta sua frase também "divina" (desculpe o trocadilho de mau gosto, mas não pude evitar): Admito também…"
6 Mar, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Continuando, Divina... "Desculpe, não sei se estou conseguindo me fazer entender..." Acredito que está sim. -------------------------------------------------------------------------- O que quero dizer, no fim das contas,…"
5 Mar, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Olá, Divina... Fico feliz em ler suas opiniões, mas só porque elas tem fundamenta. Adorei suas colocações e suas discordâncias, porque algumas discordâncias, pela sua inteligência já…"
5 Mar, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Divina, vale a pena te responder, e com paciência e coerência. Poucas provocações lhe farei, apenas me dê um tempo, hoje mesmo começo com a resposta. Pelos deuses, encontrei filosofia aqui! Que…"
5 Mar, 2015
Paulo Rosas Moreira respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Divina! Cara amiga, eu não me recordo de tê-lo feito, devo ter feito alguma bobagem, porque também nada encontrei, tão pouco o que você diz ter achado na primeira página. Abraços."
3 Mar, 2015
Divina de Jesus Scarpim respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Paulo Rosas, meu amigo! Vejo na primeira página do site que você fez um comentário dirigindo-se a mim, vou à página e não o vejo... será que o comentário ainda está lá?"
3 Mar, 2015
SERGIO MESQUITA RANGEL respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Todas as baboseiras que falou omitem o conceito da DOR CAUSADA E DA DOR RECEBIDA.   Parece que vc deliberadamente omite esse conceito objetivo em suas colocac,oes.   Em seu unniverso fantasioso nao ha dor e, os homens, para saber o que eh…"
1 Mar, 2015
Paulo Rosas Moreira respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Divina de Jesus Scarpim ! Belo trabalho !  Compartilho com você e com nosso Companheiro, Lord Learsi de Veneta; contudo em algumas opiniões, tenho minhas discordâncias. Por exemplo : .....Ateísmo não é…"
1 Mar, 2015
Divina de Jesus Scarpim respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Quando o Lord diz que: “O ateísmo em si, por ele mesmo, é muito chato e não serve pra quase nada, ou nada mesmo” sou obrigada a concordar. Acho que ninguém se torna ateu por diversão, ou mesmo por…"
28 Fev, 2015
Ivo S. G. Reis respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Caraca, Lord, vai continuar insistindo nessa baboseira?!... Você falou que anda bebendo muito. Vai ver estava de porre quando sacou isso e fica de porre quando nos responde, para nos zoar (rs,rs,rs,rs). Só pode ser isso. Você vive…"
25 Fev, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"De novo, Sérgio... "Toda moral, toda ética e, até mesmo, toda religião é um tratamento terapeutico dado a dois conceitos comuns a todos os seres vivos que convivem socialmente,  que…"
25 Fev, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Olá, Sérgio... "As regras morais do ser humano, bem como as regras morais de grande parte das espécies vivas, não são oriundas do que se crê, ou do que se descrê.  Querer atrelá-las a…"
25 Fev, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Luz em meio as trevas... de Lord Learsi de Veneta
"Vamos lá, Ivo, ando bebendo muito e estou com problemas para responder... Rsrsrsrs... Mas vamos lá... "Ah, Lord, voltei. Não aguentei ver essa troca de farpas entre você e o Hideo, com você, desesperadamente,…"
25 Fev, 2015
Lord Learsi de Veneta respondeu à discussão Provocações aos teístas... de Lord Learsi de Veneta
"Olá, Ivo... Vindo de você, fico lisonjeado!"
25 Fev, 2015

Informações do Perfil

Nome do seu site ou blog, caso possua:
Não tenho
Endereço do seu site/blog, caso possua:
Não tenho
É seguidor de alguma religião? Acredita que o homem pode viver bem sem necessariamente ter uma religião?
Não pratico nenhuma religião. Não sei como as pessoas viveriam sem religião, acho difícil responder.
Em relação a religião você se define como:
ateu
Como tomou conhecimento do nosso site?
Outros
Quem sou eu ? (escreva pelo menos 2 linhas)
Estudo filosofia e bebo bastante, sou o que se pode chamar de filósofo de butequim.
Excepcionalmente, admitimos religiosos, desde que concordem com os nossos "Termos de Serviço" (leia!), que não permitem apologia às religiões nem proselitismo religioso. Você declara:
Não ser religioso e concordar com os "Termos de Serviço"

Fotos de Lord Learsi de Veneta

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos de Lord Learsi de Veneta

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Caixa de Recados (6 comentários)

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Às 18:50 em 30 junho 2014, Luísa L. disse...

Companheiro, peço desculpa de não estar a responder de forma mais célere mas não tenho conseguido mesmo. Primeiro porque sou um tanto naba (ignorante) nestas matérias e tenho que ler os seus argumentos com muita atenção para conseguir responder de forma mais ou menos compreensível, depois ainda tenho que pesquisar alguns assuntos que não domino, depois para complicar um pouco mais, tenho estado sem tempo. Tenha um pouco de paciência.

Abraços.

Às 19:07 em 1 fevereiro 2014, Jairo Alves disse...

GRÁTIS, o livro que está fazendo muita gente pensar fora da caixinha.

Baixe aqui: https://sites.google.com/site/thacentrismo/

Às 13:08 em 29 dezembro 2013, FRANK KWABENA disse...

Good Day,

How is everything with you, I picked interest on you after going through your short
profile and deemed it necessary to write you immediately. I have something very vital to
disclose to you, but I found it difficult to express myself here, since it's a public
site.Could you please get back to me on:( mr.frankkwabena@yahoo.com.hk ) for the full
details.

Have a nice day

Thanks God bless.

Mr.frank.

Às 11:21 em 5 novembro 2013, Assis Utsch disse...

Os condicionamentos religiosos - desde o Deus herdado ainda no colo da mãe - estão impregnados de tal forma em nossas mentes que impossibilitam a muitos ter uma visão mais racional da questão religiosa.

Às 10:00 em 5 novembro 2013, Oiced Mocam disse...

Olá, Lord.

Seja muito Bem Vindo à Comunidade dos Irreligiosos!

Livros recomendados, de Alfredo Bernacchi:

http://pt.scribd.com/doc/169001508/COMO-PODE-UM-DEUS-NASCER-E-NINGUEM-SABER2-Rev-5

http://pt.scribd.com/doc/178544231/Em-busca-do-deus-Javé

Abbs

Oiced Mocam

ET:  Assis Utsch. http://www.ogaroto.com.br/

Às 18:27 em 4 novembro 2013, Assis Utsch disse...
  1. Por Que o Ateu É Ateu

    1. Deus. Para um ateu Deus é um conceito. A suposta Divindade não é um ser real, mas apenas ideal, já que só existe no plano das ideias. As divindades foram criadas pelo homem desde o primeiro momento em que adquirimos consciência de nossos tormentos: a morte, os perigos, nossas angústias, etc. A partir daquele instante precisamos de uma Proteção e buscamos uma Divindade que nos resguardasse. Nossos primeiros protetores eram os fetiches, totens, xamãs, etc, etc. Depois essas entidades foram se transformando em deuses e finalmente no Deus único. (Algumas sociedades ainda mantêm o politeísmo)
    2. Os Livros Sagrados. Os livros santos de todos os credos são fábulas mitológicas, são narrações que foram sendo recontadas, recriadas, expurgadas, adicionadas, reinterpretadas durante milênios. Primeiro de forma oral, depois escritos. Eram textos sobre pedras, madeira, folhas, couros ou peles, numa linguagem precária, sempre variando conforme aquela regra: Quem conta um conto lhe acrescenta um ponto.
    3. As Religiões. As religiões são superstições mais elaboradas. Mais elaboradas porque no decorrer de sua formação elas foram criando seus livros, sua literatura, doutrina, teologia, sua própria cultura, o que serviu para o estabelecimento de sua respeitabilidade. As crenças, alicerçadas sobretudo no autoengano e nos medos, mantiveram-se por toda a história da humanidade graças aos costumes, tradições, doutrinação, educação e conveniências de poder. Seus dogmas então estabelecidos levaram a muitos morticínios, dezenas de milhões morreram em seus conflitos, desde as guerras mais antigas, como também nas Cruzadas, na Guerra dos Trinta Anos, na Inquisição, na Noite de São Bartolomeu, nas guerras papais e em outros milhares de lutas religiosas, maiores ou menores. (Os conflitos entre shiitas e sunitas há séculos matam milhares a cada ano).
    4. Jesus Cristo. Se um homem chamado Jesus Cristo viveu há dois mil anos dizendo e fazendo todas as proezas que lhe atribuem, por que ele só figura nos Evangelhos? Por que ele não aparece na história nem na literatura romana, grega, judaica ou outra da mesma época? Não seria ele um personagem imaginado pelos muitos místicos daquele tempo, conforme muitos afirmam? Ademais, todas as narrativas sobre esse Homem-Deus têm todas as características das mitologias.
    5. O Universo. Por que existe o Ser ao invés do Nada? Se o Ser não pode ser criado do Nada; se o Nada não existe; se qualquer nicho do Universo está repleto de partículas; se cada partícula está permanentemente em movimento; então o Universo, de alguma forma, sempre existiu por sua própria contingência imanente.
    6. As Provas de Deus. As supostas provas de Deus não vão além de alegações, todas elas refutadas.
    7. A Moral. Os religiosos costumam evocar Deus como fonte da moral, o fundamento da ética. Mas este argumento torna-se inconsistente se confrontado com os inumeráveis horrores praticados pelo homem por inspiração dos livros santos e de seu Deus. E os mandamentos divinos são tão contraditórios que os próprios crentes são obrigados a selecionar quais devem prevalecer ou que interpretações devem ter. Já a ética é um imperativo decorrente da própria necessidade da convivência humana.
    8. A Vida. Só estamos aqui porque o arranjo cosmológico aleatoriamente estabelecido permitiu que na Terra moléculas pré-biológicas se tornassem biológicas e depois evoluíram.
 
 
 

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço