Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Acabar com os pastores ou com as ovelhas? Ou seria o caso de ensinar ovelhas a não precisar de pastores?

Parece que um erro grosseiro de logística tem sido cometido pelos ateus e irreligiosos em geral: combater os pastores e não libertar as ovelhas, ensinando-as a não precisar de pastoreio.

A bem da verdade, ovelhas não precisam de pastores, a não ser que queiram ser dominadas. Senão vejamos: Quem surgiu primeiro: o pastor ou as ovelhas? Esta não não dá para se comparar com aquela famosa pergunta-charada: "Quem surgiu primeiro: o ovo ou a galinha?" (odeio esta pergunta ridícula). É óbvio que aqui a resposta não deixa dúvidas: foram as ovelhas! 

Ovelhas andavam soltas e livres pela natureza, pastando e indo para onde mais lhe aprouvesse, seguindo seus instintos naturais. Quando surgiu a figura do pastor, foi para grupá-las e dominá-las. Com o pastor, as ovelhas perderam a sua liberdade de ir e vir e decidir por si mesmas e passaram a seguir apenas o comando do seu líder. Pastores nada têm de bonzinhos. Cuidam das ovelhas, mas como quem cuida do seu patrimônio e não por instinto de proteção a elas.

Ovelhas são dóceis e facilmente aceitam comandos, sem se rebelar. Acho que não é por outra razão que os crentes são chamados de "ovelhinhas do Senhor" ou "ovelhas do seu pastor". E eles parecem orgulhar-se disso porque não se ofendem de serem tratados como ovelhas. Não só não se ofendem como admitem serem mesmo como ovelhas e até, orgulhosamente, se filiam a "clubes de ovelhas" e "sites de compras coletivas para ovelhas". Não vou citar nomes para evitar problemas judiciais (basta procurar na internet), mas esses clubes e sites existem e possuem milhares de ovelhas filiadas, da mesma forma como existem os cartões de crédito crentes, das assembleias de Deus e das neopentecostais, com milhares de adesões. 

Pastor pensa (pouco, maldosamente, mas pensa). Ovelhas não pensam. Na comparação, seria o caso de se dizer que o perigoso é o pastor, por ser ele quem comanda as ovelhas. Mas e se não houvessem ovelhas para comandar, haveria pastores? Este é o ponto. Enquanto existirem ovelhas dóceis dispostas a aceitar comandos, haverá sempre um ou mais pastores querendo liderá-las. Os pastores adoram-nas porque ovelhas dão lucro.

Como não se pode acabar com as ovelhas, devemos ensiná-las a voltar ao seu "status quo ante", isto é, livres na natureza, para agirem por conta própria, sem precisar de pastor. Mantendo as ovelhas inacessíveis aos pastores, talvez assim, sem freguesia, essa classe maldita e oportunista desapareça da nossa sociedade.

Exibições: 294

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Ivo S. G. Reis em 19 outubro 2011 às 11:34

A todos:

Concordo com quase tudo o que foi dito aqui. Cada um, à sua maneira, levantou um aspecto do problema chamado "dominação religiosa". Mas uma característica importante do texto da Lilian (interessantíssimo, mas que poderia ir um pouco mais fundo), não foi ressaltada: o de que "ovelhas" são o público-alvo do mercado da fé, um mercado cobiçadíssimo e explorado e controlado pelos profissionais da fé (alto clero católico, padres, pastores, missionários, cantores e bandas gospel, mídia religiosa, editoras, gravadoras, rádio e TV, empresas de turismo gospel e todas as outras pessoas e entidades que atuam nesse lucrativo mercado).

As perguntas que ela não fez diretamente mas deixou subentendida em seu texto foram: 1) Por que existe esse mercado? 2) Quem sustenta esse mercado? 3) Existe um mercado se não existe clientela?

Acho que é por aí que devemos analisar o problema. A propaganda religiosa de dominação e enganação é muito intensa, tendo a TV como forte aliada. As pessoas sofrem lavagens cerebrais nos templos e em suas casas, diante da telinha. E o povo (infelizmente) tende a acreditar no que vê na TV. Não é por outra razão que até a poderosa Globo, de orientação católica e contra os evangélicos, entrou nesse mercado. Antes de tudo, é uma empresa e, como tal, não dispensa o lucro. Por isso, tem agora o seu selo musical, investindo em músicas gospel e de louvor, que não faz distinção.

A mídia passou a apoiar fortemente a doutrinação religiosa e na luta contra ela, o buraco é mais embaixo. Quem sustenta tudo isso? As ovelhas. Matar as ovelhas para acabar com esse mercado, seria a mesma coisa que matar os mendigos para acabar com a mendicância. Não é por aí.

A solução está ficando difícil porque agora, além de tudo o que foi dito, os pastores estão fazendo cursos de PNL para apertar ainda mais o cerco contra as ovelhas, que não sabem como escapar.

Qual o caminho então? Libertar as ovelhas, usando, para isso, a contrainformação e a contrapropaganda, porque estamos numa guerra de informação. Nesse sentido, acho que nós e todos os antirreligiosos e antiteístas podemos ajudar. O problema é que os inimigos também estão na internet e têm grana e nós não, além de sermos dispersos.

Que solução vocês sugerem?

Saudações Irreligiosas!

Comentário de Alfredo Bernacchi em 19 outubro 2011 às 6:23

Carlos Jr. Existe uma coisa chamada altruísmo. Eu gosto dos meus semelhantes, sejam eles ateus ou religiosos, e sou amigo de todos. Por isso, faço o que posso para ajudar os religiosos a se libertarem dessa crendice e acreditarem em si mesmos. Eu sei que é uma missão árdua, mas tenho, ao longo dos anos, obtido sucesso na minha pretensão.

Christian, você vê a religião com olhos muito generosos, benevolentes. Eu vejo o que você vê também, mas apenas como a fachada de um objetivo maior, o principal: Enriquecer às custas dos seus seguidores. Exatamente como a caridade que eles propalam. Apenas propaganda. Arrecadam um milhão e dão 20 mil em caridade. Chamam a televisão e os crédulos para testemunharem. O resto eles embolsam. Assim, fica a questão: Qual é o objetivo da religião? O que está sendo exposto ou o que está sendo oculto?

Comentário de Alfredo Bernacchi em 19 outubro 2011 às 6:11

Olá Lilian. Acho que por uma coincidência muito grande estou lendo o seu texto exatamente no momento em que estou colocando no Youtube, um vídeo que tem tudo a ver. Já tentei ontem e não entrou porque o vídeo é grande e eu não gostaria de dividi-lo.

Título: O QUE DEUS E JESUS QUEREM DE VOCÊ - naturalmente a resposta é: OURO, e eu explico isso em 40 minutos de palestra gravada, ilustrada com dezenas de fotos.

O seu tema apresentado encaixa-se bem no meu vídeo. 

Se eu não conseguir colocá-lo inteiro, vou ter que apelar para a divisão, partes 1 e 2.

Verdadeiramente eu estou mostrando às "ovelhas" (sem usar esse termo), o que "eles" querem afinal.

O recado é especificamente para religiosos, aos quais me considero amigo, no interesse em libertá-las do jugo religioso.

bjs

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2018   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço