Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Por que os porcos chafurdam na lama ? (artigo de Gentil Lopes da Silva, atualizado e recomendado) - debatam!

Nosso colega Gentil Lopes da Silva, que assim se descreve em seu perfil "Sou engenheiro, mestre em matemática, professor universitário e escritor. Tenho vários artigos combatendo as religiões e mais três livros escritos sobre o gênero", atualizou mais uma vez seu excelente artigo "Por que os Porcos Chafurdam na Lama?", depois de ler a matéria da colega Divina sobre os pastores mais ricos do Brasil. Em outra oportunidade, mais especificamente, na segunda atualização do artigo, eu já havia recomendado aos colegas a sua leitura mas, infelizmente, tal recomendação não surtiu o efeito esperado, provavelmente porque o artigo (muito longo) veio como anexo, em arquivo PDF e todos sabemos a resistência que as pessoas têm quando precisam baixar um artigo para poderem ler. E a causa, na minha visão, só pode ser esta, porque a qualidade do artigo é excepcional, merecendo um profundo debate.

Para não privar nossos colegas dessa interessante leitura, resolvi mudar a estratégia, publicando vários excertos dos principais trechos e, ao mesmo tempo, a minha avaliação sobre o assunto. Indo mais além, mandarei um email-circular a todos os membros, chamando-os para o debate. O pensamento irreligioso, em assuntos dessa natureza, precisa ficar registrado.

Dito isto, seguem abaixo, alguns excertos dos trechos que achei interessantes e, ao final, o link completo para baixar o arquivo PDF, para quem desejar ler toda a íntegra do artigo. Eis os trechos que destaquei (os grifos são meus e os textos são "sic", ou seja, sem correções, salvo de formatação):

-----------------------------------------------------------------------------------

EXCERTOS DE "POR QUE OS PORCOS CHAFURDAM NA LAMA?"

[...] 

  1. " A razão nos diz que todos os igrejeiros são corresponsáveis  por todas as atrocidades cometidas, e ainda cometidas, pelas religiões. Se os porcos chafurdam na lama é porque a lama existe. (Gentil)"
  2. " [...] O que me causou certa indignação foi o jornalista ter deixado de fora da sua reportagem a principal causa “para o crescimento do protestantismo no país ”, que é nada mais nada menos que a CEGUEIRA de parte significativa da população brasileira. Ademais, se o Brasil é o maior país católico do mundo, isto é motivo de vergonha para nós brasileiros, significa tão somente que o Brasil abriga o maior número de cegos e analfabetos do mundo, espiritualmente falando."
  3. [...] uma das explicações para o crescimento do protestantismo no pais é que, enquanto o catolicismo ainda prega um olhar conservador de vida após a morte, em vez de riquezas terrenas, para o evangélico, especialmente o “neo-pentecostal”, ser próspero é uma vitória. A doutrina, conhecida como “teologia da prosperidade”, é o que marca a fundação das igrejas evangélicas de maior sucesso no Brasil.

  4. [...] 

    Cegueira universal
    Quando um autor escreve um livro, ou artigo, ele tem que optar por um de vários caminhos que se lhe apresentam em sucessivas “bifurcações”, pelo  menos este  é o meu caso. Para cada livro que escrevo e publico deixei de escrever dois outros, para cada artigo que escrevo deixei de escrever outros três:

    Com o presente artigo não foi diferente, neste momento encontro-me frente a uma bifurcação posta pela reportagem em pauta [Os pastores mais ricos do Brasil] e optarei por um dos caminhos. Nesta reportagem lemos sobre o “bispo” Edir Macedo, que encabeça a lista dos mais ricos: Edir Macedo - Fortuna: US $950 mihões.

  5. Há mais de dois anos venho anunciando na Universidade o meu livro “Exumação e Julgamento de Deus ”. Parece mentira: nunca vendi um único exemplar! . . .Em um ambiente universitário, enfatizo.

    Estive elucubrando sobre possíveis causas. A primeira que me ocorreu é que a universidade (UFRR) divide-se majoritariamente entre católicos e evangélicos. A segunda é que quando se está a sonhar um belo sonho − “vida eterna junto com os anjos, arcanjos, serafins e paraísos” − ninguém quer ser acordado e ainda ter que pagar para isto? . . . ´E pedir demais! 

  6. Pois bem, minha filha me pediu, em certa ocasião, para doar um exemplar do livro a uma amiga sua, eu o fiz. Algum tempo depois minha filha me traz a notícia de que sua amiga não havia lido o livro. Motivo: Estava com medo de perder sua fé, porquanto ela e sua família são católicas. Dias depois recebo uma carta desta sua amiga (que é universitária). Irei transcrever um trecho da carta.
    [. . .] Ganhei do senhor um livro intitulado "Exumação e julgamento de Deus" cujo autor chama-se: Gentil, o iconoclasta (de sua autoria, portanto). Não o li − ainda − e explicarei o porquê. Sou cristã católica. Não é do meu interesse ir de encontro a minha fé, haja vista ser uma teófila (amiga de Deus). O título é sinistro (risos). Não desprezo seu artigo, tampouco sou do índex para censurá-lo e queimá-lo, isso é coisa medieval. Portanto, não pense que deixei de lê-lo por indisposição ou desprezo, simplesmente me privei de tal leitura para não sentir dúvidas. Estou disposta a ler qualquer outra publicação sua que não trate de religião. Então? . . .Tadinha, isto me causa dó, ao constatar no que as religiões transformam nossos jovens, em verdadeiros fósseis vivos. Esta postura pode sem dúvidas ser representativa da maioria dos “universitários”. Ela não deu-se conta de que estar sim censurando meu livro e que, portanto, esta é uma postura medieval − segundo suas próprias palavras.

------------------------------------------------------------------------------------------

Vou parar por aqui. Pelos trechos destacados já possível perceber a qualidade e a profundidade do texto. Que os colegas avaliem!

Abaixo, o link clicável para download do PDF:

Por que os Porcos Chafurdam na Lama?

Saudações Irreligiosas!

Exibições: 477

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Moacir Almeida Rocha em 15 maio 2016 às 23:09

Olá João, dizia Friedrich Nietzsche: " Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas".

Saudações Irreligiosas.

Comentário de João Batista Costa em 14 maio 2016 às 22:03

Sigmund Freud escreveu em seu livro "O Futuro de uma ilusão" que: "o homem não deixará ser persuadido de sua crença, não a força de argumentos ou com proibições. Se, conseguir isso com algum deles será uma tremenda injustiça, porque quem tomou soníferos durante décadas, quando se vê privado do seu remédio não poderá mais dormir".

Comentário de Paulo Rosas Moreira em 4 setembro 2015 às 10:34

Ivo S. G. Reis !

Vou ser curto e grosso; diante da exposição do brilhante trabalho de nosso Companheiro Gentil Lope3s da Silva como ele se classifica "Sou engenheiro, mestre em matemática, professor universitário e escritor,(bem feito quem mandou não estudar-rsrsrs), e como afirmei ser curto e grosso, eu tenho a firme convicção de que os religiosos possuem a SÍNDROME DO AVESTRUZ, o que mais posso aduzir ?!

Saudações Irreligiosas.

Comentário de Moacir Almeida Rocha em 1 setembro 2015 às 19:30

Olá Gentil, analise o conteúdo desse texto e observe, se não é a cara dos religiosos!

Em termos de comunicação global, você pode ser carpa, tubarão ou golfinho.

A carpa segue a lei da menor resistência. É praticamente cega. Quem está vivendo como a carpa (há muita gente assim, muita gente mesmo) não está a par do que acontece. Está desconectado da realidade. Não gosta de ser assertivo. Tem medo de dizer "não". E pensa assim, no seu dia-a-dia. "O Universo é um lugar escasso. não vou nem jogar, pois não vou ganhar mesmo!...Se jogar, é pra perder, pois ganhar eu sei que não ganho."A carpa não vê nem a curto nem a longo prazo, sacrificando-se durante a sua existência. São as vítimas do mundo.

O  tubarão, por sua vez, consegue ver a curto prazo, mas ignora as consequências a longo prazo. Está sempre procurando levar vantagem sobre os outros. Joga o jogo do ganha/perde. Não tem auto-confiança, nem confiança no outro, nem confiabilidade. No seu dia-a-dia, pensa de modo muito semelhante 'a carpa: "O Universo é um lugar escasso, não tem o bastante para todos. Portanto, eu vou conseguir o meu a qualquer custo."

Existe uma terceira alternativa de viver e se comunicar com o mundo. Essa alternativa só existe para aqueles ricos de espírito que estão além da preocupação de somente sobreviver. Essa alternativa constitui uma mudança de paradigma. É a estratégia do golfinho, que cultiva a confiança em todos os sentidos. Em si mesmo, nos outros e no Universo inteiro. Joga o jogo do ganha/ganha. E sabe fazer mais com menos. Vive a longo prazo, e ao mesmo tempo vive atento ao presente, ao curto prazo. Q golfinho pensa assim: "O Universo é potencialmente um lugar abundante, tem para todo mundo. Para eu ganhar, você não precisa perder, a não ser que você insista - aí o problema é seu."

Na sua comunicação, você pode escolher influenciar ou manipular os outros. A tecnologia é a mesma. Mas as consequências são bem diferentes.

A escolha continua sendo sua!

Os religiosos, nunca chegarão nem através de sonhos ao pensamento do golfinho, porque? São egoístas, não confiam em si mesmo, não confiam nos outros de um modo geral, e o pior de tudo é que, tem medo de si próprio, tem medo da morte, tem medo de deus, tem medo do demônio/satanás/lúcifer/diabo, o inimigo e etc, etc, etc. Os religiosos acreditam no que não vê, e não acreditam no que vê ou seja, olham mas, não enxergam.

Os religiosos com toda certeza, vivem como a carpa e o tubarão.

Saudações Irreligiosas!

 

Comentário de Paulo Luiz Mendonça. em 31 agosto 2015 às 9:44

É verdade amiga Divina, Os religiosos mais fanáticos sempre rejeitam a ideia de dar uma olhada no outro lado da moeda, eles preferem manter suas mentes dentro de um cercadinho restrito, cercadinho este imposto pelos espertos dirigentes religiosos. A crença em deus colocada na mente desde criança, dificilmente o religiosos consegue se libertar dos grilhões deste fanatismo. Um abraço.  

Comentário de Divina de Jesus Scarpim em 30 agosto 2015 às 21:04

Acho que já contei aqui o dia em que fui passear com uma amiga e quando conversamos sobre esse assunto, ela disse que não queria pensar nisso porque sabia que se pensasse deixaria de acreditar como eu deixei. E ela disse exatamente isso: "Eu não estou pronta para viver sem deus na minha vida".

Assim como elas, a minha amiga e a universitária de que fala o artigo, existem muitas e muitas pessoas, se pelo menos não houvesse um número tão grande dessas pessoas que por não terem coragem de "viver sem deus" não se contentam em crer de forma "light" (como essa minha amiga), eles se tornam fanáticos, preconceituosos e extremamente perigosos... ou assustadores mesmo, como sempre digo...

Comentário de Paulo Luiz Mendonça. em 29 agosto 2015 às 11:56

Amigo Gentil, parabéns pelo seu texto é bastante esclarecedor. Essa moça, a qual não leu seu livro para não ir de encontro a sua fé, isso é fácil de entender, não quis ler com medo de destruir sua fé, pois sua crença em deus é extremamente frágil, não tem consistência alguma, a chama da sua fé só se mantem acesa pelo fato de ir ao templo reacende-la todas as semanas. Outra coisa que deixou-me desanimado é saber que universitários, os quais deveriam ter uma mente mais aberta, na sua maioria estão bitolados em serem escravos das religiões. Tenho usado uma tática para que os religiosos leiam meus textos, falo como se acreditasse neste deus, mas nas entrelinhas dou as cutucadas mostrando a negligência do tal deus, mostro com fotos os sofrimentos da terra sem que o deus deles interfira para ajudar os necessitados, veja meu texto já publicado nos irreligiosos ( como deus é bom). Um abraço ao Gentil e a todos nossos amigos irreligiosos.  

Comentário de SERGIO MESQUITA RANGEL em 28 agosto 2015 às 16:46

Acho que a ausência de vida e de existência sempre foi vista como uma espécie de “eternidade” pelos humanos. Parece que as estrelas vivem mesmo, bem mais que nós. Nossa existência aqui, parece mesmo injusta, de tão efêmera que é, diante de um universo simplesmente colossal.

Assim, os humanos são levados a especular o que aconteceria com eles após sua morte, buscando algo que os integrem com essa eternidade. Daí a famosa pergunta: “Onde passarás a eternidade?” Esse é o precioso veio, em que que todas as religiões mineram e extraem seus fabulosos lucros, pois o ser humano ainda se sente pequeno demais e está apavorado demais com a idéia da morte e suas consequências, para poder pensar no assunto com mais serenidade, objetividade e sobriedade.

As religiões vão sobrevivendo das mentiras que inventam para dar um sentido próprio e um toque pessoal às expectativas de seus adeptos e dos tranquilizantes que lhes vendem à medida em que amenizam essa expectativa tão fatal.

É um sistema muito complexo, de trocas e negociações entre o tangível e o intangível, patrocinado, é claro, pelo auto-engano.

Comentário de Lilian Sokorowa em 28 agosto 2015 às 1:44

Senhor Gentil:

Li seu artigo e o achei muito bom, refletindo uma realidade que todos nós, irreligiosos, já detectamos. Fez-me lembrar um outro artigo meu que escrevi aqui mesmo para os irreligiosos, tratando sobre pastores e ovelhas e onde questionava de quem era a culpa maior desse estado de coisas: dos pastores ou das próprias ovelhas? No meu entender, era das ovelhas e os pastores só existiam porque também existiam as ovelhas. Acabando-se com as ovelhas, os pastores deixariam de existir e teriam de trocar de profissão.

Isso é mais ou menos parecido com a analogia dos porcos e da lama, ou seja, os porcos só chafurdam na lama quando ela existe, próxima a eles..

Mudando de assunto, vou dar-lhe uma sugestão: divulgue o seu livro "Exumação e Julgamento de Deus" aqui no Irreligiosos. Temos uma página própria para isso e seria muito interessante colocar sua obra em discussão porque aqui, sem dúvida, ele seria lido, apreciado e debatido, como convém. Parabéns!

Comentário de Alexandre Estrela em 28 agosto 2015 às 0:36

Eu sinceramente me considero uma pessoa muito calme, eu só deixo viver. Mas me entristeço quando vejo pessoas deixando de ir atras de conhecimento por medo. Vejo que o medo de perguntar "Por que ?" é muito presente na nossa sociedade, pessoas deixando de ir atras do saber por conta de sua religião, sabe, sinto-me angustiado, oque se vê é que pessoas como essa menina que se recusou a ler o livro, pelo simples falo de ir contra o pensamento dela, não é o medo de fato da dúvida, que o livro pode lhe proporcionar, mas sim da resposta que ele pode lhe dar. Porque certamente a dúvida ela já tem. Me pergunto quantas pessoas vão deixar de ler Nietzche, e suas grandes obras filosóficas por conta de medo de ir atras do conhecimento. E oque mais me incomoda é que essas pessoas que permanecem na ignorância tentam atrair outras pessoas, tentam impor a outras pessoas, coisas que nem elas sabem oque são, pois tem medo de ir mais fundo. E oque mais me entristece é que essas pessoas tentam a todo custo frear quem realmente tentam ir atras da sabedoria, e quando você usa argumentos elas vem com falacias que nem compreendem. E deliberadamente saem jorrando essa ignorância, falando besteiras, e achando que tem propriedade no que falam. Como Barão de Montesquieu já dizia: "Quando menos os homens pensam, mais eles falam". Mas oque me incomoda não é o fato dessas pessoas não pensarem, mas sim de tentar introduzir isso nas outras pessoas. E o pior é que isso não se estende apenas pelo lado religioso, mas por todas as áreas do conhecimento. Bom, em relação a isso tudo, sigo apenas estudando e tentando entender, tentando conhecer tudo isso. O conhecimento é como uma luz jogada às trevas, quando iluminada, tantas novas coisas a aprender, um brilho muito mais belo do que já foi antes. Quando as pessoas entenderem isso, acho que ai sim as coisas começarão a muda.   o/

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço