Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Os Deuses e o Delírio Religioso das Religiões!

Delírio religioso, tente compreender!!!

Vamos imaginar que eu vou lhe contar a história seguinte:

 

 

 

  • Há um homem que mora no Polo Norte.
  • Ele vive com sua esposa e um grupo de duendes.
  • Durante o ano, ele e os elfos constroem brinquedos.
  • Então, na véspera de Natal, ele carrega um saco com todos os brinquedos.
  • Ele coloca o saco em seu trenó.
  • Ele atrela até oito (ou talvez nove) renas voadoras.
  • Em seguida, ele voa de casa em casa, pousando nos telhados de cada um.
  • Ele sai com seu saco e desce pela chaminé.
  • Ele deixa brinquedos para as crianças da casa.
  • Ele sobe de volta pela chaminé, volta ao seu trenó, e voa para a próxima casa.
  • Ele faz isso em todo o mundo, em uma noite.
  • Então ele voa de volta para o Polo Norte para repetir o ciclo no próximo ano.

Isto, naturalmente, é a história de Papai Noel.

Mas vamos dizer que eu sou um adulto, e eu sou seu amigo, e eu revelo a vocês que eu acredito que esta história é verdadeira.  Eu acredito que é, com todo o meu coração. E eu tento falar com você e convertê-lo a acreditar.

O que você acha de mim? Você pensaria que eu sou delirante, e com razão.

Por que você acha que eu sou delirante?  É porque você sabe que Papai Noel não existe.  A história é um conto de fadas total.  Não importa o quanto eu falo com você sobre Papai Noel, você não vai acreditar que o Papai Noel é real. Renas voadoras, por exemplo, são de faz de conta.

O dicionário define delírio como "uma falsa crença fortemente sustentada, apesar de invalidar provas". Essa definição se encaixa perfeitamente.

Desde que você é meu amigo, você pode tentar me ajudar a perceber que a minha crença em Papai Noel é uma ilusão.  A maneira que você tentar fazer isso é fazendo-me algumas perguntas.  Por exemplo, você pode dizer para mim:

  • Mas como pode o trenó levar brinquedos suficientes para todos no mundo? Eu digo a você que o trenó é mágico. Ele tem a capacidade de fazer isso intrinsecamente.
  • "Como é que Papai Noel vai entrar em casas e apartamentos que não têm chaminés?"  Eu digo que o Papai Noel pode fazer chaminés aparecerem, como mostra a todos nós no filme de Papai Noel.
  • "Como é que Papai pode descer a chaminé se há um fogo na lareira?"  Eu digo que o Papai Noel tem um terno  resistente e especial  à chama, e se limpa também.
  • "Por que o sistema de segurança não detecta Papai Noel?"  Ele é invisível aos sistemas de segurança.
  • "Como Noel viaja rápido o suficiente para visitar todas as crianças em uma noite?"  Ele é atemporal é onipotente.
  • "Como pode saber Papai Noel se toda criança tem sido boa ou ruim?" Ele é onisciente.
  • "Por que os brinquedos são distribuídos de forma tão desigual? Por que o Papai Noel entrega mais      brinquedos para crianças ricas, mesmo se elas são ruins, que ele já dá para as crianças pobres?"  Não há maneira de entender os mistérios de Dele porque somos meros mortais, mas Papai Noel tem suas razões. Por exemplo, talvez as crianças pobres não fossem capazes de lidar com uma enxurrada de brinquedos eletrônicos caros. Como eles poderiam pagar as baterias? Então,  Papai Noel lhes poupa este fardo.

Essas são questões muito lógicas que você pediu. Eu respondi todos elas para você. Eu estou querendo saber por que você não pode ver o que eu vejo, e você está se perguntando como eu posso ser tão insano.

Por que as minhas respostas não satisfazem?  Por que você ainda sabe que eu sou delirante? É porque minhas respostas não fizeram nada, mas confirmam a sua avaliação. Minhas respostas são ridículas. A fim de responder às suas perguntas, eu inventei, completamente fora da realidade, um trenó mágico, uma ação de autolimpeza mágica, chaminés mágicas, "atemporalidade" e invisibilidade mágica. Você se não for um cético não acredita nas minhas respostas, porque você sabe que eu  estou inventando. A evidência que invalida é volumosa.

Agora me deixe mostrar-lhe outro exemplo...

Imagine que eu lhe conte a seguinte história sobre o Mormonismo:

  • Eu estava no meu quarto uma noite.
  •  De repente, o meu quarto ficou muito brilhante.
  • A próxima coisa que eu sei que há um anjo no meu quarto.
  • Ele me conta uma história surpreendente.
  •  Ele diz que há um conjunto de antigas placas de ouro enterradas na encosta de uma colina, em Nova York.
  • Sobre eles são os livros de uma raça perdida de judeus que habitavam a América do Norte.
  • Estas placas trazem inscrições em língua estrangeira dessas pessoas.
  • Eventualmente, o anjo me leva para as placas e me permite levá-los para casa.
  • Mesmo que as placas são em uma língua estrangeira, o anjo me ajuda a decifrar e traduzir.
  • Em seguida, as placas são levadas para o céu, para nunca mais serem vistas novamente.
  •  Eu tenho o livro que eu traduzi das placas.  Ele fala de coisas incríveis - uma civilização inteira de judeus que vivem nos Estados Unidos, há 2.000 anos.
  • E o Jesus ressuscitado veio e visitou essas pessoas!
  • Ele também mostrou as placas de ouro para um número de pessoas reais que são testemunhas oculares, e eu tenho os atestados assinados que, de fato, viram e tocaram as placas antes de as placas serem levadas para o céu.

E agora o que você me diz sobre essa história?

  • Smith teve uma revelação por meio de um anjo  chamado Moroni, que o teria convocado para desenterrar um livro escrito em placas de ouro gravadas. Elas continham as Escrituras Sagradas de povos antigos das Américas, agraciados com a presença de Jesus Cristo após sua ressurreição. Traduzidas pelo dom e poder de Deus, tornaram-se o  Livro de Mórmon, que deriva do nome do profeta Mórmon (pai do anjo que lhe apareceu), e cujo nome originou-se da combinação de more, que em inglês quer dizer: mais e com: mon, bom, em egípcio. O qual teria sido um dos autores e       compiladores das escrituras que formam o livro. Smith escolheu três testemunhas e depois mais oito, para atestar a veracidade do livro, que é  utilizado junto com a Bíblia e constitui a base de fé da igreja. Smith “o profeta” sabia ler um pouco, mas não sabia escrever corretamente e contratou um escriba. Ao ser concluído a tradução para o inglês, todas as placas originais foram transportadas para o céu, onde aparentemente continuam até hoje. Os mórmons acreditam que Elohim é o pai celestial e que ele vive com suas várias esposas em um planeta, próximo a uma estrela misteriosa chamada Kolob. Ensinamentos mórmons descrevem um Reino Celestial, um reino terrestre, e um Reino Telestial.  No Mormonismo, no entanto, sexo e procriação que continuam a ocorrer no céu. Deus já foi um homem como nós. Deus tem um corpo de carne e osso. Deus ("Pai Celestial") tem pelo menos uma mulher, a nossa "Mãe do Céu", mas ela é tão santa que não estamos a discutir a sua nem orar com ela. Nós podemos tornarmos como  Deus e domínio sobre o nosso próprio universo.  Jesus era casado. Não só os seres   humanos seremos ressuscitados para a vida eterna, mas também todos os animais - tudo o que já viveu na terra - serão ressuscitados e habitarão no céu. Cristo não voltará à terra em qualquer ano que tem visto um arco-íris.  Os mórmons devem evitar  viajar na água, já que Satanás governa as águas.

Agora, o que você me diz sobre essa revelação e história?

Mesmo que eu tenha um livro, em Inglês e Português, que conta a história dessa civilização perdida judaica, e apesar de eu não ter assinado os atestados, o que você acha?  Esta história parece maluca, não é?

Você poderia fazer algumas perguntas óbvias.  Por exemplo, no nível mais simples, você pode perguntar: "Onde estão as ruínas e artefatos a partir desta civilização judaica na América?" O livro transcrito das conversas nas placas sobre milhões de judeus fazendo todos os tipos de coisas na América.  Eles têm cavalos e bois e carros e armaduras e grandes cidades.

O que aconteceu com tudo isso?  Eu respondo simplesmente: está tudo lá fora, mas não foram encontrados ainda. "Não Não Não uma cidade? Uma roda de carro? Um capacete?" você pede.  Não, nós não encontramos um único artefato de provas, mas está lá fora em algum lugar. Você me pergunta dezenas de perguntas como esta, e eu tenho respostas para todas elas.

.A maioria das pessoas diria que eu sou delirante, se eu lhes contasse esta história.  Eles assumem que não havia placas e nenhum anjo, e que eu tinha escrito o livro sozinho. A maioria das pessoas ignora os atestados - ter pessoas que atestam isso não significa nada, realmente. Eu poderia ter pago as testemunhas, ou eu poderia ter inventado elas. A maioria das pessoas rejeitam a minha história, sem dúvida.

O que é interessante é que há milhões de pessoas que realmente acreditam nessa história do anjo e as placas e do livro e do povo judeu que viveu na América do Norte há 2.000 anos. Esses milhões de pessoas são membros da Igreja Mórmon, com sede em Salt Lake City, Utah.  A pessoa que contou essa história incrível foi um homem chamado Joseph Smith, e viveu nos Estados Unidos no início de 1800. Ele contou a sua história, e registrou o que ele "traduziu das placas", no Livro de Mórmon.

Se você encontrar um mórmon e perguntar sobre essa história, eles podem passar horas falando com você sobre isso.  Eles podem responder a todas as perguntas que você tem.  No entanto, a 6 bilhões de nós que não são mórmons podem ver com total clareza que os mórmons são delirantes. É tão simples como isso.  Você e eu sabemos com 100% de certeza de que a história Mórmon não é diferente da história de Papai Noel. E estamos corretos em nossa avaliação.  A evidência invalidando é volumosa.

Outro exemplo:

Imagine que eu vá lhe contar esta história:

Um homem estava sentado em uma caverna. Um flash muito brilhante de luz apareceu.

Uma voz falou uma palavra: "Leia!" O homem sentiu como se estivesse sendo espremido até a morte.  Isso aconteceu várias vezes. Em seguida, o homem perguntou: "O que devo ler?

A voz disse: "Leia em nome de seu Senhor, que criou os seres humanos a partir de um apego [zigoto]. Leia para o seu Senhor é o mais generoso. Ele ensinou as pessoas a escrever por que eles não sabiam antes."

O homem correu para casa para sua esposa.

Embora correndo em casa, ele viu o rosto enorme de um anjo no céu. O anjo disse ao homem que ele era para ser o mensageiro de Deus. O anjo também se identificou como Gabriel.

À noite, em casa que, o anjo apareceu para o homem de seus sonhos.

Gabriel apareceu para o homem e outra vez. Às vezes era em sonhos, às vezes durante o dia como "revelações em seu coração," às vezes precedido por um toque doloroso em seus ouvidos (e depois os versos fluiria de Gabriel para a direita fora do homem), e às vezes Gabriel iria aparecer na carne e falar. Escribas escreveram tudo o que o homem disse.

 Então, uma noite, cerca de 11 anos após o  primeiro encontro com Gabriel, Gabriel apareceu para o homem com um cavalo mágico.  O homem pegou o cavalo, e o cavalo o levou para Jerusalém.  Então o cavalo alado Baruk levou o homem até as sete camadas do céu.  O homem foi capaz de realmente ver o céu e conhecer e conversar com pessoas de lá. Em seguida, Gabriel trouxe o homem de volta à Terra.

  •  O homem provou que ele tinha saído de Jerusalém sobre o cavalo alado com precisão respondendo a perguntas sobre edifícios e conjuntos de lá.
  • O homem continuou recebendo revelações de Gabriel por 23 anos, e depois pararam. Todas as revelações foram gravadas pelos escribas em um livro que ainda  temos hoje.
    [Fonte: "Compreender o Islã" por Yahiya Emerick, Alpha Press, 2002]

 O que você acha desta história?  Se você nunca ouviu a história antes, você pode achar que ele seja absurdo, da mesma forma que você se sente sobre as histórias das placas de ouro e Papai Noel.  Você gostaria especialmente se sentir assim depois de ler o livro que foi supostamente transcrito de Gabriel, porque muito do que é opaco. Você é capaz de provar que Alá não é o único e verdadeiro Deus? Você é capaz de provar que o anjo Gabriel não visitou Maomé em sua caverna? Não! Os sonhos, o cavalo, o anjo, a ascensão, e as aparições do anjo na carne - você iria desconsiderar todos eles, porque é tudo imaginário.

Mas você precisa ter cuidado. Esta história é a base da religião muçulmana, praticada por mais de um bilhão de pessoas ao redor do mundo. O homem é chamado Maomé, e o livro é o Corão (Alcorão também escrito ou Alcorão). Esta é a história sagrada da criação do Corão e a revelação de Deus à humanidade.

Apesar do fato de que um bilhão de muçulmanos professam algum nível de crença nesta história, pessoas de fora da fé muçulmana consideram que a história seja imaginária. Ninguém acredita que esta história porque essa história é um conto de fadas.  Eles consideram que o Corão é um livro escrito por um homem e nada mais.  Um cavalo alado que voou para o céu?  Que é imaginário - tão imaginário quanto renas voadoras.

Se você é um cristão, por favor, tome um momento para retroceder ao mórmonismo e histórias de muçulmanos.

Por que é tão fácil para você olhar para estas histórias e ver que elas são contos de fadas imaginários?

Como você sabe, com certeza absoluta, que mórmons e muçulmanos estão delirando?  Você sabe essas coisas, pela mesma razão que você sabe que Papai Noel não existe. Não há nenhuma evidência de qualquer uma delas. As histórias envolvem coisas mágicas como anjos e cavalos alados, alucinações, sonhos. Cavalos não podem voar - nós todos sabemos disso. E mesmo que pudesse, onde estaria o cavalo voador? O vácuo do espaço? Ou o cavalo de alguma forma "desmaterializado" e depois "rematerializado" no céu?  Se assim for, esses processos são feitos também .Cada pedaço do que é imaginário. Nós todos sabemos disso.

Um observador imparcial pode ver como imaginário dessas três histórias são. Além disso, os muçulmanos podem ver que os mórmons são delirantes, mórmons podem ver que os muçulmanos são delirantes, e os cristãos podem ver que ambos os mórmons e os muçulmanos são delirantes.

Um exemplo final!

Agora deixe-me lhes mostrar uma outra história:

  •  Deus inseminou (sem um pai biológico envolvido) uma virgem chamada Maria, a fim de trazer seu filho encarnado em nosso mundo.
  • Maria e seu noivo, José, teve que viajar a Belém para se registrar para o censo. Lá, Maria deu à luz ao Filho de Deus.
  • Deus colocou uma estrela no céu para guiar as pessoas para o bebê.
  •  Em um sonho, Deus disse a José para levar sua família      para o Egito.  Então, Deus estava junto e viu como      Herodes ordenou a morte de milhares de bebês em  uma tentativa de matar Jesus.
  • Como um homem, filho de Deus afirmou que ele era Deus encarnado: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida",  disse ele.
  •  Este homem fez muitos milagres que contrariam as leis da natureza. Ele curou muitas pessoas doentes.  Ele transformou água em vinho. Esses milagres provam que ele é Deus.
  •  Mas acabou sendo dada a sentença de morte e morto por crucificação.
  • . Seu corpo foi colocado em um sepulcro.
  •  Mas três dias depois, o túmulo estava vazio.
  • E o homem, vivo mais uma vez, mas ainda com seus ferimentos (para quem duvidava pudesse vê-los e  tocá-los), “apareceu” a muitas pessoas em muitos lugares.
  • Em seguida, ele subiu aos céus e está sentado à direita de Deus (sem pai) Pai Todo-Poderoso, para nunca mais ser visto novamente.
  • A mãe virgem do homem sem pai nunca morreu, mas “foi transportada” corporeamente para o céu.
  • Pão e vinho, se abençoados por um padre (que precisa ter testículos), “transforma-se” no corpo e no sangue do homem sem pai.
  •  Hoje você pode ter um relacionamento pessoal com o Senhor Jesus. Você pode rezar para este homem e ele vai responder (o q duvido) às suas orações. Ele vai curar suas doenças, salvá-lo de emergências, ajudar a fazer negócios importantes e decisões familiares, consolá-lo em tempos de preocupação e dor, etc
  • Este homem também lhe dará a vida eterna, e se você for bom, ele tem um lugar para você no céu depois de morrer.
  • A razão por que sei que tudo isso é porque, depois que o homem morreu quatro pessoas identificadas Mateus, Marcos, Lucas e João supostamente escreveram  relatos da vida do homem. Seus atestados escritos são a “prova” da veracidade dessa história.

Isto, naturalmente, é a breve história de Jesus. Você acredita nessa história?

 Sinceramente, você acredita nessa história sobre  Jesus? Se você é um cristão brasileiro, você, provavelmente por tradição, vai acreditar.

1. Eu poderia lhe fazer perguntas por horas e você terá respostas para cada uma delas, da mesma maneira que eu tinha respostas para todas as perguntas de Papai Noel.  Você não consegue entender como alguém pode questionar nada disso, porque é tão óbvio para você.

Aqui é a coisa que eu gostaria de ajudar você a entender:

Os quatro bilhões de pessoas que não são cristãos olham para a história cristã  exatamente da mesma maneira que você olha para a história de Papai Noel, a história Mórmon e a história muçulmana.  Em outras palavras, há bilhões de pessoas que estão fora da bolha cristã, e eles podem ver a realidade claramente. Para essas pessoas, o fato é que a história cristã é completamente imaginária.

Como sabem os bilhões não-cristãos, com certeza absoluta, que a história cristã é imaginária? Porque a história cristã é como a história de Papai Noel, a história Mórmon e a história muçulmana. Há a inseminação mágica, estrela mágica, os sonhos mágicos, milagres mágicos, ressurreição mágica, a ascensão mágica e assim por diante.

Pessoas fora da fé cristã (os irreligiosos, ateus, céticos, racionalistas) olham para a história cristã e observam estes fatos:

  • Os milagres são supostamente  para "provar" que Jesus é Deus, mas, previsivelmente, esses milagres deixam para trás nenhuma evidência tangível para examinarmos e verificar cientificamente hoje. Eles todos os envolvidos com supostas curas de fé e truques de mágica.
  • Jesus “ressuscitou”, mas, previsivelmente, ele não aparece para ninguém também hoje
  •  Jesus subiu  ao céu e responde às nossas orações, mas, previsivelmente, quando rezamos para ele nada acontece. Podemos analisar estatisticamente oração e achar que orações nunca são respondidas
  • O livro onde Mateus, Marcos, Lucas e João tornam seus atestados, previsivelmente, cheio de invenções, problemas e contradições.
  •  E assim por diante.

Em outras palavras, a história cristã é um conto de fadas, assim como os outros três exemplos que examinamos.

Agora, olhe para o que está acontecendo dentro de sua mente neste momento.  Eu estou usando evidência sólida, verificável de que a história cristã é imaginária. Sua mente racional pode ver a prova.Bilhões de não-cristãos ficariam felizes em confirmar para você que a história cristã é imaginação. No entanto, se você é um cristão praticante, você pode provavelmente sentir a sua "mente religiosa" substituindo tanto a sua mente racional e seu senso comum como nós falamos.

Por quê?  Por que você foi capaz de usar seu bom senso para tão facilmente rejeitam a história de Papai Noel, a história Mórmon e da história muçulmana, mas quando se trata da história cristã, que é tão imaginária, você não é?

Tente, apenas por um momento, a olhar para o cristianismo com a mesma quantidade de saudável de ceticismo que você usou quando se aproxima as histórias de Papai Noel, de Joseph Smith e Maomé.  Use seu bom senso para fazer algumas perguntas muito simples a si mesmo:

  •  Existe alguma evidência física de que Jesus existiuNão!  Ele  não deixou nenhum rastro. " Seu corpo "subiu ao céu". Ele não escreveu nada. Nenhum de seus      "milagres" deixaram qualquer evidência permanente.  Há,  literalmente, nada.
  •  Há  alguma razão para acreditar que Jesus realmente realizou estes milagres, ou que ele ressuscitou dos mortos, ou que ele subiu ao céu -?  Não há mais uma razão para acreditar nisso do que há para acreditar que Joseph Smith encontrou o ouro com placas escondidas, ou que Maomé montou em um cavalo Burak alado mágico  e voou para  o céu. Provavelmente menos de uma  razão, uma vez que o registro da vida de Jesus é de 2.000 anos de idade, enquanto que a de Joseph Smith é menos de 200 anos de idade.
  •  Você quer me dizer que  eu deveria acreditar que esta história de Jesus nascido de uma mulher virgem, e não há nenhuma prova ou evidência para ir além de  atestados contraditórios do Novo Testamento de uma Bíblia que é comprovadamente sem sentido já começando por gênesis onde o seu deus mente ?
  • Você é levado a acreditar nisso por uma  questão de uma lavagem cerebral recebida desde a infância por uma questão de "fé".

 Ninguém (além de crianças pequenas) acreditam em Papai Noel.  Ninguém de fora da igreja mórmon acredita história de Joseph Smith. Ninguém fora da fé muçulmana acredita que a história de Mohammed e Gabriel e o cavalo alado. Ninguém fora da fé cristã acredita na divindade de Jesus, milagres, ressurreição, etc .

Portanto, a pergunta que eu gostaria de pedir que você considere agora é simples: Por que é que os seres humanos podem detectar contos de fadas com completa certeza quando esses contos de fadas vêm de outras religiões, mas eles não podem detectar os contos de fadas que sustentam a sua própria fé? Por que eles acreditam que seu conto de fadas escolhido com incansável paixão e rejeitam os outros como absurdos? Por exemplo:

  •  Os cristãos em sua grande maioria nunca ouviram em mitologias.
  •  Os cristãos sabem que, quando os muçulmanos encaram Meca para orar, que é inútil - caso contrário, os cristãos orariam em Meca para Maomé e Alá.
  • Os cristãos e judeus se digladiam entre com palavras e armas.
  • Você é capaz de provar que Alá não é o único e verdadeiro Deus? Você é capaz de provar que o anjo Gabriel não visitou Maomé em sua caverna? Não! Os sonhos, o cavalo, o anjo, a ascensão, e as aparições do anjo na carne - você iria demitir todos eles, porque é tudo imaginário.
  • Mas você precisa ter cuidado.  Esta história é a base da religião muçulmana, praticada por mais de um bilhão de pessoas ao redor do mundo. O homem é chamado Maomé, e o livro é o Corão (ou Alcorão). Esta é a história sagrada da criação do Corão e a revelação de Deus à humanidade.
  •  Apesar do fato de que um bilhão de muçulmanos professam algum nível de crença nesta história, pessoas de fora da fé muçulmana consideram que a história seja imaginária. Ninguém acredita que esta história porque essa história é um conto de fadas. Eles consideram o Corão é um livro escrito por um homem e nada mais.Um cavalo alado que voou para o céu?  Que é imaginário - tão imaginário quanto renas voadoras.
  • Se você é um cristão, por favor, tome um momento agora de olhar para trás, o mórmonismo e histórias de muçulmanos. Por que é tão fácil para você olhar para estas histórias e ver que eles são contos de fadas imaginários? Como você sabe, com certeza absoluta, que mórmons e muçulmanos estão delirando? Você sabe essas coisas, pela mesma razão que você sabe que Papai Noel não existe.  Não há nenhuma evidência de qualquer uma delas.  As histórias envolvem coisas mágicas como anjos e cavalos alados, alucinações, sonhos.  Cavalos não podem voar - nós todos sabemos disso. E mesmo que pudesse, onde estaria o cavalo voador?  O vácuo do espaço? Ou o cavalo de alguma forma "desmaterializado" e depois "rematerializados" no céu? Se assim for, esses processos são feitos também. Cada pedaço do que é imaginário. Nós todos sabemos disso.
  •  Um observador imparcial pode ver como imaginário dessas três histórias são.  Além disso, os muçulmanos podem ver que os mórmons são delirantes, mórmons podem ver que os muçulmanos são delirantes, e os judeus e cristãos podem ver que ambos os mórmons e os muçulmanos são delirantes.

Finalizando, o ateísmo, o racionalismo em sua totalidade é contido nessas questões. É simplesmente o reconhecimento do óbvio em relação a todas as religiões e a imaginação das pessoas. Mesmo que a crença em Deus exercesse um efeito positivo confiável, isso não seria motivo para acreditar em deuses. Uma pessoa só pode crer em Deus (hipótese improvável) se acreditar que Deus realmente existisse. O Islamismo o Mormonismo poderiam ser verdadeiros, ou todas são falsas, e as provas indicam que as religiões com suas lendas e mitos, placebos são não apenas falsas como também perigosas. E isso é perturbador!

É hora de  crescer e amadurecer. Questione, descubra, mude!

Leituras complementares:

http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2010/05/capitulo-23-maome-o-...

http://www.gibanet.com/2012/02/12/igreja-de-jesus-cristo-dos-santos...

http://www.divinamagia.com.br/

Colaborou, Oiced Mocam

Exibições: 641

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Oiced Mocam em 4 abril 2013 às 14:04

A profecia de Isaías NÃO se cumpriu. Sua afirmação é falsa!

Erijosé comentou: ´”A profecia diz que messias viria para ser rejeitado e não deu outra e a profecia se cumpriu. Isaías 53”

Resposta de Oiced sobre ISAÍAS e o Messias:

A profecia NÃO se cumpriu. Sua afirmação é falsa!

Conforme uma música no hit parade israelense em 2001: “O MESSIAS NÃO VEM – E NÃO VAI SEQUER TELEFONAR!.Acho muito interessante e bastante prosaico o fato de os judeus ainda estarem esperando a chegada de Jesus “em lombo de jumento”, como declara o chatíssimo texto de Zacarias 9.9, embora os cristãos digam que ele já chegou. Constato apenas que, não só os judeus, como muitos historiadores, acham também que Jesus não é histórico. Vejamos!

A lei é dada por Moisés, mas a graça e a verdade vêm de Jesus Cristo” diz São João. São Mateus busca o mesmo efeito, baseando tudo em um versículos do profeta Isaías, que disse ao rei Acaz, quase oito séculos antes da  suposta data ainda não definida do nascimentode Jesus que, “o senhor dará a você um sinal; uma virgem irá conceber e dar à luz a um filho”. Isso encorajou Acaz a acreditar que conseguiria a vitória sobre seus inimigos (o que no final, mesmo se você considerar esta história uma narrativa histórica, ele não conseguiu). O quadro é alterado ainda mais quando sabemos que a palavra traduzida como virgem, especificamente almah significa apenas “uma mulher jovem”. Seja como for, a partenogênese não é possível em mamíferos humanos e, ao mesmo se essa lei fosse violada em apenas um caso, isso não provaria que o bebê resultante teria qualquer poder divino.

Assim, e como de hábito, a religião levanta suspeitas ao tentar provar demais. E mais provais de que as religiões são falsas e fabricadas. Ou como Paulo, comentou aqui: “jamais poderia preencher os requisitos de quem quer que fosse , muito menos dos judeus,não é mesmo?” ” É fácil perceber que a "estória" de Jesus Cristo é falsa, é só observar os mitos que contavam a mesma "estória"

O antigo judaísmo (antes do cristianismo) NUNCA teve uma idéia de que o messias iria sofrer e moresse  pelos outros. Por isso a enorme maioria de judeus rejeitou a ideia de que Jesus pudesse ser o Messias. O messias deveria ser uma figura de grandeza e poder que reinasse em glória, por exemplo, alguém como o poderoso rei Davi, que governaria o povo de Deus. Não é por acaso que os relatos da crucificação do Novo Testamento soam parecidos com ISAÍAS 53: os autores desses relatos estavam pensando no servo sofredor de Isaías enquanto escreviam seus relatos (plágios).

Isaías é o trabalho de muitos. Seu palavrório, seu imaginário vago, suas profecias e maldições, seus bramidos contra reis e nações, suas gargalhadas da sabedoria humana, seu ódio à alegria, nada tem que melhore o bem estar do homem.

Nesse livro relatam-se os mais absurdos dos milagres. A sombra do relógio desceu dez graus para informar a Ezequias que Jeová havia adicionado quinze anos à sua vida.

Nesse milagre, o mundo, girando do leste para o oeste na velocidade de mais de mil milhas por hora, é não só parado, mas ele gira na direção contrária de modo que a sombra do relógio de sol retorna dez graus! Há neste mundo algum homem, ou uma mulher inteligente que acredite nesta falsidade absurda?  Deus fica furioso? Todos verão a majestade de Deus?  Desastres naturais são causados por Deus? (29:6; 24:1; 24:18-20)

A BASE PARA A ALEGAÇÃO CRISTÃ:

(Ou como roubaram literalmente a figura do judaísmo)

Se os judeus não esperavam que o Messias fosse sofrer e morrer pelos pecados, por que os cristão acreditam em um Messias sofredor?

Foi assim que funcionou historicamente. Antes da "morte" de Jesus, alguns de seus seguidores ecidentalmente achavam que ele era o Messias; essa convicção transparece ao longo dos Evangelhos. Mas, obviamente, se eles diziam: "Jesus é o Messias", se referiam ao sentido tradicional judaico, por exemplo, de que ele seria o rei que iria restabelecer o trono de Israel governar o seu povo.

Essa esperança de que Jesus fosse o Messias foi destruída de forma radical pelos acontecimentos da história: Jesus nunca reuniu um exército, nunca expulsou os romanos da terra prometida, nunca estabeleceu Israel como um Estado soberano. Em vez disso, o que ele mostrou a seus seguidores que sua fé nele tinha sido infundada. E as alegações e discussões foram muitas. Paulo herdou essa ideia ao ser "convertido" em seguidor de Jesus. Na realidade, a ideia de que Jesus era o Messias sofredor foi uma invenção dos primeiros cristãos.

Por intermédio da morte do Messias, Deus tornara a salvação possível para todas as pessoas -judeus e gentios. E Paulo foi ainda mais longe: apenas por intermédio da morte do Messias a pessoa podia ser justa perante Deus - não digamos, por intermédio da lei judaica.

Mas Paulo não inventou a ideia de que o Messias tinha de ser crucificado. A crença tinha sido inventada muito antes, assim que os seguidores originais de Jesus passaram a acreditar que Deus o ressuscitara dos mortos. Paulo herdou essa ideia ao ser "convertido" em seguidor de Jesus. Paulo ensinou que seguir a lei não tinha nada a ver com entrar no reino. Para Paulo, apenas a morte e a ressureição de Jesus importava. Paulo ensinou Jesus.

Foi essa visão que acabou levando o cristianismo a romper com o judaísmo e se tornar uma religião própria, uma religião que se opunha diretamente ao judaísmo (antijudaica-uma invenção cristã), a religião do próprio Jesus. Cristo é uma fraude muito bem concebida para dominar os incautos.

O resto já sabemos,como o cristianismo se espalhou com propaganda religiosa contando as pessoas mitos, lendas e histórias de quinta, sexta ou 10ª mão. Como o imperador Constantino adotou o cristianismo (e receberam os dízimos) e como o imperador romano, Teodósio, proclamou o cristianismo como religião oficial do império.

Jesus Cristo foi apenas uma entidade ideal, criada para fazer cumprir as escrituras, visando dar seqüência ao judaísmo em face da diáspora, destruição do templo e de Jerusalém. Teria sido um arranjo feito em defesa do judaísmo que então morria, surgindo uma nova crença. Ultimamente, têm-se evidenciado as adulterações e falsificações documentárias praticadas pela Igreja, com o intuito de provar a existência real de Cristo.

E tambem, uma das grandes ironias dos primórdios da tradição cristã. A religião profundamente judaica de Jesus e seus seguidores se tornou a religião violentamente anti judaica tempos depois, levando às terríveis perseguições da Idade Média, até as tentativas genocidas que infestaram o mundo até recentemente. O antissemitismo como chegou até nós é a história das reações cristãs aos judeus não cristãos. è uma das piores invenções da Igreja inicial.

Por tudo isso é que o Papa Pio XII, em 1955, falando para um Congresso Internacional de História em Roma, disse:

 “Para os cristãos, o problema da existência de Jesus Cristo concerne à fé,

                                     e não à história”.

Comentário de Oiced Mocam em 3 abril 2013 às 21:38

Críticas ao Islamismo

Muitos muçulmanos, por exemplo, são atraídos pela ideia de libertar mulheres, mas crêem que isso seria trair o Alcorão e o profeta Maomé. Digo que é correto “trair” os seus ensinamentos por um bem maior: a liberdade das mulheres e sua igualdade perante a lei.

O Islã tem trazido luz ao mundo e afastado a humanidade da ignorância em relação às mulheres? O tratamento duro que as mulheres recebem nos países Islâmicos é apenas uma questão de cultura e não de religião?

Para responder a estas perguntas você deve considerar tudo o que o Alcorão e Hadith ensinam e não apenas uma seleção de poucos versos. Mas assim como os cristãos, eles selecionam as referências que fazem o Islã parecer atraente.

AS MULHERES SÃO TRAPACEIRAS POR NATUREZA

Narrou Abu Huraira: O Apóstolo de Allah disse: “A mulher é como uma costela, se você tentar endireitá-la, ela vai se quebrar. Então, se você quer tirar proveito dela, faça-o enquanto ela ainda tem alguma desonestidade”. (Bukhari: vol. 7, livro 62, nº 113, Khan)

CAPACIDADE MENTAL

O Alcorão diz que o testemunho de uma mulher não vale tanto quanto o de um homem. Diz que o testemunho de duas mulheres é exigido para valer como o de um homem.

E, se não houver dois homens, então um homem e duas mulheres, dentre quem aceitais por testemunhas... (Alcorão 2:282)

Por que é que o testemunho de uma mulher vale apenas metade do de um homem? Mohamed explica na hadith a seguir.

Narrou Abu Said Al-Khudri: O Profeta disse: "Não é o testemunho de uma mulher igual a metade da de um homem?" As mulheres disseram "sim". Ele disse: "Isso é por causa da deficiência mental das mulheres". (Bukhari: vol 3, livro 48, nº 826, Khan)

Volume 9, Livro 88, Número 219: Narrou Abu Bakra: Durante a batalha de Al-Jamal, Allah me beneficiou com uma Palavra (eu ouvi do Profeta). Quando o Profeta ouviu a notícia de que o povo da Pérsia havia feito a filha de Khosrau sua rainha (soberana), ele disse: "Nunca será bem sucedida uma nação que faz uma mulher seu governante".

MONOGAMIA OU POLIGAMIA?

A sunnah de Mohamed (conduta a palavra “Suna” significa também os feitos, dizeres e aprovações do Profeta Muhammad, tudo o que ele disse, fez ou aprovou) foi a poligamia. O Alcorão instrui sobre a poligamia, há líderes Muçulmanos no Ocidente que querem a poligamia. O Islã é uma religião polígama, como o Alcorão promete aos Muçulmanos muitas virgens no paraíso. Do começo ao fim, o Islã é uma religião de polígamos.

O homem Muçulmano é permitido a ter várias esposas e um número ilimitado de moças escravas:

E os que são custódios de seu sexo, exceto com suas mulheres ou com suas escravas – então, por certo, não serão censurados. Alcorão 70:29-30.

Na questão do casamento, o islamismo prova que a mulher é considerada um brinquedo.

No islamismo, a mulher é considerada um "brinquedo" (daí porque usei a palavra "que" em vez de "quem"). Isto é tirado literalmente do que o profeta Maomé e o Justo Califa Umar Ibn Al Khattab (um dos sogros de Maomé) declararam; do verdadeiro tratamento que as mulheres recebem nos dias de hoje na maioria dos países islâmicos; e da diferentes doutrinas do islamismo a respeito das mulheres (casamento no islamismo, direitos da mulher, status da mulher em comparação com os homens, os deveres da mulher para com o seu marido, etc.).

Em seu livro, Al-Musanaf (Vol. 1, parte 2, página 263), Abu Bakr Ahmed Ibn Abd Allah (um dos sábios muçulmanos) disse: "Umar (o Justo Califa) estava certa vez falando, quando sua esposa o interrompeu, e ele disse a ela: ‘Você é um brinquedo, se precisar de você, eu a chamo’". Amru Bin Al Aas (também um Califa) disse: "Mulheres são brinquedos; escolha uma" (Kans-el-Ummal, Vol. 21, Hadith N° 919). O próprio Maomé disse: "A mulher é um brinquedo, quem quiser levá-la, deve cuidar dela", segundo Ahmed Zaki Tuffaha, na página 180 do livro Al-Mar’ah wal-islam (A Mulher e o Islamismo).

Que hipocrisia! Para ficar somente em alguns exemplos.

Minha interpretação:

Quanto mais uma ideologia secular ou religiosa se pretender superior à crítica, tanto mais, por isso mesmo, merece crítica. Por isso, à medida que qualquer sistema de crenças e comportamentos tradicionais seja secular, seja religioso sirva para racionalizar o desrespeito aos direitos dos indivíduos, ele deve ser criticado por violar os direitos humanos.

Mais opiniões no Blog em:

http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2010/05/capitulo-24-democrac...

Página no Irreligiosos sobre Islamismo:

http://irreligiosos.ning.com/forum/topics/qual-foi-a-necessidade

Já postado em Irreligiosos, sobre o Islã:

Os Deuses e o Delírio Religioso das Religiões!

Quem é o profeta profetizado? Jesus ou Maomé?

O valor de uma mulher: a Bíblia contra o Alcorão

http://irreligiosos.ning.com/profiles/blogs/o-del-rio-religioso-das...

Comentário de Oiced Mocam em 1 abril 2013 às 10:31

Por que não existe uma “bíblia” do cético sobre o Islamismo (Alcorão) ,porque não existe uma bíblia para inverter os ensinos islâmicos? em resposta, existe sim em Inglês!

O valor de uma mulher: a Bíblia contra o Alcorão

A Bíblia e o Alcorão concordam (mais ou menos) em alguma coisa? Porque sempre que eles fazem, você pode ter certeza que ambos os textos sagrados são irracionais,  estão errados,  corrompidos e falsificados com suas promessas de punição sádica e eterna. 

Conforme, Christopher Hitchens, “Só temos o direito de dizer, daqueles que realmente alegam conhecer a verdade da revelação, que estão enganando a si mesmos e tentando enganar ou intimidar os outros. Claro que é melhor e mais saudável para a mente “escolher” o caminho do ceticismo e da investigação em qualquer caso, porque apenas pelo exercício contínuo dessas faculdades podemos esperar conquistar algo melhor”.

Pegue o valor de uma mulher, por exemplo. Eles fazem-no a partir de ângulos ligeiramente diferentes, mas vem com a mesma resposta com suas intermináveis proibições e punições relativas ao sexo e sua promessa corrupta de infinita devassidão na próxima vida.  Uma mulher vale cerca de metade do que um homem.

Aqui está o que a Bíblia tem a dizer.

E a tua avaliação deve ser do sexo masculino de 20 anos de idade até aos 60 anos de idade, o teu estimativa será de cinqüenta siclos de prata .... E, se for mulher, a tua avaliação será de trinta siclos.

E se for de cinco anos até aos 20 anos de idade, então a tua avaliação serão os homens 20 siclos, e da mulher dez siclos.

 E, se for de um mês até cinco anos de idade, então a tua avaliação será dos homens de cinco siclos de prata, e para a tua avaliação feminino será de três siclos de prata.

 E se for de sessenta anos e acima, se for um macho, então a tua avaliação será shekels 15, e da mulher dez siclos. Leviticus 27:3-7 - Levítico 27:3-7. Então, dependendo de sua idade, as fêmeas são valem 1/2 a 2/3, tanto quanto os homens.

Mas o que o Alcorão diz?

Bem, não vêm a público, como o bom livro faz, e colocar um valor monetário na vida humana, do sexo masculino e feminino. Mas ele faz comparar o valor de homens e mulheres de um ponto de vista financeiro.

Allah  você a respeito de (provisão para) seus filhos: o equivalente masculino de parte de duas fêmeas, e se há mais mulheres do que dois, então o deles é de dois terços da herança, e se há um (só ), em seguida, a metade. Quran 4:11 - Alcorão 4:11

...até o macho é o equivalente da parte de duas fêmeas. - Quran 4:176 - Alcorão 4:176

E o Alcorão nos diz o quanto devemos confiar testemunho de uma mulher: é metade do valor que a de um homem.

E chamar duas testemunhas de entre os seus homens, duas testemunhas.  E se dois homens não estar na mão, em seguida, um homem e duas mulheres. - Quran 2:282 - Alcorão 2:282

Então Louvado seja Jesus e Maomé (manteiga de amendoim e geléia esteja com eles)! A Bíblia e o Alcorão concordam: uma mulher vale a metade tanto quanto um homem.

Fonte: http://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=2&ei=l...

O que é mais violento, a Bíblia ou o Alcorão?

A Bíblia tem mais do que o dobro de passagens cruéis ou violentos como o faz o Alcorão.  Mas a Bíblia é um livro muito maior.Como eles se comparam ao tamanho é levado em conta?

Violência e crueldade

 Total de versos

 Porcentagem

 Bíblia

1214

31173

3,89

Alcorão

 527  

 6236

8,45

Leia aqui:

O que diz o Alcorão sobre ...

Os não-muçulmanos serão torturados para sempre no inferno. O inferno é um lugar mais desagradável.

Amputação  

Crianças

 

 Crime   e Castigo

Decapitação  

 Democracia  

 Inferno  

Guerra   santa

Homosexualidade                       

 

Casamento  

 Sexo   oral

 Menstruação  

 Parenting  

 Poligamia  

 Tolerância   Religiosa

 Escravidão  

 ApedrejMENTO

 Direitos   da Mulher

Fonte: http://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=2&ei=l...

No Google: Skeptic's Annotated Quran

www.skepticsannotatedbible.com/...

http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2010/05/capitulo-24-democrac...

"Afirmo que somos ambos ateus. Apenas acredito num deus a menos que você. Quando você entender por que rejeita todos os outros deuses, entenderá por que rejeito o seu".

— Stephen Henry Roberts

 Sds

Oiced Mocam

Comentário de Erijosé Oliveira em 1 abril 2013 às 9:23

Deus na sua plenitude de acordo com a sua vontade projetou uma rejeição para os judeus.

Está explicado que Deus colocaria ciúmes nos judeus com um povo que era considerado como um não povo de Deus.

Jesus não veio criar um templo religioso e quando os seus seguidores lhe mostraram o templo de Salomão ele disse que ficaria alí pedre sobre pedra fazendo assim cumprir a profecia nos anos 70 com o Imperador Tito. Jesus veio para unir todos os povos numa religião espiritual e não em templos construídos por mãos humanas. Independentes de templo Para Jesus Cristo o templo são cada um de nós e para ele não existe acepção de pessoas. Portanto muitos interpretam que só osjudeus e os cristãos serão salvos e distorcem toda a interpretação do amor de Deus. Ele veio e morreu por todos e não existe esta que ele coclocou uma corda no pescoço para acreditarem nele através da religião cristã. Se fosse assim ele viria para os judeus de uma forma bem clara e isto prova que cada um tem a sua religião e os ensinamentos de bondade gravados nos seus corações.

Deus não está preocupado com tipo de religião e fé que voce possui e sim nas tuas boas obras de amor e paz para com a humanidade. Desta todos nós daremos conta.

Comentário de Erijosé Oliveira em 1 abril 2013 às 9:10
Comentário de Erijosé Oliveira em 1 abril 2013 às 9:04

Oiced amigo, voce tem uma interpretação cética. Tudo isto que voce interpretou para o cristianismo está da forma mais distorcida possível.

Voce interpreta o messias da tua maneira cética colocando os pingos do i abaixo do i.

A profecia diz que  messias viria para ser rejeitado e não deu outra e a profecia se cumriu.

Isaías 53

Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?

Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.

Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.

E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.

Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.

Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.

Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.


Comentário de Erijosé Oliveira em 1 abril 2013 às 8:54

Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. Mateus 5:20

Vemos aqui mais uma passagem na qual Jesus alerta a seus seguidores sobre o comportamento errado dos fariseus que se julgavam certos mas faziam coisas que não era a favor da lei. Em outro pono Jeus disse: Eu vim para cumprir a lei e os profetas. Paulo mais tarde completa dizento que a lei é santa e o mandamento é justo e bom.

Os judeus negaram a Jesus e era um plano divino, mostrando aqui claramente que religião não slva ninguém e sim as leis conforme elas são. Se um judeu nega a Jesus e pode ser salvo porque não pertence ao cristianismo, porque os espíritas, islâmicos e outras religiões que não consideram Jesus como filho de Deus irão ser condenados?

Porque os judeus tem mais prioridades que as outras religiões?

Isto não existe e não é assim que Deus trabalha. Paulo explicou que judeu é todo aquele que pratica a verdade conforme o mandamento de Cristo. É a circuncisão do coração e não da lei.

Comentário de Oiced Mocam em 31 março 2013 às 23:19

Comentário de Oiced:

E ainda Erijosé comentou: “Esta história de nascer de uma virgem, andar por sobre as água, ressucitar dos mortos e subir para o céu parece mesmo um conto de fadas...”.

Bem Erijosé, ou Erivelton, ou Profeta ou  representante da AMU (Associação dos Mulares Anônimos). Concordo totalmente com Vc em não acreditar em milagres, já é um bom começo, o suposto Jesus não é divino.

“Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre”. (
Fernando Pessoa)

Agora, para se tornar agnóstico, racionalista e um homem mais livre, agora só falta reconheceres que não existe  um super-homem Deus ou DI todo-poderoso inteligente  encarregado e envolvido  ativamente encarregado dos problemas deste mundo de dor e infelicidade.

Erijosé comentou:  “-Nunca lí em lugar nenhum da escritura algum trecho que afirme que Deus ou Jesus já apontou o dedo na cara de alguém e disse: Se não me seguir vái para o inferno”.

Comentário, sobre a Bíblia como você nunca leu:

Chamar a Bíblia de livro santo ou de guia moral é uma afronta à decência e a dignidade humana

O atribuido ao mestre Jesus fundador tem citações piores e tambem obra de carpintaria ruim e exemplos aterradores. Será que as pessoas tem a noção do que vai abaixo :

Jesus não mostra nenhuma compaixão por um de seus discípulos, dizendo a um homem que tinha perdido o pai: "Deixa aos mortos sepultar os seus mortos. " [Mt 8:21-22]

Famílias serão separadas por causa de Jesus (esta é uma das poucas "profecias" na Bíblia que se tornou realidade). "E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai, o filho; e os filhos se levantarão contra os pais e os matarão." [Mt 10:21]

Jesus diz que ele veio destruir as famílias fazendo que os familiares odeiem um ao outro. "Não vim trazer paz, mas espada." [Mt 10:34-36]

Jesus nos adverte não amar muito nossos pais ou crianças. Nós temos que ter certeza que o amamos (a quem nem mesmo sabemos se existiu) mais que a nossa família. [Mt 10:37]

Quando a mãe de Jesus e seus irmãos foram vê-lo, ele rudemente pergunta, "Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?" Estes são os valores familiares de Jesus. [Mt 12:47-49]

Jesus é criticado pelos fariseus por não lavar as mãos antes de comer. Ele se defende atacando-os por não matar as crianças desobedientes de acordo com os mandamentos: "Quem maldisser ao pai ou à mãe, que morra de morte." (Veja em [Ex 21:15], [Lv 20:9], [Dt 21:18-21]) Assim, Jesus pensa que deveriam ser mortas as crianças que amaldiçoam seus pais. Isto lhe parece correto? [Mt 15:4-7]

Abandone sua esposa e filhos por Jesus e ele lhe recompensará. [Mt 19:29]

Jesus nos diz: "ninguém na terra chameis vosso pai." Como nós podemos honrar nosso pai se nos recusamos a chamá-lo de pai? ([Ex 20:12], [Dt 5:16]). [Mt 23:9]

"Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!" Por que? Deus odeia as grávidas? [Mt 24:19]

Jesus desrespeita sua mãe e irmãos perguntando, "Quem é minha mãe e meus irmãos?" quando lhe é falado que sua família queria falar-lhe. [Mc 3:31-34]

Jesus critica os judeus por não matar as crianças desobedientes como diz as leis do Velho Testamento. [Mc 7:9-10]

Jesus recompensará os homens que abandonarem suas esposas e famílias. [Mc 10:29-30]

Quando os pais de Jesus viajaram para Nazaré, Jesus (com 12 anos então) ficou para trás, sem pedir-lhes permissão. Maria e José o procuram durante três dias e quando finalmente o acharam, Jesus não se desculpa. Ele lhes diz: "Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?" [Lc 2:43-49]

Pedro e os companheiros dele (Tiago e João) abandona suas esposas e filhos para seguir Jesus. [Lc 5:11]

Quando Jesus soube que a sua mãe e irmãos queriam vê-lo, ele ignora e os insulta dizendo que a sua mãe e irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus. [Lc 8:20-21]

Jesus nem mesmo deixa seus seguidores enterrarem os pais mortos ou dizer adeus para as suas famílias antes de os abandonar. [Lc 9:59-62]

Jesus profetiza que as famílias serão divididas por causa dele. Tristemente, esta é uma profecia que foi cumprida. [Lc 12:53]

Jesus diz que seus discípulos têm que odiar as suas famílias (mães, pais, irmãos, irmãs, maridos, esposas e filhos) e a própria vida. [Lc 14:26]

Se você quiser ser um discípulo de Jesus, terá que abandonar tudo, incluindo sua família. [Lc 14:26]

Abandone sua esposa e filhos por Jesus e ele lhe recompensará. [Lc 18:29-30]

Jesus diz que alcançarão o céu aqueles que não se casarem. Isso significa que os casados não poderão ir para lá. Todo mundo terá que se divorciar, ou o que? [Lc 20:35]

Jesus fala rudemente com sua mãe, dizendo: "Mulher, que tenho eu contigo?" [Jo 2:4]

Jesus mente para sua família, dizendo que não iria a uma festa "porque ainda o meu tempo não está cumprido", mas ele entra logo após, " oculto." [Jo 7:8-10]

 Erijosé: “- O plano é feito pela fé e Deus nos trata como criançinhas, pois sabe como criou e a quem criou. Ele também disse: Quem não aceitar o reino de Deus como uma criança jamais entrareis nele. Não parece ser coisa de criança todas estas coisinhas que estão escritas nas escrituras? Mas é assim que Deus age”.

Resposta:

E o problema do mal e do sofrimento, milhares de crianças inocentes morrendo de sede, fome... A cada cinco segundos uma criança morre de fome no mundo. Cada cinco segundos.  Uma criança. É dificil acreditar que Deus lança sobre as pessoas câncer, gripe, pestes, ou Aids (até sobre crianças inocentes).  Eri, Erijosé...?  Em que mundo de fantasias Você vive? - Faz parte do “plano de deus” pois sabe quem criou e como criou?  Louvá-lo pelo quê? Mutilação e tortura? Pelo seu grande poder de infligir  dor e infelicidade a pessoas inocentes? Onde está esse deus agora? Irrespondivel! Seu Deus quer que retornemos a infância da ignorância.  È compreensível!

Para quase dois bilhões de pessoas, a Bíblia é um livro sagrado que contém a palavra de Deus. É a fonte de suas convicções religiosas. Porém poucos daqueles que acreditam na Bíblia a leram de fato. Isto pode parecer estranho, mas alguns nunca leram a Bíblia. Mas qualquer um que tenha se aventurado por suas trivialidades redundantes e cansativas, genealogias infinitas, histórias e leis insensatas, sabe que a Bíblia não é um livro fácil de ler. Assim, não é surpreendente que aqueles que começam a ler o Gênesis raramente chegam ao Levítico. E os poucos crentes que sobrevivem ao fim amargo do Apocalipse, têm que enfrentar um dilema perturbador: a sua fé lhes diz que deveriam ler a Bíblia, mas lendo a Bíblia eles arriscam a sua fé.

O problema é (acreditando-se que a Bíblia foi inspirada  ou psicografado por Deus), obra de ficção interessante e poética,  que quanto mais se lê, menos se acredita. Para proteger a fé na Bíblia, muitos deixam de lê-la, embora poucos admitam isto. Nem mesmo para eles.

Voltaire captou bem há muito tempo: “ Aqueles que são capazes de convencê-lo de absurdos são capazes de fazê-lo cometer atrocidades”. Assim como Bertrand Russel:  “Muita gente prefere morrer a pensar. Na verdade é isso o que fazem. O cristianismo, tanto quanto o islamismo, ensina às crianças que desde o berço a fé, sem questionamentos é uma virtude. Não é preciso defender aquilo em que se acredita.  Se alguém anuncia que isso faz parte de sua , o resto da sociedade, tenha a mesma fé,  outra fé ou nenhuma fé, é obrigado, por um costume arraigado, “a respeitar sem questionar”.

A solução mais popular para este problema é deixar a Bíblia a cargo do clero e dos mercadores da fé. O clero então faz citações da Bíblia e sermões, e explica seu o significado aos outros. Um cuidado extremo é tomado, é claro, para citar das partes da Bíblia que exibem o melhor lado de Deus e ignorar aqueles que não fazem. Isto significa que só uma fração da Bíblia é citada. Isto em si não é um grande problema, porque embora a Bíblia não seja um livro muito bom, é muito longa.

Mas se pouco da Bíblia realmente é usado, então por que o resto não é apagado? Por que as passagens redundantes (as quais são frequentemente contraditórias) não são combinadas em único e consistente livro? Por que não são eliminadas as centenas de crueldades e absurdos? Por que não são removidas as partes ruins do Livro Bom? . Isto resultaria em um livro muito menor, porém requer uma cirurgia volumosa, e pouco permaneceria.

Quase todas as passagens da Bíblia são de uma maneira ou outra censuráveis. Mas talvez com um pouco de sorte e uma edição muito cuidadosa, um pequeno folheto poderia reproduzir a Bíblia - um que poderia ser chamado de bom. Talvez. Mas para os crentes, a Bíblia inteira é inspirada, e tem Deus como seu autor. Cada passagem contém uma mensagem de Deus que não deve ser alterada ou apagada. Assim o crente está simplesmente preso à Bíblia. Ele acredita que ela é boa, verdadeira, e perfeita. Quando a Bíblia lhe parece contrária a isso, como sempre, ele inventa a sua interpretação da Bíblia - não o que ela diz. A defesa do crente é ajudada por aqueles doutrinadores que divulgam isto. Eles invariavelmente são bons crentes interessados em promover e defender a Bíblia.  

E o fazem de muitas formas, e seus esforços normalmente incluem pelo menos um dos seguintes:

- Mostram consistência entre as passagens redundantes, nunca mencionando as contradições.

- Promovem explicações e desculpas para os absurdos, crueldades, vulgaridades e insultos às mulheres - quando não os ignoram completamente.

- Enfatizam as poucas passagens que apresentam uma imagem decente de Deus.

- Colocam anotações no rodapé para explicarem qualquer dificuldade.

São publicadas e distribuídas milhões de Bíblias a cada ano por crentes num esforço incansável para propagar suas convicções. Por conseguinte, quase todo o mundo, crente ou cético, tem uma cópia em casa. Entre estas Bíblias serão achadas muitas versões diferentes, mas todas têm algo em comum: todas edições apoiam, promovem e defendem a Bíblia.

A Bíblia do Cético Comentada tenta curar este desequilíbrio. São realçadas as passagens que são um embaraço aos crentes, e são enfatizadas as partes da Bíblia que nenhum erudito em qualquer igreja, grupo de estudo da Bíblia ou escola dominical diria. Estas passagens testam suas convicções. As contradições e falsas profecias na Bíblia não são nenhum engano; as crueldades, injustiças e insultos às mulheres, não são coisas boas.

A Bíblia do Cético ajudará aqueles que acreditam na Bíblia a reconsiderarem honestamente sua convicção. Ajudará aqueles com pouco conhecimento da Bíblia a resistir à tentação de acreditar. E ajudará aqueles que já rejeitaram a Bíblia a defender a sua posição.

Quantas pessoas foram mortas por Deus, nessa farsa tragicômica do ciumento Deus contra outros deuses?

Não é possível precisar o número exato, já que não se pode contabilizar quantos morreram no dilúvio (por que Deus estava com raiva matou praticamente toda a raça humana), ou em Sodoma e Gomorra, e em outros incontáveis massacres. Portanto vamos considerar apenas os números explícitos na bíblia. a contagem nesse momento está em dois milhões, duzentos e quarenta e cinco mil, quinhentos e noventa e uma mortes, todas provocadas ou ordenadas por Deus.

Vale lembrar que esse número, 2.245.591 apesar de grande, é apenas uma pequena parcela das mortes supostamente cometidas por Deus, já que não há como calcular as diversas mortes ocorridas em massacres à povos não mencionados na bíblia. (Felizmente tais não aconteceram, mas estão lá para tentar provar que um deus judaico-cristão existe).

Está na hora de todos nós reavaliarmos e deixarmos de acreditar, ou fingir que acreditamos neste livro que é uma afronta à decência e a dignidade do ser humano.

Crueldade e Violência na Bíblia

Como devemos encarar a história bíblica: Como uma alegoria? Alegoria de quê então? Certamente nada digno de louvor. Como lição moral? Mas que tipo de princípio moral pode se tirar dessas histórias apavorantes!

“Mate todo mundo que tem convicções religiosas diferentes da sua”. [Dt 17:2-7]"O que sacrificar aos deuses e não só ao SENHOR será morto." Se esta ordem fosse obedecida, então deveriam ser mortas as quatro bilhões de pessoas que não acreditam no deus bíblico. [Ex 22:20]

Se você irritar a Deus, ele o matará e sua família ficará órfã. [Ex 22:24]

Se você adorar o deus errado, o Deus ciumento o matará. [Dt 6:15]

Mate aqueles de outras fés. [Dt 12:30]

Deus fará os pais devorarem os filhos e os filhos devorarem os pais. [Ez 5:10]

Fonte: Leia mais em ,

 http://www.bibliadocetico.net/crueldade.html

http://www.bibliadocetico.net/absurdos.html

http://www.bibliadocetico.net/valores.html

http://www.bibliadocetico.net/injusticas.html

http://www.bibliadocetico.net/intolerancia.html

Colaborou com um pouquinho de esperança, Oiced Mocam

Comentário de Oiced Mocam em 31 março 2013 às 21:05

“Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre”.
Fernando Pessoa

Quem é o profeta profetizado? Jesus ou Maomé

"Eis que lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar. " [Dt 18:18]

"Porque Moisés disse:

O Senhor, vosso Deus, levantará dentre vossos irmãos um profeta semelhante a mim; a ele ouvireis em tudo quanto vos disser. E acontecerá que toda alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo. E todos os profetas, desde Samuel, todos quantos depois falaram, também anunciaram estes dias. " [At 3:22-24]

O site IslamLand.org diz que a Bíblia fala sobre Maomé. O profeta descrito no verso anterior tem que ter as seguintes características:

1) Ele seria como Moisés.

2) Ele descenderia dos israelitas (i.e ismaelitas).

3) Deus porá suas as palavras na boca do profeta e ele declarará o que Deus lhe ordenou.

Vamos ver de qual profeta Deus estava “falando”:

1) O profeta seria como Moisés. Mesmo que Jesus realmente fosse um profeta, ele não é o profeta mencionado aqui. Ele nasceu e morreu milagrosamente. Por outro lado, Maomé se parece mais com Moisés; nascido de um modo natural e ambos tiveram mortes naturais.

2) Sobre os ismaelitas. Abraão teve dois filhos, Ismael e Isaque. Ismael se tornou o avô da nação árabe. E Isaque se tornou o avô de nação judia. O profeta falado deveria vir não dos judeus, mas dos seus irmãos, os ismaelitas. Maomé é um descendente de Ismael.

3) Deus porá as suas palavras na boca dele. Deus enviou o anjo Gabriel para ensinar a Maomé as palavras exatas que ele deveria repetir às pessoas. Estas estão escritas palavra por palavra no Qur'an.

Quem é o profeta profetizado?

Resposta: Depende da crença dos seus pais e do país em nasceste!

CAIM e ABEL um exemplo? Mas é assim que Deus age?

Caim está preocupado depois de matar Abel e diz, "Todo aquele que me achar me matará." É uma preocupação estranha, já que só havia duas outras pessoas na ocasião - os pais dele! [Gn 4:14]

"E saiu Caim de diante da face do SENHOR." Eu acho que Deus não sabe de tudo. [Gn 4:16]

"E conheceu Caim a sua mulher." Mas de onde essa mulher veio? [Gn 4:17]

Lameque mata um homem e afirma que desde o assassinato de Caim seria castigado sete vezes, porém no caso dele, serão setenta e sete vezes. Isso me parece justo. [Gn 4:23-24]

"E a Sete... nasceu um filho." Onde ele encontrou sua esposa? [Gn 4:26]

 “Este processo de amor e paz foi ensinado a sua criação desde os tempos de Caim e Abel quando Deus disse a Caim que sua oferta seria aceita se ele procedesse bem, mas como ele reagiu errado sua oferta foi rejeitada.” 

Será mesmo? Vejamos! A marca de Caim e valores familiaresDeus gostou mais do sacrifício de Abel do que dos legumes de Caim. Por que? Bem, nenhuma razão é determinada, mas provavelmente tem algo a ver com a quantia de dor e sangue envolvidos. [Gn 4:3-5]

Porque Deus gostou mais do sacrifício de Abel do que dos legumes de Caim, este mata seu irmão Abel por ciúmes religioso. [Gn 4:8]

"E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que não o ferisse qualquer que o achasse." [Gn 4:15]

Até 1978 para os mórmons não era permitido homens negros celebrarem o sacerdócio. Isto era baseado, em parte, no Gênesis 4:15, onde Deus coloca uma marca em Caim depois que ele matou seu irmão Abel. Joseph Smith (fundador da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) e posteriores líderes interpretaram o "sinal em Caim " como a cor da pele, no caso negra. Porém, deve ser registrado que os mórmons não estavam sós nesta interpretação. Muitas denominações protestantes na ocasião da fundação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tiveram a mesma compreensão racista do "sinal de Caim."

Comentário de Erijosé Oliveira em 31 março 2013 às 12:04

Mandar matar os infiéis hereges? Pelo que sei a ICAR que mandou fazer isto associado a um regime político. Jesus disse sim que quem fizesse o mau iria para o inferno, mas não acusou fulano ou beltrano particularmente que não fazia parte de seus ensinos. O ensino de Jesus atende a uma idealização universal que inclui judeus e gentios. O mandamento de Jesus não engloba religiões e sim a todos os seres humanos independente de suas particularidades. Segundo Jesus ele é o caminho a verdade e a vida e não existe um outro melhor ensino tão explicativo quanto a sua doutrina de amor e paz. Muitas outras ensinam suas verdades mais não praticam aquilo que dizem, por isto Jesus chamou a responsabilidade para sí não menosprezando a fé e o entendimento de cada um. Um exemplo seria de um jovem que disse a Jesus tudo o que tinha feito, mas Jesus disse a ele que faltava apenas uma coisa e não pediu para ele mudar seus conceitos. Se tornar cristão é uma opção de fé a um bom entendimento da sua doutrina.

------------------------------------------------------------------------

Comentário de Ivo S. G. Reis Não, ele não fala só que vai pro inferno. Ele faz pior: manda matar os infiéis hereges. Bem, Deus não poderia mesmo apontar o dedo na cara de ninguém porque ele nunca apareceu cara a cara para qualquer pessoa. Mas nas "suas palavras" (???) na Bíblia, deixa bem claro que quem não O seguir vai se ferrar, de uma forma ou de outra. Ah, Erijosé, pó parar, pó parar!

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2018   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço