Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

JORNAL HUMANITAS Nº 36 - JUNHO DE 2015- PRIMEIRA PÁGINA

Exibições: 39

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 22 julho 2015 às 11:07

Rafael Rocha !

Esse problema que está se levantando é fruto do crescimento da população e em paralelo o número de crianças cometendo crimes considerados hediondos.

O número desses casos tem fundamento pelo fato de que nossas crianças, estão sendo abraçadas pelos marginais de nossa sociedade, porque elas são, inimputáveis por nossas leis atuais e para que sejam alcançadas pela lei, é necessário reduzir-se a sua maioridade.

Nós sabemos que as nossas autoridades, não dão a menor atenção ao nosso regime prisional, a impressão que nos passam é de descaso, seria por exemplo como uma necessidade fisiológica, que basta descartar-se e está resolvido o problema. Estamos vivenciando nos tempos atuais, o regime semelhante ao da idade média, absolutamente cruel, e formador de ódio.

Precisamos tomar uma atitude positiva para o caso, a continuar essa situação, não haverá dinheiro que chegue para sustentar esses párias forçados, pensando que chegará um momento em que o número de presidiários será maior que o da população. Isto é um absurdo total, mas é apenas uma ilação.

Não sou a favor da prisão como se pensa, em primeira mão, quando se fala em redução da maioridade.

Diante das necessidades que o tempo, que estamos vivenciando nos impõe, as células da sociedade desprovida de cultura e de recursos financeiros, buscam desesperadamente sobreviver, onde seus filhos são negligenciados. É nessa hora que os marginais se aproveitam de sua "matéria prima" os menores de idade. O que fazer ?

Medidas paliativas não resolverão o problema, como reduzir a maioridade penal, é preciso bem mais.  Em primeiríssimo lugar, dar atenção super especial à Educação. Jamais seremos um país do primeiro mundo com 13 milhões de analfabetos, isto sem falar nos semianalfabetos e nos funcionais.

Precisamos impedir que meliantes consigam utilizar-se de nossas crianças como seu escudo e atores de ações criminosas, para isso necessário se faz a redução da maioridade penal para 10 anos de idade (Oh! Que barbaridade! Será ?) como é nos países do primeiro mundo como EEUU, Inglaterra, e alguns outros mais. Vivemos em tempos de guerra, alguém tem dúvidas a respeito disto ? Isto me faz lembrar de Isaac Newton.

Para que não precisemos jogar nossas crianças como se fossem necessidades fisiológicas no vaso sanitário, precisamos insistir com nossas autoridades, para que revejam o assunto com muito mais carinho que eles possam supor, seja possível.

Primeira ação: criar leis e Instituições de ensino especiais, visando a recuperação das crianças inclusas em penalidade que a levem a ser preciso levá-las a essa instituição especial. Não podem misturar crianças de faixas etárias diferentes por motivo e hipótese alguma.  Dotar essas instituições de clínicas médicas, médicos, psicólogos e professores de diversas especialidades, e proporcionar a essas crianças, lazer, educação física,bibliotecas compatível com a idade e instalações para dormitórios. A criança ficará retida na instituição, até que uma junta criada para esse fim, analise com base em informações de toda a equipe da instituição, se poderá voltar ao convívio com seus pais, seja porque foi considerada apta, ou que seus pais tenham reais condições de abriga-la.

O menor que for enquadrado na lei, seus pais, perderão a sua guarda.  Isso por si só, já será um elemento de redução da criminalidade por parte do menor. Quais pais de verdade, haverão de querer perder a guarda de seu filho, e mesmo o menor, há de querer ser encaminhado para uma instituição em que não poderão mais contar com apoio de seus pais ?

Como eu disse, não misturar crianças de faixa etárias, portanto, para cada faixa etária uma instituição diferente e em locais diferentes, todas as instituições com as mesmas características e que deverá alcançar até os 17 anos, ou seja, 8 (oito)  instituições de recuperação do menor, que deverão ser fiscalizadas pelo Ministério Publico na questão do cumprimento das leis, pelas demais autoridades e,  também, pelo público.

Isso é minha ideia a respeito, é mais cruel, sim, mas acredito que mais efetiva, pois começando com o menor ainda bem criança seja possível reeduca-lo, fazendo dele um cidadão.

Outras ideias aqui haverão de surgir, apoiando ou contrariando, não importa, o que interessa é a contribuição que se der para solucionar esse grave problema que temos hoje na sociedade brasileira.

Saudações irreligiosas.

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço