Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Bíblia Sagrada: de pai para filho, indefinidamente...

             

Se há um livro que não tem nenhum respeito pelos animais e pelos seres humanos, incluindo as mulheres e os negros, este livro, por incrível que possa parecer, é adorado por mais de 33% da população mundial. Estamos falando da Bíblia Sagrada.

Passaram-se centenas e mais centenas de anos e esse livro continua a desafiar a inteligência humana, como num deboche.

O motivo da sua eterna força de enganar está no fato dele ser passado de pai para filho, quando a criança ainda não tem discernimento para contestar sua falta de veracidade. Ao chegarem à idade adulta, já estão contaminadas e, certamente, irão contaminar também seus descendentes.

Sendo assim, o livro mais pernicioso do mundo continua sua trajetória pandêmica, levando parte da humanidade ao grande equívoco.

Paulo Luiz Mendonça.

Exibições: 64

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 4 dezembro 2016 às 8:28

Paulo Luiz Mendonça !

Caríssimo, a Bíblia, é um instrumento de dominação do Capital, da qual se utilizam para submeter o ser humano e através dele, todo o resto.

É o lado ruim do Capital, é aquela expressão :"como é ruim aquele que é tão bom".

Observe, isso é apenas um ponto de vista, é evidente que há todo um universo envolvido.

Saudações irreligiosas.

Comentário de Oiced Mocam em 23 novembro 2016 às 19:26
“A Bíblia foi interpretada para justificar práticas más tal como, por exemplo, a escravidão, a carnificina de prisioneiros de guerra, os sádicos assassinos de mulheres acusadas de serem bruxas, punição capital por centenas de ofensas, poligamia e crueldade com animais. Foi usada para encorajar a crença na mais grosseira superstição e para desencorajar o livre ensino de verdades científicas. Nós não devemos nunca esquecer que, bem e mal, fluem da bíblia. Ela, portanto, não está acima da crítica.” (Steve Allen).

Religiões empresas pregam mentiras e mentiras são imorais; inocentes são enganados, extorquidos, roubados e isto é crime o que nos diz que a religião é perniciosa. Uma das principais leis “morais” religiosas é a hipocrisia, sinal que os valores religiosos estão invertidos. Dentro de templos ou igrejas são incutidas ideias como o inferno, o purgatório ao mesmo tempo em que vemos gente sendo adestrada com orações e cânticos, caindo no chão, gritando e gesticulando. Pessoas que agem desta forma não são sadias…pensem em alguém fazendo isso na rua…este alguém seria internado, chamado de louco, insano, perigoso para a sociedade. Religiões usam e abusam de repressões, chantagens, ameaças, servidão e é nisto que os fiéis são transformados…em servos…servos do medo!
Conforme os historiadores, o Alcorão é o livro mais vicioso do mundo, escrito com ira e difundido pela espada (embora a Bíblia tenha mais crueldades). Maomé, um dos maiores desordeiros do Mundo, dizia: “Escolhei, entre o Alcorão e a morte”, execrável como obra de arte, desinteligente como compêndio de filosofia, deplorável como sistema de moral num mundo civilizado, uma... obra de um profeta que encontrou o seu estilo de enlouquecer o mundo.
Já Salomon Reinach ataca-o com vigoroso repúdio:
“Do ponto de vista literário, o Alcorão é um pobre livro. Declamações, repetições, banalidades, falta de lógica e de seguimento nas ideias chocam, a cada passo o leitor desprevenido.”

Se existem hoje grupos radicais que deturpam a mensagem com suas leis civis e penais, com as suas regras de comportamento individual e coletivo e a usam como maneira de justificar o ódio, a culpa disso não pode ser imputada a Mohammed. Porém, o islamismo moderado mostra-se como vertente desejosa da paz da mesma maneira, a Bíblia, que também fala de paz e perdão e já foi usada para justificar violências absurdas. E ninguém culpa Jesus por isso.
Conforme o livro “Princesa Sultana sua vida, sua luta” de Jean P. Sasson, Editora Best-Seller, livros também recomendados da mesma autora “As filhas da princesa” e “Princesa”, que retrata o horror e crueldades vividas pelas mulheres árabes.
Outro livro interessante sobre Alah, Alcorão e os costumes e tradições muçulmanas encontramos em Ayaan Hirsi Ali, autora de Infiel, A História da Mulher que Desafiou o Islã.
Experiências pessoais, extensas leituras e conversas levaram-na a entender que: - a existência de Alá, dos anjos, demônios e da vida após a morte são, no mínimo, questionáveis. Ainda que Deus exista, não devemos tomar sua palavra como absoluta, mas desafiá-la. Ela diz que Muçulmanos, conforme aprendemos, são aqueles que se submetem à vontade de Alá, expressa no Alcorão e no Hadith, uma coletânea de dizeres atribuídos ao profeta Maomé. O Islã nos separa do resto do mundo, o mundo dos não-muçulmanos. Nós muçulmanos somos escolhidos de Deus. Eles, os outros, os kfur, os infiéis, são anti-sociais, impuros, bárbaros, imorais, inescrupulosos e, acima de tudo, obscenos; suas mulheres e meninas são prostitutas, pelas quais eles não têm o menor respeito; muitos dos homens são homossexuais; homens e mulheres fazem sexo fora do casamento. Os infiéis são malditos, e Deus lhes reserva as mais atrozes punições no além.
Saudações,
Oiced
Comentário de Luísa L. em 23 novembro 2016 às 8:17

Caro Paulo,

E desde quando é que as mulheres e os negros precisam de ser incluídos no grupo dos seres humanos?

As mulheres, as crianças, os negros, os asiáticos, os pernetas, os cegos, os índios americanos, os transexuais e outras pessoas, somos todos seres humanos!

No mais concordo consigo. A bíblia retrata sociedades de há 3.000 anos e há seres humanos que se regem por essas normas, completamente obsoletas e cruéis, e continuam a instruir os filhos com base nelas como se fosse uma grande virtude.

---

Se há um livro que não tem nenhum respeito pelos animais e pelos seres humanos, incluindo as mulheres e os negros, este livro, por incrível que possa parecer, é adorado por mais de 33% da população mundial. Estamos falando da Bíblia Sagrada.

Passaram-se centenas e mais centenas de anos e esse livro continua a desafiar a inteligência humana, como num deboche.

O motivo da sua eterna força de enganar está no fato dele ser passado de pai para filho, quando a criança ainda não tem discernimento para contestar sua falta de veracidade. Ao chegarem à idade adulta, já estão contaminadas e, certamente, irão contaminar também seus descendentes.

Sendo assim, o livro mais pernicioso do mundo continua sua trajetória pandêmica, levando parte da humanidade ao grande equívoco.

Paulo Luiz Mendonça.

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço