Irreligiosos

Se você não sabe, aceita e não questiona, embota-se e acaba virando crente.

Desconstrução do Mito de Jesus Cristo - Sem Cortes

Entrevista dada por Marcelo da Luz, conscienciólogo e autor, a William Klein, no Programa "Ciência e Consciência" da TV Compléxis.
Marcelo da Luz, ex-padre e conferencista católico, é autor do livro "Onde a Religião Termina?", que recomendamos fortemente.

Classificação:
  • Atualmente, 4.5/5 estrelas.

Exibições: 273

Favorito de 1 pessoa

Comentar

Você precisa ser um membro de Irreligiosos para adicionar comentários!

Entrar em Irreligiosos

Comentário de Oiced Mocam em 6 maio 2013 às 8:04

Os Evangelhos não foram escritos por companheiros de Jesus ou por companheiros de seus companheiros. Foram escritos décadas depois por pessoas que não conheceram Jesus, viviam em um país diferente ou em países diferentes do de Jesus e falavam uma língua diferente da dele. Eles são diferentes uns dos outros em parte porque seus autores também não conheciam uns aos outros, em certa medida tinham fontes de informação distintas (embora Mateus e Lucas sejam baseados em Marcos) e porque modificaram suas histórias em função de duas próprias compreensões de quem teria sido Jesus.

O fato e a verdade é que os Evangelhos não foram escritos pelos apóstolos. Não são a palavra de Deus. A maioria dos livros do Novo Testamento levam nomes de pessoas que não testemunharam pessoalmente nenhum dos acontecimentos da vida Dele e não as escreveram. Motivações para produzir fraudes e textos literários haviam muitas. Isso é bem conhecido dos estudiosos desde o século passado e é amplamente ensinado nos seminários e faculdades de teologia por todos os Estados Unidos. A maioria dos pastores no Brasil sabem disso. Mas para muitas pessoas das ruas e nos bancos de igreja isso é “novidade”, e é compreensível. Ainda hoje, muitos estudiosos  relutam em  chamar os  documentos forjados do Novo Testamento de fraudes – afinal é da Bíblia que e estamos falando. Mas a realidade é que, por qualquer definição do termo, é isso que eles são.

Um grande número de livros dos primórdios da Igreja foi escrito por autores que alegaram falsamente ser apóstolos para enganar os leitores e fazê-los aceitar seus livros  e os pontos de vista que representavam.

O cristianismo, como há muito reconhecido pelos historiadores críticos, é uma religião sobre Jesus, não a religião de Jesus. E  “a criação do Cânone não foi a única invenção da Igreja inicial.  Entre eles estão algumas das mais importantes doutrinas cristãs, como Messias sofredor, a divindade de Cristo, a incoerente Trindade e a existência de céu e inferno. Bem essas invenções e fabricações, isso você já sabia. Nolivro de Assis Utsch, “As Raízes de Deus” enumerei algumas dezenas de causas que levam o homem à religiosidade, inclusive a ambição por poder, pelo controle das massas e a acumulação de fortunas.

Assim como o Velho Testamento, o “Novo” também é obra de carpintaria ruim, encaixado muito depois dos supostos acontecimentos e cheio de tentativas improvisadas de fazer as coisas parecerem certas e mostram sinais inequívocos de terem sido adulterados. Seus muitos autores, nenhum dos quais publicou qualquer coisa até muitas décadas após a suposta  crucificação, não conseguem concordar em nada importante.

Se os Evangelhos não são verdadeiros como fato (se contrapõem aos Evangelhos Gnósticos), como história, não consigo ver como poderiam ser verdadeiros de alguma maneira, ou de algum valor. Acreditar em um ser superior é mais do que simples perda de tempo: pode ser uma tremenda irresponsabilidade. É um sentimento que muitos compartilham hoje e chegam sempre a mesma conclusão: Deuses não existem!

Leia mais em:

http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2012/07/biblia-quem-escreveu...

Alguns absurdos e contradições na Bíblia:

http://irreligiosos.ning.com/profiles/blogs/absurdos-da-b-blia?xg_s...

Sds, Oiced Mocam

Comentário de Marcos Pereira em 5 maio 2013 às 19:25

O evangelho de Marcos foi escrito 40 anos depois dos fatos, assim que ele é composto de várias lendas que foram sendo espalhadas no boca boca, e no final os seguidores de Cristo acabaram por fazendo uma sinopse de forma a traduzir tudo num texto através da forma uniformemente biográfica. Muitos pensam que Marcos estava lá e viu tudo acontecer, tal qual um narrador. Existiram inúmeros seguidores e cada um escreveu o evangelho de um jeito, competindo com os demais pela sua aceitação nas comunidades. 18 % da Bíblia são fatos possivelmente comprovados. Bom, está explicado uma das razões da Bíblia ser tão contraditória. Interessante o conflito do ex padre, uma pessoa sensata, que achou uma enorme perca de tempo tentar contornar problemas inerentes a falta de recursos da Bíblia. Não dá pra tirar leite de pedra...Evidente que muitos textos atribuídos a Deus e jesus foram escolhidos com o proposito político, e não doutrinário, pois não configuram um pensamento linear. Nos textos de Buda, existe, pelo menos, uma confluência de pensamento, o que faz você pensar que o raciocínio pertence a uma mesma pessoa ou conjunto de pessoas que tiraram da mesma fonte. Pra que tanta interpretação e proselitismo religioso pra um povo simples? Ai está a barca furada...

 

Comentário de Ivo S. G. Reis em 18 junho 2011 às 8:44
Em tempo: Para os possíveis interessados,  o livro "Onde a Religião Termina?" terá um novo lançamento nos dia 8 e 9 de julho do corrente, no Monza Palace Hotel - Lagoa Nova, Natal (RN), uma vez que a 1ª edção já se encontra esgotada. Telefones para informações: (84) 3211-3126 e 8726-2987.
Comentário de Ivo S. G. Reis em 2 março 2011 às 11:31

Sim, você tem razão, em parte, e isto provavelmente aconteceu. Mas existem ainda aqueles 18% que podem ser considerados verdadeiros (segundo o autor) e talvez seja a isto que se referia. Lembre-se que, para ele, Jesus nada mais foi que um mortal comum, líder de um grupo de pescadores e que se rebelavam contra tirania do governo romano.

Saindo agora um pouco do sério - e isto o próprio autor o fez - ele alerta que em histórias de pescadores existem muitas mentiras e que a cada vez que são contadas são aumentadas as façanhas. Não é assim que acontece na vida real?

Comentário de Rodrigo Phanardzis Ancora da Luz em 2 março 2011 às 11:24

Assisti o vídeo ontem, por indicação de um debatedor no fórum do Café História. Achei bem interessante, apesar de não concordar com tudo o que o entrevistado coloca, mas assim mesmo compartilhei no meu blogue:

 

http://doutorrodrigoluz.blogspot.com/2011/03/qual-fantasia-que-cria... 

 

A princípio, o questionamento que faço é, se nem tudo o que está escrito nos textos dos Evangelhos seriam palavras do Senhor, como então o entrevistado atribui "erros" a pessoa de Jesus na parte final do vídeo? Tais erros não poderiam ter sido cometidos por quem deu redação aos textos dos Evangelhos?

Comentário de Ivo S. G. Reis em 28 fevereiro 2011 às 12:01
Recomendo fortemente este vídeo, bem como uma outra seqüencia de 4 vídeos a respeito do livro "Onde a Religião Termina?", que aqui serão postados tão logo eu consiga unificá-los em um player. Leiam e comentem! Aliás, fica também aqui minha recomendaação sobre o livro, que é de publicação recente.

Sobre

Badge

Carregando...

Leia Isto!

Traduzir para/Translate to:


Visualizações

contador de visitas online

Se esta é a sua 1ª visita ou se passou por aqui, mas não quis comentar nem publicar nada, assine o nosso livro de visitas!

Irreligiosos.ning.com website reputation

Recados Rápidos

 

 

Links Indicados

Sites da Rede DDD: . . . . . . .Logo Rede DDD Acessar links dos sites Baú do Inexplicado Outros:
visit Skeptic.com

Sociedade Racionalista

ComunidadeO Outro Lado das ReligiõesBULE VOADORInternet Infidels Visitar o Observatório

GeraLinks

Badges do Irreligiosos

Nosso badge no seu blog:

Link o Irreligiosos


(Clique aqui para saber como!)


Enquete Jesus Cristo


Sua opinião sobre Jesus Cristo:
Acesse o post de apoio;

----------------
Acesse a nossa página PESQ para responder à enquete.

 


Notícias Cristãs

Atenção: As notícias aqui divulgadas não são nossas recomendações e são veiculadas apenas para informar os últimos acontecimentos e eventos do cristianismo.

(Se a exibição falhar, não é culpa nossa e sim do Widget. Não se preocupem, elas voltam depois)

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Grupos

Principais Colaboradores

Abaixo, destacamos (em ordem alfabética) a 4ª lista dos nossos  mais eminentes e constantes colaboradores:

  • Alfredo Bernacchi
  • Assis Utsch
  • Carlos Dosivan
  • Divina J. Scarpim
  • Erijosé Oliveira
  • Gilberto Vieira
  • Jorge O. Almeida
  • Luísa L.
  • Márcia Zaros
  • Marilda Oliveira
  • Oiced Mocam
  • Paulo Luiz  
  • Paulo Rosas 
  • Rafael Rocha
  • Sergio M. Rangel

© 2017   Criado por Ivo S. G. Reis.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço