Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Jesus Cristo e seu nascimento virginal em 25 de dezembro... uma lenda?

Nosso colega, o jornalista Rafael Rocha, publicou em seu jornal HUMANITAS, publicação coirmã desta comunidade, o excelente artigo abaixo, que analisa o nascimento virginal de Jesus de Nazaré e explica como foi escolhida a data atribuída ao seu nascimento, que ninguém sabe se ocorreu mesmo, nem quando foi:

Segue o texto, tal qual nos foi enviado pelo autor:

================================================================

Amigo Ivo:

A página 4 do HUMANITAS nº 30 - Dezembro de 2014, ainda não foi postada no jornalhumanitas.blogspot.com.br, mas envio aqui a matéria completa para você publicar com os devidos títulos e referência ao jornal.

25 de dezembro: a antiga comemoração de uma lenda

Rafael Rocha – Recife/PE

A escolha do dia de natal para comemorar o nascimento de uma lenda chamada Jesus Cristo foi um aproveitamento pelos romanos de uma importante festa pagã que acontecia todos os anos no dia 25 de dezembro. Os romanos "cristianizaram" a data no ano de 354 da era comum. A festa pagã, chamada de Natalis Solis Invicti (nascimento do sol invencível), era uma homenagem ao deus persa Mitra, bastante popular em Roma e ocorria durante o solstício de inverno, o dia mais curto do ano. No hemisfério norte, o solstício não tem data fixa e costuma ser perto de 22 de dezembro, mas pode cair até no dia 25.

A comemoração da data surgiu alguns séculos depois com o objetivo de conter os cultos pagãos e fazer com que a Igreja Católica ganhasse mais força e poder.  Tudo que o cristianismo fez foi incorporar no seu próprio calendário de celebrações as tradições populares pré-existentes. Ainda mais porque os chefões da igreja perceberam que os próprios cristãos manifestavam forte inclinação para os festejos pagãos, e seria muito difícil desviá-los dessa tendência.

Portanto, nada mais simples e melhor do que trazer os cultos pagãos para dentro da Igreja para dessa forma controlar melhor os povos.

Jesus Cristo, o pretenso deus cristão é, na realidade, uma lenda copiada de outras lendas dos deuses de mistério também nascidos em 25 de dezembro, tais como Mitra (persa/romano), Hórus (egípcio), Dionísio(grego), Krishna (hindu/indiano), dentre outros. Um mero plágio desses mitos. Portanto, Cristo não é outro senão uma velha e antiga lenda. O último dos plágios do também mitológico Mitra.

 

No dia 25 de Dezembro, os cristãos comemoram o nascimento de um deus solar, adorado pelos antigos persas e pelos romanos. Essa adoração é passada de geração a geração.

Os antigos romanos, bastante tolerantes em matéria de religião, incorporaram Mitra ao seu panteão divino, tal como fizeram com os deuses gregos e de outros locais por eles conquistados. O sincretismo romano adaptouMitra aos costumes de Roma, inclusive vários deuses anteriores ao messianismo judeu, dando assim origem à lenda do nascimento do Cristo.

Os poderes religiosos e estatais teimam em repetir sempre o mito de que existe apenas um deus verdadeiro nascido de uma virgem no dia 25 de Dezembro. Continuam a insistir em tornar esse dia um símbolo, propagando-o como uma data especial para atuar em fraternidade, exercer o amor, o perdão, a paz etc. Será que é preciso apenas um dia para ser fraterno, amoroso e pacífico?

Ora, se o ano tem 365 dias no calendário, por que apenas uma data serve para isso? O amor, a fraternidade, o perdão e a paz devem ser coisas a serem esquecidas nos outros dias do ano?

E sobre a árvore de natal? Também é um ritual pertencente à tradição pagã europeia. A árvore constitui um tema pagão recorrente, céltico e druídico, presente tanto no mundo antigo quanto no medieval, de onde foi assimilado pelo cristianismo.

Deve remontar ao século 16 na Alemanha. O professor de etnologia em Marburgo, Ingeborg Weber-Keller, identificou entre as primeiras referências históricas da tradição, uma crônica de Bremen de 1570, segundo a qual uma árvore da cidade era decorada com maçãs, nozes, tâmaras e flores de papel. Na Letônia, a cidade de Riga é uma das que dizem que a primeira árvore de natal da história ali nasceu no ano de 1510.

No dia 25 de Dezembro, os cristãos comemoram o nascimento de um deus solar. O sincretismo romano adaptou Mitra aos costumes de Roma, inclusive vários deuses anteriores ao messianismo judeu, dando assim origem à lenda do nascimento de outra fantasia chamada Jesus Cristo

================================================================

Que os nossos colegas e também os cristãos aqui filiados analisem e comentem!

Exibições: 418

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de SERGIO MESQUITA RANGEL em 20 dezembro 2014 às 13:48

E aí, Ivo? Gostou do link? A primeira vez que assisti, ri até perder a respiração.

https://www.youtube.com/watch?v=deeMCYsyV94

Comentário de Ivo S. G. Reis em 20 dezembro 2014 às 1:43

Acho que a voz desse "Espírito Santo" que desmistifica e fala as verdades, ali, "no popular", é a voz que nós irreligiosos ouvimos. A voz que nos fala não pode ser a mesma que fala aos cristãos, se é que alguma voz fala mesmo com eles (rs,rs,rs,rs). 

Comentário de SERGIO MESQUITA RANGEL em 20 dezembro 2014 às 0:18

Que é isso Ivo? . . .  Historieta? . . .

Falei inspirado pelo Espírito Santo também . . .

(só ampliei um pouquinho os detalhes. . .)

Comentário de SERGIO MESQUITA RANGEL em 20 dezembro 2014 às 0:07

Prezada Lúcia. Se a bíblia foi, de fato, inspirada por alguma "entidade" espiritual superior a assim chamada "imaculada conceição" foi um "beco sem saída".   Acabou sendo um tiro dado no próprio pé.

https://www.youtube.com/watch?v=deeMCYsyV94

Comentário de Ivo S. G. Reis em 19 dezembro 2014 às 18:25

De fato, foi muito bem bolada e sugestiva a historieta do Sergio Rangel. É uma outra maneira de tecer críticas e comentários: com humor negro e inteligente, misturado, às vezes, com algumas pitadas de ironia. Essa é uma forma que quase todos entendem.

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 19 dezembro 2014 às 9:22

Sergio Mesquita Rangel !

O machismo religioso é inegável, mas creio que as "meninas" daqui do irreligiosos, haverão de concordar com essa imagem que vou postar, que auto explicativa por excelência:

Saudações irreligiosas

Comentário de SERGIO MESQUITA RANGEL em 18 dezembro 2014 às 20:32

EIS QUE A VIRGEM CONCEBERÁ E DARÁ A LUZ A UM FILHO.....”

É PEDREIRA . . .

,

O grande problema moral da frase acima é que ela foi originalmente dita numa época em que a grande maioria das pessoas não sabia que o que definia o sexo dos bebes, eram os cromossomos X e Y.

É que hoje sabemos que o homem possui espermatozoides X ou Y mas, a mulher, possui, apenas, o óvulo com o cromossoma X, invariavelmente, X.

Se, digamos, Deus, quisesse fazer Maria engravidar por partenogenese, moralmente, o máximo que ele poderia fazer, seria duplicar o material genético de Maria, e, nesse caso, ELA JAMAIS DARIA A LUZ A UM FILHO; seria sempre uma filha, melhor dizendo, um clone de Maria.

Em toda a natureza, mesmo nos casos em que há, reconhecidamente, a partenogenese, ela só ocorre de sexo feminino para sexo feminino.

E isso já acontecia milhões de anos antes da gente saber que existiam os cromossomos X e Y. Ou seja, A NATUREZA NUNCA ENTROU EM CONTRADIÇÃO COM A CIÊNCIA, ao contrário, a ciência é a simples tomada de conhecimento do que a natureza já vinha realizando muito antes da gente estudar e conhecer.

A natureza já vinha seguindo a regra dos cromossomos X e Y, mesmo naqueles tempos!!! Imaginem!...

Mas, Maria, se deu à luz A UM FILHO, com toda a certeza, temos aqui, um cromossomo "Y", estranho, QUE JAMAIS PODERIA TER SIDO ORIGINALMENTE, DE MARIA.

Ora, se Maria recebeu em seu corpo, para gerar um filho, a inclusão de um cromossomo "y", vindo de outra fonte, que não dela, ou de José, seu marido legítimo, então temos aqui, claramente, a quebra de, pelo menos, dois mandamentos: "não cobiçarás a mulher de teu próximo" e "não adulterarás"; não importando, aqui, se esse cromossomo "Y" foi fornecido pelo padeiro, pelo leiteiro, pelo entregador de pizzas ou sintetizado no espermatozoide do Espírito Santo.

.

Alguém já pensou em José???...

Alguém já focou o coitado do José??!!

Alguém já sentou-se ao lado dele e perguntou o que realmente ele estava sentindo, com relação a aquilo tudo???..

Os fins justificam os meios???!!

Pro “Filho de Deus” nascer de uma virgem pura, só serve se for uma virgem deliberadamente adultera, ??!!!

Por que ela não declinou da proposta do anjinho maroto?!

Por que ela não disse:

"Olha seu anjo, tudo bem, tá muito legal; eu me sinto até honrada pela proposta, mas acontece que, agora não dá mais: sou casada, tenho compromisso, vou ter uma família . . .Por que o Sr. não me procurou antes?? Por que não conversou com meu marido antes? Já falou com meu marido? Afinal de contas, ele também merece alguma satisfação, né seu an[o]jo?”...

Ah seu anjo, até que eu queria mesmo ser “mãe de Deus”, me perdoe, mas será muito ruim ser mãe do Filho de Deus nessas condições!... Não se zangue, Sr. Gabriel, mas, fica para uma próxima vez. . ."

.

O que aconteceu com Maria, mãe de Jesus, foi mais ou menos, o mesmo que aconteceu com Semíramis, mãe de Tamuz.

Qualquer semelhança, talvez não seja mera coincidência. . .

Pra não ficar aí dizendo que "é maldade desse povo", o próprio escritor bíblico foi justamente o primeiro a aventar essa terrível possibilidade, quando diz que "José, não a querendo infamar (nem ser tachado de corno) resolveu deixá-la secretamente."

Esse é, exatamente, o primeiro sentimento que o escritor bíblico, ("inspirado pela pombinha sagrada", diga-se de passagem) põe na cabeça de José.

O correto, (já que estamos falando de “virtudes cristãs”) não seria o sentimento de gratidão a Deus por ser pai (adotivo) do “Salvador do mundo”?

Mas, segundo o escritor bíblico, José cala-se e planeja sua saída do cenário. . .

Sabe por que? . . .

Por que não falaram nada com ele!!! Por que ele foi, simplesmente, atropelado por um caminhão!!! Por que, na verdade, ele tomou uma "pernada"!!! Porque o marido é sempre o último a saber!!!

O Anjo entregador de pizzas, Gabriel, só falou mesmo com Maria, a Virgem, porém, adúltera e desleal!!!

O anjinho não falou nada com José!!! Vejam os senhores!

Maria, por sua vez, além de virgem, muito “honesta” e “pura”, por sinal, também não falou absolutamente nada com o maridinho, sobre sua “entrevista” com o “anjo”. . . Que pena! Será que estava tão exultante por ser a “Mãe de deus”, que esqueceu-se?. . .

Toda vez que José queria “algo mais” com sua esposa querida, ela estava sempre com “aquela” terrível "dor de cabeça".

E José perguntava, e perguntava, e comprava doril, tilenol, paracetamol, e nada da Dona Maria chegar junto!!!

Até que, lá pelo quinto mês de total abstinência sexual, (abstinência essa, que, diga-se de passagem, iria durar por toda a vida...) o Zé resolveu “tirar o time”. . .

Coitado do Zé! . . .

Vocês conseguem mesmo imaginar, num cenário real, as consequências reais, das historietas absurdas e ridículas contadas pela bíblia???

Está muito difícil perceber que essa é uma estorieta muito mal contada, com terríveis e intransponíveis erros de edição???!!!

O Deus bíblico não demonstra o menor respeito para com José.

O an[o]jo do Senhor, só chega para falar com José, quando vê que ele vai, realmente, abandonar o caso.!!!

Se José fosse do tipo "corno manso", até hoje a gente não ia ficar sabendo que Jesus era filho do Ricardão celestiall.!!!

Já reparou???!!. . . Não há, nos evangelhos, uma única palavra de josé, dizendo se gostou, se não gostou, se aprovou ou não, o que Deus fêz . . .

O seu mais absoluto silêncio foi a melhor resposta que encontrou, ou, o melhor que o escritor bíblico "sábia e previsivelmente" achou que deveria fazer.

Ou seria isso, apenas, mera coincidência?! . . .

.

Eu acho, particularmente, que, na verdade, José não gostou nada, nada, daquela situação.

Mesmo que o Ricardão fosse o próprio Deus, acho que qualquer homem, neste planeta, iria se sentir ultrajado e humilhado.

A humilhação, o ultraje, a total falta de escrúpulos, a situação em si, era tão vergonhosa que o escritor bíblico, praticamente foi obrigado a escrever que josé ia mesmo tirar o time de campo...

O que Deus fêz com José, era o mesmo que os senhores feudais faziam com os seus camponeses, na idade média; chama-se "prima noctis" - ou seja "A primeira noite". Quando um camponês se casava, o Senhor feudal era o primeiro a dormir com a mulher. Veja o filme "Coração Valente" para entender.

Se José tivesse aprovado o ultraje a que foi submetido pelo próprio Deus, teria, também entoado um "cântico", nos mesmos moldes do cântico de Maria.

.

Mas também acho que não existe uma única palavra na Bíblia sobre José ter gostado ou não, por uma simples questão literária . . .

Iria ser simplesmente, o cúmulo se o escritor Bíblico registrasse qualquer tipo de reação, EM PALAVRAS, de José, aprovando ou desaprovando o que Deus fêz com ele, bem como ficaria mesmo, muito ruim para o Cristianismo.

.

Assim, creio eu, a opção "mais lógica" no caso, seria mesmo (como realmente foi o mais completo silêncio, por parte de Jose.

Porque qualquer reação explícita de jóse, evidenciaria demais essa verdadeira vergonha divina, que foi, digamos, a "concepção-fantasma" de Jesus Cristo.

.

Dessa forma, entendo eu, que o próprio escritor bíblico, sabia muito bem, que estava escrevendo algo vergonhoso, inconveniente e moralmente impróprio.

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 18 dezembro 2014 às 11:48

Ivo S. G. Reis e Rafael Rocha !

Esqueci-me de um detalhe muito importante. Ao falar da história do homem, esqueci  de mencionar que essa história registra as "estórias da época.

Por sinal, em se tratando de história religiosa, todas escorregam na maionese da imaginação, sem exceção.

Saudações irreligiosas

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 18 dezembro 2014 às 8:23

Ivo S.G.Reis e Rafael Rocha !

Muito bem lembrado e bem feito o trabalho.

Foi isto que eu disse, por esses dias, ao nosso Companheiro Samuel Tavares Lira : A história do homem, paralela  a "estória" bíblica. Quando a comparamos, obtemos condições de análise.

Saudações irreligiosas

Comentário de Ivo S. G. Reis em 11 dezembro 2014 às 20:58

Desse naipe e com essa qualidade, publique aqui quantas você quiser. A comunidade ficará agradecida.

Abraços!

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2018   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço