Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Revelando as Religiões

     As religiões são apenas superstições mais elaboradas. Mais elaboradas porque ao longo de sua formação seus criadores foram incorporando seus rituais, seus tabus, mitos, suas narrativas, primeiro orais, depois escritas, forjaram seus livros, sua doutrina, teologia, sua literatura, etc. As crenças foram perpetuadas através da doutrinação, repetição, usos, costumes e tradições.

     Os livros sagrados de todos os credos são coleções de fábulas, mitologias, contos, lendas, provérbios, aforismos e fragmentos de culturas antigas. A prova de que esses livros são mitologias está em seu próprio conteúdo fabulesco. Eram narrativas sujeitas àquela regra: quem conta um conto lhe acrescenta um ponto. Mais as alterações, supressões, adições, reinterpretações e recriações que esses textos foram recebendo ao longo de séculos e milênios. Não houve nenhuma revelação.

     O Deus é um ser da mesma natureza dos deuses, divindades, santos, fetiches, etc. Num certo momento histórico os judeus, que até então eram politeístas, adotaram o Deus Único como forma de se aglutinarem em sua luta contra tribos inimigas. As dezenas de deuses mencionados na Bíblia comprovam o politeísmo judaico. Todos os salvadores, messias, profetas e pregadores são os precursores dos atuais exploradores de nossa credulidade. Ainda assim, afastar de nossas mentes o Deus herdado desde o colo da mãe é uma tarefa impossível para muitos.

     O conceito de alma ou espírito surgiu quando o homem primitivo começou a interpretar o sonho como uma entidade que habitava nosso interior. Surgiu então o animismo, de alma ou espírito, entes imaginários, pois o que temos de imaterial é a nossa consciência, o pensamento, a imaginação, a mente, mas gerados por nossa própria condição biológica.

     A ética (ou a moral) independe de qualquer fundamento teológico, já que ela resulta da própria necessidade de se harmonizar a convivência humana. O grande balizador da ética é a regra de ouro – Não fazer aos demais aquilo que não gostaria que lhe fizessem – e que vem desde os escritos antigos e repetida inclusive nos Evangelhos.

A existência do Universo. Quem admite um Deus como Primeira Causa de Tudo apenas cessa o pensamento, capitula-se. Pois se há um Ente sem Causa – Deus – por que o próprio Universo não poderia também existir sem causa? E se não se pode tirar Algo do Nada, uma vez existindo o Algo – o Universo – este está condenado a existir desde sempre – eternamente. Mas se fosse possível existir Algo a partir do Nada, então o Universo poderia também ter surgido desse Nada, e mais uma vez não precisaríamos de um Criador.

     E nós existimos porque o arranjo cosmológico aleatoriamente estabelecido permitiu que na Terra moléculas pré-biológicas se tornassem biológicas e depois evoluíram.

     Todo o mundo sobrenatural ou transcendente que imaginamos é resultante de nossos medos, fragilidades, compulsões, nosso autoengano e de nossa inconformidade com a finitude da vida.

Exibições: 1212

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Gê Vorib em 3 agosto 2016 às 18:45

Parabéns pelo texto!


Comentário de Assis Utsch em 21 maio 2016 às 11:36

Recentemente um divulgador das contradições religiosas, Aron Ra, apresentou a tese de que a ideia de "espírito" viria da experiência de nossa "respiração". Acreditava-se num "Deus do Ar", um Deus "gasoso"; mas este "era simplesmente o Ar", um suposto "espírito". Esse Deus era então "invisível", diferente do Deus "corpórico". O Deus Ar estava em "qualquer lugar" ou "em todos os lugares", era "onipresente". Todos sabiam que se "você não respirasse, você morreria" e imaginavam que esse "espírito" (Ar) lhe dava a vida. Aron Ra, em suas falas, identifica em vários  versículos da Bíblia o que ele chama de "origem gasosa da alma".

Ver mais em :

https://www.facebook.com/groups/sociedadeateista/permalink/73471394...

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 21 maio 2016 às 11:07

Moacir de Almeida Rocha !

Justamente por essa razão, refutei a ideia de nosso querido companheiro, Sergio  Luiz Wedig  ! Em novembro de 2014, as religiões, são alienantes e como nós sabemos por estudar e pesquisar com mais profundidade que os religiosos, o livro em que se baseiam para usar a sua fé, o qual sabemos, registrar "estórias" e mais "estórias" de outros povos, as quais foram repetidas em outros tantos livros, distorcidas, modificadas, adequando-as aos interesses daquele povo específico acontecendo que o conto do povo mais recente, já trás o mal da fábula, fantasias e mais fantasias, mentiras que se repetem insistentemente passando a ter o cunho de verdades insofismáveis.

É um absurdo, mas vá falar para quem está contaminado com essa ilusão. Agarram-se como um náufrago a essa ilusão, como tábua de salvação, em total desespero.

Saudações irreligiosas

Comentário de Moacir Almeida Rocha em 18 maio 2016 às 18:33

"A religião é comparável a uma neurose da infância". Por vezes as pessoas não querem ouvir a realidade porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas, infelizmente é o que acontece com todos religiosos.

Saudações Irreligiosas.

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 16 novembro 2014 às 7:58

Sergio Luiz Wedig !

Já eu penso ao contrário do ilustre companheiro, eis que melhor seria jamais se pensar em religião.

Ao  invés de religião as escolas deveriam ter uma disciplina destinada a ensinar o comportamento adequado aos seres humanos, com relação a si mesmo, ao seu semelhante, as espécies animais, vegetais.  Aulas essas, ministradas por psicólogos que já, desde a tenra infância, poderá observar os possíveis casos de desvio de personalidade a tempo de corrigi-la.  Claro que isto jamais será corrigido rezando.

O que o companheiro, acha da sugestão ?

Comentário de sergio luiz wedig em 15 novembro 2014 às 20:21

Revelando sobre religiões!

Tem que divulgar sempre sobre as religiões! Promover debates aqui, nas escolas, nas ruas, nos centros comunitários.

Eu pergunto: Qual seria alternativa para substituir as religiões, já que tem certos povos necessitam palavras de conforto, casamentos, velórios?!!!

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 15 novembro 2014 às 8:20

Assis Utsch !

Caro companheiro, como pode esse seu tópico ficar isolado, sem que ninguém o notasse, e já se passaram 11 meses de sua publicação ? Não chamasse você a atenção para ele, continuaria esquecido, melhor diria, desconhecido.

Concordo inteiramente com sua análise a respeito.

Saudações irreligiosas.

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.  

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço