Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Templo de Salomão, um monumento à velhacaria evangélica - governo diz amém e prestigia

Prestigiado pela alta cúpula do governo brasileiro, foi inaugurado no Brás (SP), no dia 31/07/2014, o megatemplo da Igreja Universal do Reino de Deus, batizado com o sugestivo nome de “Templo de Salomão”, aos custo informado de 680 milhões de reais. Ao evento estiveram presentes a presidente Dilma Roussef,  o vice-presidente Michel Temer (PMDB/SP), o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante (PT/SP), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB/SP), o Secretário Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, o prefeito Fernando Haddad (PT/SP), ministros do STF e do STM, 15 governadores estaduais, além de vários prefeitos e outras autoridades e personalidades políticas. Como se vê, prestígio e reverência não faltaram. Mas para quê? E por que o governo brasileiro deu seu aval a essa farsa?

Rei Salomão, "Templo de Salomão", Riquezas e Minas do Rei Salomão... História ou Estória?

Para os que acham os termos " farsa" ou "velhacaria evangélica" um tanto pesado, basta pesquisar o significado do evento, a sua motivação e os fatos em que foi baseada a decisão de construir o templo, totalmente judaizado, parecendo um monumento a um cristianismo judaico ou um judaísmo cristão, tanto faz. Se isso ainda não existia, passará a existir, a partir de agora.

O AT relata, com riqueza de detalhes, os reinados dos 2º e 3º reis de Israel, Davi e Salomão, no século X a.C. Entretanto, até hoje, não se produziram provas inequívocas e irrefutáveis que confirmem a grandiosidade daqueles reinados e até mesmo a existência de seus monarcas, a despeito das intensas pesquisas e escavações arqueológicas feitas até o momento.

Muito mais duvidosa do que a existência do rei Davi é a de seu filho, Salomão. Consequentemente, tudo que a ele se refere: o grandioso templo que supostamente mandou construir a pedido de seu pai, sua sabedoria, seus poderes mágicos, suas minas, a arca da aliança, suas riquezas.

Não se pode radicalizar e nem é sensato dizer que a Bíblia seja apenas uma coleção de lendas e mitos, embora seja esta a predominância em toda as suas narrativas. É claro que alguns fatos históricos em relação a personagens e localidades podem ser comprovados, já que sabemos que, na Bíblia, estão misturados lendas, mitos, mentiras e realidade. O grande problema dos pesquisadores é separar e pinçar, nessas narrativas de apenas cerca de 20% de confiabilidade, o que é falso ou verdadeiro, o que é história ou estória. E Salomão, sua sabedoria e poderes mágicos, seu templo, suas minas, seu reinado, suas riquezas, ainda não estão catalogados como verdades. Ninguém jamais achou ou comprovou a existência da tal "arca da aliança", nem vestígios dos tesouros de Salomão ou dele próprio, um super-herói bíblico, do qual só existem estórias e teorias (nenhuma delas científica, capaz de transformá-las em história).

Para os profissionais da fé, não importa saber se o rei Salomão verdadeiramente existiu, o mesmo se podendo dizer em relação a Jesus. O que importa é o simbolismo e poder das suas realizações e mensagens que supostamente deixaram - excelentes produtos de marketing. E no marketing religioso, principalmente o evangélico, o que vale é o impacto visual e a força das mensagens, já que os fiéis não se importam muito em conhecer as verdades, bastando-lhes o que seus líderes religiosos afirmam e dão como verdadeiro. Se eles dizem que é verdade e eles "conhecem a Bíblia e a história", por que duvidar? 

Decoração judaica, o "bispo" (nomeado por quem?) Edir Macedo paramentado com quipá, xale de orações, barbicha de profeta e começando a ser chamado de “sumo sacerdote”, símbolos da liturgia judaica, como a Menorá e a Estrela de Davi, obreiros e pastores fantasiados de levitas, em trajes brancos, guardando as portas do templo, ausência do símbolo tradicional da IURD (para atrair fiéis de outras denominações cristãs?)... um verdadeiro Carnaval. Nem uma escola de samba faria melhor. Ali ficarão "os cofres da casa do Senhor" (que Senhor?). E a coisa já começou: até uma esteira rolante foi instalada para transportar os dízimos.

Se, conforme diz o NT, Jesus expulsou os vendilhões do templo, porque faziam comércio do lado de fora da "Casa do Senhor", agora eles estão lá dentro, muito mais vorazes, dissimulados e sofisticados, inclusive com o apoio do próprio Jesus, já que lá, tudo é feito em nome dele e de Deus: pseudos milagres, vendas de orações, amuletos e objetos "glorificados", arrecadação de dízimos e doações, correntes de prosperidade, fogueiras santas, curas, produtos do mercado da fé (livros, CDs, viagens, excursões, etc). Ai Jesus, ai Jesus! Se o que dizem sobre ti fosse verdade, agora era a hora de prová-la para os incrédulos, fazendo a sua prometida volta triunfal e expulsando os novos vendilhões do templo. Acaso não estarias vendo isto? Senão tu, o teu pai, onisciente, onipresente e amante da justiça e da verdade, veria e te mandaria de volta. Vai deixar a festa prosseguir, usando o teu nome e o do teu pai em vão?

Segundo o jornal O Globo, no primeiro dia de funcionamento para o público, "No final do culto, o bispo pediu para que os fiéis pegassem um envelope dourado que estava posicionado em frente as poltronas - importadas da Espanha - escrito "Sexta-Feira: Vitória Total 7 profetas". Ele pediu para que no dia 5 de setembro, quem voltasse trouxesse uma contribuição financeira, o dízimo, e encerrou a pregação afirmando:

- Quem guarda o melhor para si não honra a Deus." (grifos nossos)

Por que no dia 5 de setembro? Fácil de entender: é o dia em que, teoricamente, todos os fiéis recebem ou já receberam seus pagamentos de assalariados.

O que leva autoridades de governo e políticos a prestigiarem esses eventos?

É sempre assim: Silas Malafaia inaugura templo da AVEC, no Rio de Janeiro… os políticos vão; Valdemiro Santiago inaugura o seu em São Paulo… os políticos vão; Padre Marcelo Rossi inaugura templo “Santuário Mãe de Deus”, em Interlagos (SP)… os políticos vão; "Marchas para Jesus...", os políticos vão. São todos megatemplos ou megaeventos religiosos, que atraem milhares de fiéis. É claro que os políticos não podem deixar de “dar seu apoio” e ficar fora dos holofotes. Não, eles têm de aparecer e dizer que “estão juntos com o povo de Deus”. Afinal, no nosso país "laico", 86% da população são de cristãos, de todas as correntes. Não prestigiar ou afrontar esse povo é suicídio eleitoral, o que é a última coisa que um político poderia aceitar, se aceitasse. E nem se questiona o valor dessas suntuosas obras e eventos e sequer se procura saber a origem dos recursos, que se alega provir da doação dos fiéis (haja doação!). Pelo contrário, governos e prefeituras ainda injetam algum dinheirinho do contribuinte, para colaborar e “prestigiar”.

Será que essas igrejas precisam mesmo desse caixinha extra? A IURD, por exemplo, é a maior das neopentecostais brasileiras, com mais de 6.500 templos e mais de 8 milhões de seguidores (só no Brasil), filiais em todos os continentes e presença em 103 os países, em diversas cidades. Ela própria declara que o templo foi construído sem recorrer a financiamentos bancários, somente com a ajuda e contribuições dos fiéis (???). É dona da TV Record, que adquiriu em uma compra cercada de conspirações, tráfego de influências, mentiras e até dinheiro do tráfico de drogas e o envolvimento político do ex-presidente Collor; é dona de 23 emissoras de TV, 42 de rádio e mais doze empresas em ramos diversos (dados não atualizados para 2014); é investigada pelo Ministério Público, por suspeita de envolvimento com o crime organizado, desvio e lavagem de dinheiro, é acusada de ter iniciado a construção do templo de forma irregular, com uma licença provisória para reforma, sem dar contrapartida à Prefeitura de São Paulo… Uma organização desse porte, com esse poderio, com esse histórico de vida nada recomendável, ainda é cortejada pelos governos e não só é cortejada, como recebe apoio e favores?!… E o PRB, o partido da Igreja Universal, fazendo parte da base aliada do governo? Não, alguma coisa está muito errada neste país.

Dados da obra Templo de Salomão:

  • Será (enquanto outro maior não surgir) o maior templo evangélico do país;
  • segue o padrão arquitetônico de outros templos da IURD, diferindo apenas em tamanho e algumas comodidades e inovações. O padrão é a réplica do primeiro templo construído em Jerusalém, no século X a.C., destruído pelei rei babilônico Nabucodonosor, em 586 a.C. Posteriomente, foi; reconstruído (535 a.C. - 516 a.C) e novamente destruído pelo general romano Tito, no ano 70 d.C., quando o exército romano esmagou uma rebelião dos judeus;
  • construído em um terreno de 35 mil metros quadrados - o equivalente a 5 campos de futebol;

  • possui 100.000m2 de área (o Maracanã possui 120.000), o dobro da altura do Cristo Redentor e é 4 vezes maior do que o Santuário de Aparecida do Norte;

  • possui telões de 20m2, maiores do que os dos estádios da Copa do Mundo 2014, com capacidade para 10.000 pessoas, sentadas;
  • o estacionamento possui 2000 vagas para carros, 241 para motos e 200 para ônibus; 
  • possui sistema de som potente e sofisticado, acabamentos em mármore italiano e decoração com mais de 10.000 lâmpadas de led;
  • possui 60 apartamentos decorados, para pastores convidados, um para Edir Macedo e 335 banheiros para os fiéis;
  • No altar, há uma esteira rolante destinada a carregar o dízimo pago pelos fiéis diretamente para uma sala-cofre, de acordo com a Veja SP (informação não confirmada pela assessoria da igreja, segundo “O Globo”).
  • possui segurança própria interna e externa, prestada pelos “guardiões do templo (???)”, autorizados a fazer revistas e impedir que pessoas entrem com filmadoras, máquinas fotográficas, celulares e tablets;

Fontes (dados da obra): 1- O Globo; 2 - EXAME.com ( http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/20-coisas-sobre-o-enorme-... )

Detalhe: isso é fichinha perto dos templos evangélicos que existem em outros países. Com todo esse tamanho, luxo e sofisticação, esse templo não estaria nem entre os dez maiores do mundo. Para se ter uma ideia da força do evangelismo, basta dizer que o 10º colocado no ranking mundial (Catedral Evangélica do Chile), possui capacidade para 45.000 pessoas/culto e o primeiro, Yoido Full Gospel (Coreia do Su), capacidade para 230.000 pessoas, por culto. Vamos parar por aqui. 

Algumas das principais regras observadas na inauguração do Templo de Salomão - incidentes ocorridos

A Igreja Universal do Reino de Deus divulgou um manual de etiqueta para quem compareceu à inauguração do Templo de Salomão, ou "a casa de Deus", como Edir o chama". Essas regras, foram divulgadas, pouco antes da inauguração e rigorosamente observadas durante o evento.

No geral, pode-se dizer que, salvo um breve apagão de luz que durou dez minutos, deixou desorientado o cerimonial da presidente Dilma e obrigou-a e à sua comitiva a subir três lances de escadas, com luzes de lanternas de celulares, tudo ocorreu conforme o planejado, não se registrando nenhum tumulto ou outros imprevistos.

Bonés, camisetas sem mangas ou de times, roupas com mensagens comerciais ou políticas, sandálias tipo havaiana, bermudas, minissaias, capacetes e óculos escuros, nada disso foi permitido.

Sob a coordenação do "bispo" Renato Cardoso, genro de Edir, as regras de acesso foram rigorosamente observadas, inclusive a indumentária mínima exigida dos visitantes. "Se você fosse se encontrar com o próprio Deus, na casa dele, como se vestiria?”, disse ele . E arrematou: "Vista-se como se fosse se encontrar socialmente com uma pessoa muito importante.” O "bispo"(???) Cardoso orientou ainda os "guardiões do templo" (???) para que não permitissem filmagens ou fotos de qualquer espécie, nem mesmo o uso de celulares, smartphones, tablets, etc, que ficaram sujeitos a revistas com detectores de metal. Instagram, "selfie"? Nem pensar. Para os fiéis que não puderam entrar, foram disponibilizados fotógrafos, fazendo os cliques e informando que as fotos poderiam ser baixadas via internet.

Fontes:  1 - Folha de São Paulo ( http://religiosamente.blogfolha.uol.com.br/2014/07/16/as-regras-do-... )

2) O Globo (http://oglobo.globo.com/brasil/em-abertura-do-templo-de-salomao-fie...   )

------------------------------------------------------------------------------------

Vídeo institucional, com detalhes sobre o templo e a inauguração (Fonte: IURD):

Se o vídeo não abrir diretamente, clique no link direto abaixo:

http://irreligiosos.ning.com/video/dilma-rousseff-prestigia-cerimon...

----------------------------------------------------------------------

Uma pergunta, que todos já estão fazendo, fica no ar: "Qual a verdadeira razão dessa guinada judaizante da Igreja Universal? Que razões políticas e/ou econômicas se escondem por trás disso?  Houve investimento judeu na construção do Templo de Salomão?". Independentemente de serem os leitores religiosos ou não, opinem!

Outras fontes: 1 - Revista Exame/O Globo/UOL/YouTube

Este texto pode ser copiado e reproduzido, no todo ou em parte, desde que sem omitir a imagem de copyright ao lado, sem promover alterações textuais e com citação do autor, fonte e link para a matéria original.

Exibições: 604

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de rogerio da silva de carvalho em 17 setembro 2014 às 20:13

Comentário de Oiced Mocam em 17 setembro 2014 às 14:13

Sionismo judaico e o Templo de Herodes digo Salomão ou Cassino do Macedão. Bem q a Márcia vem alertando há tempo, o q está por desse negócio. Leia, em:

Respostas a este tópico

os evangélicos seguem o modelo judaico: pobreza é castigo, maldição, por não seguir fielmente a Deus) porque os caras (a elite sionista) que já a controlam (a Igreja...) são os mesmos que controlam esse avanço dos evangélicos. Acredito que o objetivo da elite sionista seja exatamente detonar de vez o poder político da Igreja passando os cordéis(controle) das sombras ao poder dos evangélicos, fiéis escudeiros  da elite sionista que já instalou uma teocracia em Israel.

Como no Brasil é forte a tradição cristã, e nem tem tanto israelita existe assim (embora nossa elite seja 90% sionista ela representa menos de 1%) o controle ou a teocracia vai ser exercida indiretamente. Essa tática que você sugeriu de reforçar a Igreja para fortalecer o laicismo, é usada pela elite sionista em reforçar o avanço evangélico que tem duas vantagens(derruba o poder da Igreja no Brasil e inaugura uma teocracia(que é o sonho da elite judaico sionista no Brasil já que em Israel isso já foi conseguido). Na minha opinião é esse cenário que está por trás das cortinas desses bastidores.

Obs. eu tentei novamente postar imagens do meu arquivo e não aceita. Bom, a primeira imagem era para mostrar o quanto o governo brasileiro é afinado com a elite sionista (é ela que exerce o governo nos bastidores) a foto é da Dilma, o Lula e os membros mais poderosos dessa elite (e eles estão na posição do triângulo maçônico) (lembrete: a voz que sopra(conselheira) nos ouvidos da Dilma não é uma freira nem um padre da Igreja, também não é uma evangélica ou um pastor, é uma judia sionista-do Lula idem)  a outra foto é de uma cerimônia numa sinagoga onde os rabinos comemoram o novo Papa da Igreja (parece que é só uma saudação amistosa e política, mas é muito mais do que isso (há tempos que a elite sionista global nomeia seus membros para Papa). Obs: O Papa atual já montou um museu do holoconto dentro de uma igreja, isso entre outras coisas não é só para puxa o saco dos poderosos do planeta é para mostrar o quanto a elite cristã está afinada e controlada como representante dos interesses da elite sionista.

Quanto mais a igreja for retrógrada, quanto mais antipatia adquirir, mais ela será minguada e minada e esse é o grande objetivo. Para lançar o poder político evangélico é preciso minar o opositor (agora só de faixada), e controlar os dois polos é o que bem faz a elite sionista, que se tornou tão poderosa por sempre jogar nos dois times, financiar, endossar e apoiar os dois lados de uma  guerra. Quem acha que isso é teoria da conspiração, desconhece a realidade do cenário do poder no mundo inclusive no Brasil, e precisa assistir menos rede BOBO, e ler menos a revista Veja, porque eles alienam e emburrecem.  

Por tudo isso eu não acredito em uma "recuperação" da Igreja. Mas no aceleramento de seu fim da linha tão desejado pelos sionistas e seus trolls.

Por fim eu tenho uma visão um tanto pessimista e creio que por ser mais realista: Seguimos para uma teocracia , sim. E os únicos que poderiam evitá-la seriam os ateus organizados politicamente, (mas a maioria acredita que "blasfemar no facebook" é o bastante), e os católicos reagirem (mas eles estão há muito tempo alienados e condicionados à resignação). 

A espada afiada do "espírito santo" vem aí !!!!!!!!!!!!!! Salve-se quem puder!"

Os grifos são de,

Oiced

 

Comentário de Oiced Mocam em 15 setembro 2014 às 22:00

No caso do Edir Maiscedo, o líder evangélico representante de Deus na terra, está fazendo o reposicionamento, da marca Igreja Universal, que vem sofrendo competição na indústria e mercado da fé evangélico muito agressivo com os concorrentes do tele-evangelismo. O neopentecostalismo no Brasil, interpreta ganhos materiais como manifestação da graça divina. Ou seja, se você aceita Jesus no coração, ganha dinheiro e eles também. Inclusive com mais turismo religioso a terra santa, q de santa não tem nada.

Esse próspero homem de negócios, mudou de fase, agora usa roupas de sacedotes judeus (quanta contradição), esse grande vendedor de moradas celestes, disse aos pastore$ vigaristas:

"Você tem que chegar e se impor: Ó, pessoal, você vai ajudar agora na obra de Deus! Se você quiser ajudar, amém. Se não quiser ajudar, Deus vai arranjar outra pessoa pra te ajudar. Ou dá ou desce!

"Você tem que ser o super-herói do povo! Você nunca pode ter vergonha. Não pode ter timidez. Peça, peça, peça! Tem que ser no peito e na raça! E se tiver alguém que não dê, tem um montão que vai dar".

Agora temos um reposicionamento de marketing religioso, associada a ideia de povo eleito à ideia do rebanho que prospera pela mágica do Deus de Israel, aproximando o cristianismo de signos judaicos e colocando os fiéis como os eleitos do pai de Jesus. Dito de forma direta: quem vive com o Deus de Israel fica rico e feliz. E tudo isso numa grande dimensão mágica e mística de grande êxtase coletivo no templo de Herodes digo Salomão ou se preferirem ou Cassino do Macedão erguido em tributo a si mesmo e seu banco. O fato é que o neojudaísmo da Universal é, no mínimo, contraditório.

Saudações,

Oiced Mocam

http://irreligiosos.ning.com/group/a-mafia-religiosa/forum/topics/j...

 

Comentário de JORLANDO NATALINO DURANTE em 13 setembro 2014 às 22:35

E saber que a Dilma precisa do Edir Macedo dói demais. Maldito Presidencialismo de Coalizão.

Comentário de Ivo S. G. Reis em 10 setembro 2014 às 10:58

Luísa:

Ficamos todos gratos por sua informação muito valiosa. Foi bom que o artigo que você mencionou tenha sido escrito por um clérigo católico, do contrário, diriam que é "perseguição ateísta". Li o artigo completo (muito esclarecedor), que assim se inicia:

"

Dom Henrique Soares, bispo de Palmares

Só para esclarecer aos católicos, a respeito desse “templo de Salomão” inaugurado em São Paulo, mais uma farsa religiosa do nosso tempo e mais uma punhalada no cristianismo, já tão deturpado pelas seitas…"

e assim termina:

"Conclusão: É uma pena ver como o charlatanismo, a ignorância e o grotesco prosperam em certas expressões heterodoxas de cristianismo… E tudo por conta do tripudio sobre a ignorância e falta de bom senso de toda uma população insensata. Só isto." (grifos nossos)

Acho que não é preciso dizer mais nada."

Saudações Irreligiosas!

Comentário de Luísa L. em 10 setembro 2014 às 9:52

Nem os próprios cristãos se entendem sobre o Templo de Salomão em São Paulo! rs

http://www.ofielcatolico.com.br/2014/03/sobre-templos-e-falsos-prof...

Saudações irreligiosas.

Comentário de Oiced Mocam em 3 setembro 2014 às 12:43

Ivo.

Excelente a conclusão. Acrescentastes aspectos interessantes que desconhecia. 

Os crentes não acreditam nas religiões e nos deuses dos outros. Os ateus também não.

“O médico vê o homem em toda a sua fraqueza; o jurista o vê em toda a sua maldade; o teólogo, em toda a sua imbecilidade”.

                                                      — Arthur Schopenhauer

Comentário de Ivo S. G. Reis em 3 setembro 2014 às 7:37

Oiced:

Brilhante comentário. Mas há ainda alguma coisa mais que se pode acrescentar. Uma reflexão interessante de se fazer é a seguinte: a arqueologia bíblica (que hoje já perdeu credibilidade) faz de tudo para provar a existência de personagens bíblicos, mas como sempre, fica apenas nas hipóteses. Dão seus pareceres dizendo: "seria", "poderia ter sido", "provavelmente", etc, nada conclusivos. Todavia, no caso de Davi e Salomão, devemos considerar que ninguém questiona a existência do rei babilônico Nabucodonosor II (604 a.C - 562 a.c), conquistador de Jerusalém, nem do faraó Ramses II (1279 a.C a 1213 a.C), que deixaram inúmeras evidências de sua existência, sendo que, de Ramsés II, até a sua múmia existe. Diz-se que Ramsés II possuía 200 esposas, com algumas das quais, deixou filhos. Já o poderoso rei Salomão, tinha 700 mulheres, e mais 300 concubinas, superando, de longe, um dos maiores faraós do Egito, de todas as dinastias. Isto, sem falar da fabulosa fortuna de Salomão e do seu lendário templo. Mas não há qualquer menção desse poderoso rei de Israel em nenhum dos reinos vizinhos, o que seria de se esperar. Nem conflitos, nem relações comerciais, nem visitas; nada, absolutamente nada. Como poderia um rei tão poderoso e rico ser desconhecido por seus vizinhos?

Não se encontrou uma única evidência aceita por todos, do reinado de Salomão, nem de seu templo. Tudo o que se tem, até agora são hipóteses que tentam forçar a comprovação da sua existência. Ah, Bíblia FDP. As mentiras chegam a ser irritantes; e descobrir uma verdade lá dentro (algumas verdades históricas existem, até por distração dos escritores), é como procurar agulha no palheiro.

E aí vêm esses picaretas evangélicos querendo ressuscitar a lenda de Salomão. A finalidade? Todos sabemos.

Saudações Irreligiosas!

Comentário de Oiced Mocam em 2 setembro 2014 às 21:13

Império de Salomão

O que diz a Bíblia: Salomão sucedeu a seu pai, David fez alianças com reinos vizinhos e construiu o Templo de Jerusalém. Em seu reinado, os israelitas alcançaram opulência e poder. Salomão construiu palácios e fortalezas em Jerusalém, Megiddo, Hazon e Gezer.

O que diz a Arqueologia:

Não há sinal de arquitetura monumental em Jerusalém ou em qualquer das outras cidades citadas. Tudo leva a crer que Salomão, como David, eram apenas pequenos líderes tribais de Judá, um Estado pobre e politicamente inexpressivo. Também não há evidências das conquistas de David narradas na Bíblia, como sua vitória sobre o gigante Golias.

Vale a pena mencionar de novo Tom Harpur, autor de O Cristo dos Pagãos, quando ele diz:

"...no país de um povo tão rico que o rei Davi ... podia coletar milhões para construir um templo, descobre-se que não há objetos de arte, esculturas, mosaicos, bronzes, cerâmica nem pedras preciosas”. “o rei Salomão é considerado [na Bíblia] como tendo sido um mestre em construções e “um acumulador insaciável” de artigos de luxo. “Ele bebia em taças de ouro, dotava os seus soldados com escudos de ouro, mantinha uma frota de barcos a vela para procurar tesouros exóticos, mantinha um harém de 1000 esposas e concubinas e gastou treze anos construindo um palácio e um templo suntuosamente decorados para abrigar a Arca da Aliança”. Ainda assim, nem uma única taça, nem um único tijolo jamais foram encontrados para indicar que tal reino tenha existido!

As provas da história bíblica não são para ser encontradas, diz Massey [Gerald], mesmo que toda a Palestina seja escavada nessa busca. Na verdade, como é ilusório pensar em cavar na terra para encontrar provas de mitos e alegorias! Nem a mais vasta pesquisa arqueológica será suficiente para provar um mito”. (p.127 do livro) A Saga do rei David O que diz a Bíblia: Após derrotar Golias, David firma-se como rei dos Hebreus, submetendo primeiro a tribo de Judá e, posteriormente, todas as 11 tribos israelitas.

O que diz a Arqueologia:

Em 1993 foi encontrada uma pedra de basalto datada do século IX a.C. com escritos que mencionam a existência de um rei hebreu chamado David. Mas não há qualquer evidência das conquistas de David narradas na Bíblia. David pode ter sido o líder de um grupo de rebeldes vindos de camadas pobres dos cananeus que, nessa época, atacava as cidades do sul da palestina. O principal indício de que as conquistas de David e o império de Salomão são, em sua maior parte, invenções é que, no período em que teriam vivido, a arqueologia prova que a cultura cananita (que segundo a Bíblia teria sido destruída) continuava viva. A conclusão é que David e Salomão teriam sido apenas pequenos líderes tribais de Judá, um Estado pobre e politicamente inexpressivo localizado no sul da palestina. A arqueologia demonstrou que os monumentos normalmente atribuídos a Salomão foram, na verdade, erguidos pelos omridas. Ou seja: o primeiro grande Estado judaico não teve a liderança de Salomão, e sim dos reis da dinastia omrida. Enriquecido pelos acordos comerciais co Assíria e Egito, o rei Ahab, filho de Omri, ordena a construção dos palácios de Megiddo e as muralhas de Hazor, entre outras obras. Hoje, os restos arqueológicos desses palácios e muralhas são os principais pontos de discórdia entre os arqueólogos que estudam a Tora. Muitos atribuem a Salomão, numa atitude muito mais de fé do que de rigor científico, já que as datações mais recentes indicam que Salomão nunca ergueu palácios. Nem uma só pedra se salvou à destruição do tempo e nem sequer sabemos em que local se erguia. (Renan ii,10; Will Durant, Cap. XII)).

Templo de Salomão, na verdade é o templo de Herodes Antipas, o Rei cliente de Roma. Já outros afirmam que ele freqüentava muito mais o harém do que o Templo.

Mas vamos aprofundar a pesquisa sobre David e Salomão, pesquisando mais em Crônicas I (21:5) onde a Bíblia não nos deixa mentir: O exército de Davi teria tido 1.100.000 (um milhão e cem mil homens) e o de Judá 470.000 homens. Claro que, esse número é ridiculamente alto para uma batalha entre dois exércitos tribais em 1000 a.C. (Os Estados Unidos tiveram aproximadamente 1,4 milhões de soldados na ativa em 2001.) Em Crônicas I 22:14 Davi proporciona a Salomão uma fantástica quantia de ouro e prata para construir o templo: 100.000 talentos de ouro e 1.000.000 talentos de prata. Considerando que um talento era aproximadamente 60 libras, isso daria aproximadamente 3.000 toneladas de ouro e 30.000 toneladas de prata. Deram para o serviço da casa e o rei Davi colecionava dez mil dracmas para a construção do templo em Jerusalém. Isso é interessante, já que as dracmas foram nomeadas depois do rei Dario I que viveu quinhentos anos depois de Davi. Como sempre, são exageradas as quantias informadas de ouro e prata e ferro 100.000 talentos de ferro, por exemplo, seria algo em torno de 34 mil toneladas (29.7) Tinha Salomão setecentas esposas, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração (I Reis: 11:3). Alguns historiadores reduziram a apenas setenta e oito. Em Crônicas II 13:3-4, a maior matança com a “ajuda” de Deus Onipotente. Acredite se quiser! Abias falou para 1.200.000 soldados. Ele certamente tinha uma voz realmente alta. Com a ajuda de Deus, meio milhão de soldados morrem em uma única matança (13:16-17). Num único massacre, o maior na Bíblia, Asa, com a ajuda de Deus, mata um milhão de etíopes (14:8-14). Asa, quando teve uma doença em seus pés, procurou médicos em vez de buscar a Deus (16:12). Deus desaprova aqueles que buscam ajuda médica em lugar a Ele (16:12).

“As histórias da Bíblia foram contadas com base nos pressupostos de quem as contava e de acordo com a função que queriam dar a elas”

Rochus Zuurmond, professor de teologia bíblica da Universidade Livre de Amsterdã, na Holanda. http://stellarhousepublishing.com/didmosesexist.html

http://irreligiosos.ning.com/video/os-reis-de-israel-1-de-4-rei-sal...

Parabéns, Ivo por nos trazer essas informações sobre a indústria e o mercado da fé.  Muita coisa está muito errada neste país. Com certeza! Estamos vivendo uma psicose coletiva mundial.

Saudações,

Oiced Mocam

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço